A minha alma engrandece ao Senhor

           A expectativa e proximidade da época natalina nos levam, especialmente, às narrativas evangélicas de Mateus e Lucas.

Algo aconteceu no espírito, alma e corpo (nesta ordem) da jovem Maria a ponto de se expressar alegre, confiante e profeticamente. A fé que opera pelo amor está notavelmente presente em sua profecia. As fontes da salvação jorram água pura sobre ela.

Como sempre, Deus continua escolhendo e chamando alguém para perto de Si. Convido o leitor/ouvinte para ver como que do lado de fora a ação divina em Maria. E eis o milagre!

Neste artigo, anoto alguns dados fornecidos por Lucas (1.46-55 – RA-VULGATE) entremeados com Magnificat em ré maior – BWV 243 – J. S. Bach (1685-1750) e o comentário que aparece ao final. Links inclusos.

Que o seu milagre chegue logo…

Comentário

A anunciação da vinda de João (1.5-25), a anunciação de Jesus (1.26-38), a visita de Maria a Isabel (1.39-56), o nascimento de João (1.57-80) e o nascimento de Jesus (2.1-20) são apresentados por Lucas em uma sucessão de relatos que envolvem o nascimento de Jesus, o Cristo de Deus.

A chegada de Maria à casa de Isabel é emocionante para ambas. A anfitriã recebe a jovem com um cântico inspirado (1.39-45). Isabel, pelo Espírito Eterno, reconhece que Maria está grávida por intervenção divina e que a redenção de Israel estava em curso.

A narrativa lucana lembra-nos o antigo espírito profético que atuou em Ana (1 Sm. 2.1-10) e nos mostra a primeira referência ao termo “salvador” (gr. soter – v.47) que encontramos no Novo Testamento. Maria, como pecadora, declara: “Deus meu Salvador”.

Este título aparece nas Escrituras Hebraicas para se referir as ações do SENHOR em favor de seu povo. Por exemplo, as profecias de Isaías (relacionados peculiarmente à vinda do Messias) e nos Salmos. Em seu espírito a jovem reconhece a imperiosa necessidade de ser salva não por obras da Lei mas mediante a fé.

Em seu cântico Maria enfatiza que Deus não somente é capaz de escolher determinada mulher estéril para conceder-lhe um menino profeta; mas pode intervir, sem auxilio de homem, em outra mulher de modo que esta veio a conceder misteriosamente o Salvador da Humanidade. Portanto, Maria anuncia a intervenção de Deus no curso da História.

Em que nível espiritual a jovem Maria vivia? Entendo (digo ao meu modo) que o hagiógrafo quer nos mostrar o alto nível espiritual em que Maria vivia; mas este é o nível da fé que opera pelo amor. Assim, a humildade da jovem é exaltada por Deus, especialmente pelo fato de haver sido levada à obediência, apesar das circunstâncias desfavoráveis. Enfim, Deus não olha para aparência mas para o interior. Ele chama para perto de Si a quem Ele quiser e na medida da fé que Ele concede a cada um visando a um fim proveitoso. Deste modo, no curso da “igreja de Deus…corpo de Cristo” a humildade e a obediência distinguem o cristão genuíno.

Esta profecia aponta o caminho para a bem-aventurada felicidade daquele que crê [exerce fé] em Jesus, o Messias. E desenha o esforço do Altíssimo para estabelecer o Reino de Deus.

Nos dias de festas a liturgia luterana exigia o “Magnificat” em alemão mas na época natalina era cantado em latim.

Por último, impossível ouvir este texto sem repetir e repetir… até absorver o máximo do Evangelho que proclama a Redenção.

Sem dificuldades maiores o leitor-ouvinte poderá acompanhar as frases do Evangelho (RA-VULGATE) seguem o texto musical. E os cantores… de excelente nível técnico.

Ton Koopman e Amsterdam Baroque Orchestra and Soloists estão magníficos. Do início ao fim.

BOM PROVEITO!

“Magnificat”

Lucas 1.46-55 (RA-VULGATE)

Bach – Magnificat – 01 – Magnificat
46 Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor,
46 et ait Maria magnificat anima mea Dominum

Bach – Magnificat – 02 – Et exsultavit
47 e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador,
47 et exultavit spiritus meus in Deo salutari meo

Bach – Magnificat – 03-04-Quia respexit-Omnes generationes
48 porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada,
48 quia respexit humilitatem ancillae suae ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes

Bach – Magnificat – 05 – Quia fecit mihi
49 porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o seu nome.
49 quia fecit mihi magna qui potens est et sanctum nomen eius

Bach – Magnificat – 06 – Et misericordia
50 A sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem.
50 et misericordia eius in progenies et progenies timentibus eum

Bach – Magnificat – 07 – Fecit potentiam
51 Agiu com o seu braço valorosamente; dispersou os que, no coração, alimentavam pensamentos soberbos.
51 fecit potentiam in brachio suo dispersit superbos mente cordis sui

Bach – Magnificat – 08 – Deposuit
52 Derribou do seu trono os poderosos e exaltou os humildes.
52 deposuit potentes de sede et exaltavit humiles

Bach – Magnificat – 09 – Esurientes
53 Encheu de bens os famintos e despediu vazios os ricos.
53 esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes

Bach – Magnificat – 10 – Suscepit Israel
54 Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se da sua misericórdia
54 suscepit Israhel puerum suum memorari misericordiae

Bach – Magnificat – 11 – Sicut locutus
55 a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometera aos nossos pais.
55 sicut locutus est ad patres nostros Abraham et semini eius in saecula

Bach – Magnificat – 12 – Gloria Patri
Gloria Patri, gloria Filio,
gloria et Spiritui Sancto!
Sicut erat in principio et nunc et semper
et in saecula saeculorum.
Amen.

Texto completo, sem interrupções

http://www.youtube.com/watch?v=r4zvjV4_sAY

 

Comentários

Magnificat em ré maior – BWV 243

J. S. Bach (1685-1750)
link 1
link 2

“Parte integrante da liturgia luterana desde os tempos de Bach, o “Magnificat”, um dos três cânticos do Novo Testamento, é a inspirada saudação de Maria assim que chega à casa de Isabel (Lucas 1:46-55). Ordinariamente cantado a capella, de maneira homofônica e em alemão, nos dias de festa e na época do Natal era cantado no latim original, a várias vozes e acompanhado de instrumentos.

O Magnificat BWV 243 de Johann Sebastian Bach (1685-1750) foi estreado na celebração de Vésperas do Natal de 1723, o primeiro Natal que Bach passou em Leipzig, e constituiu, de certa forma, uma prova de aptidão musical do novo chantre da Igreja de S. Tomás e diretor musical da cidade, então uma cidade comercial próspera com uma intensa vida no plano cultural e cultual. Mas o evento marcou também, nesse contexto, a confissão pública de um cristão que viria a pôr todo o seu conhecimento da arte musical ao serviço da fé. É deste período um impressionante acervo de cantatas e de obras para órgão que chegou ao nosso conhecimento, compostas ao ritmo semanal para o culto luterano, e que fundamentam o reconhecimento generalizado de Bach como um teólogo em música.

Estamos em presença de uma obra para coro a cinco vozes e orquestra, cuja estrutura faz corresponder a sucessão de andamentos aos versículos do cântico evangélico, extraído do 1º capítulo do Evangelho de S. Lucas, versículos 46 a 55. Não exigindo recursos extraordinários, a peça afirma-se sobretudo por uma alegria transbordante que está presente do primeiro ao último compasso, mas também pela sua dimensão equilibrada e pela clareza da mensagem, que se desenvolve em crescendo, através de três conjuntos ária-coro que o primeiro e o último andamento, os coros mais jubilosos, emolduram.

Neste trabalho, Bach utiliza uma orquestra com duas flautas, dois oboés, três trompetes, tímpanos, órgão, fagote e cordas completas. Na parte vocal a escrita é a cinco vozes tanto para solistas quanto para o coro. Às estruturas imitativas dos movimentos corais alternam-se os solos, o dueto e o terceto, de maneira a obter variedade e riqueza também pela alternância instrumental. Tudo isto concorre para gerar o equilíbrio e a simetria tão caros a Bach, para quem a música sacra era a expressão da compreensão de uma ordem universal geométrica, divina e, portanto, musical.

O coro inicial é particularmente representativo da música mais alegre de Bach, transbordando vitalidade e frescura, como expressão perfeita daquele que descobriu a felicidade. Essa atitude surge logo desde o prelúdio instrumental que prepara a intervenção do coro, e prolonga-se para além desta, como que assegurando a ressonância da mensagem, numa clara subsidiariedade da orquestra relativamente ao coro. É também um andamento ilustrativo da simetria tão cara à escrita de Bach, que aqui atribui exatamente igual número de compassos à orquestra e ao coro.

A ária do soprano, Et exultavit, é um andamento breve, sobre um compasso que Bach utiliza com freqüência para exprimir motivos de alegria. Destaca-se o especial tratamento das expressões Exultavit e Salutari. A ausência do da capo é compensada pelo poslúdio instrumental.

Segue-se-lhe outra ária, Quia respexit, acompanhada apenas pelo oboé de amor, que contribui para criar um ambiente propício ao canto da humilde escrava do Senhor, para o qual também concorre uma escrita figurativa que desenha em movimento descendente todos os membros de frase desta ária.

Em sentido contrário, surge o segundo coro, que trás a resposta à expressão espontânea da humildade de Maria repetindo até à exaustão Omnes generationes, numa interessantíssima escrita imitativa.

A ária Quia fecit mihi magna, para baixo solo, tem apenas acompanhamento do contínuo, numa sobriedade contrastante com a exuberância orquestral e a elaboração harmônica do coro precedente.

O andamento Et misericórdia eius é confiado a um dueto de alto e tenor, acompanhado por duas flautas, dois violinos, viola e contínuo.

O coro intervém de novo com o verso Fecit Potentiam, numa linha de coloratura que é apresentada sucessivamente pelos tenores, pelos contraltos, pelos segundos sopranos, pelos baixos e pelos primeiros sopranos, sempre acompanhada por acordes incisivos, após o que as vozes se unem num gesto assumidamente figurativo a propósito da dispersão, em Dispersit superbos, e o andamento culmina numa sólida secção homófona assente numa seqüência harmônica com acordes de quinta aumentada, sétima maior e sétima diminuta.

Na linha de desenvolvimento dos andamentos anteriores, a ária Deposuit, para tenor, recorre a uma orquestração mínima, reduzida aos violinos, que tocam em uníssono, e ao contínuo. É uma ária de bravura que exprime a ação divina ao destronar os poderosos e exaltar os humildes, para o que Bach utiliza, respectivamente motivos descendentes e ascendentes. A mesma dinâmica figurativa faz corresponder à palavra Potentes um desenho melódico em movimentos descendentes e, pelo contrário, justifica o trajeto para uma tessitura mais aguda em Exaltavi, para exprimir a aspiração e recompensa dos humildes.

A ária de alto que se segue, Esurientes, sugere uma visão do Reino dos Céus que acolhe os famintos, para o que em muito contribui a presença das duas flautas e os pizzicati no baixo, depois assumidos também pelas flautas. O movimento descendente em divites dimisit inanes (despediu os ricos de mãos vazias) é de novo um desenho figurativo muito claro.

Aproximamo-nos do final da obra com um concertante para três vozes brancas, Suscepit Israel. Destaca-se a presença do oboé, ao qual é confiado o cantus firmus de uma antiga linha salmódica, como que a evocar o primitivo cantochão das comunidades cristãs.

A evocação do passado continua simultaneamente ao nível do texto do último verso do cântico evangélico, que contempla a tradição (Sicut locutus est) e na escrita musical, já que Bach recorre agora, depois da linha salmódica no andamento anterior, ao puro estilo a cappella, numa fuga acompanhada apenas pelo contínuo que prepara o coro conclusivo.

O último andamento corresponde à doxologia final com que se terminam os salmos e cânticos na liturgia das horas. Numa primeira secção, o coro irrompe com a expressão Gloria e através de entradas sucessivas de vozes eleva a aclamação ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. No caso das duas primeiras figuras, as vozes surgem em movimento ascendente e no caso do Espírito Santo em movimento descendente. A orquestra apresenta-se aqui num plano mais recuado, permitindo ao coro júbilos de mera contemplação. A segunda secção surge nitidamente como uma atualização do coro inicial, não só da sua ambiência mas também na utilização do segundo motivo do Magnificat e o coro vem a terminar sobre notas longas em Saeculorum como quem aponta simbolicamente o caminho para a bem-aventurada eternidade.”

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

16 Respostas para “A minha alma engrandece ao Senhor”

  1. […] A “igreja de Deus… corpo de Cristo” é paz, perdão, perseverança, poder contra as hostes satânicas, poder na criação de composições eruditas preparação para o iminente arrebatamento dos santificados em Cristo, “primeiro amor”, prontidão em servir, prosperidade, quebrantamento, refrigério, restauração, “sabedoria de Deus”, separação do mundo, sinceridade, socorro, solicitude além das quatro paredes, resplandecer como luzeiros do mundo, teologia, testemunhos de vida e viver em ressurreição. […]

  2. Agora Sou Livre disse:

    Boa Noite!

    Você acha que o Senhor abençoa os cristãos que tentam servi-Lo enquanto presos à cobiça,ambição? E os que escondem os erros fazendo vista grossa. Fico impressionada como as pessoas reagem ante a uma pergunta sobre os escândalos passados na tv e nas redes sociais.

    Um amigo meu me procurou para falar da perda de dois amigos de infância, devido a querer ser solidário com eles quando surgiu o primeiro escândalo, ele por pertencer a outra denominação quis ser solidário perguntando como estava o coração deles; além da resposta irritada dos mesmos ainda pararam de falar com ele. Ele só quis dar a mão, ser amigo, nada mais.

    Isso é um fato que se repete com muitos, perguntar ofende e a judar então não precisam. Aproveite as oportunidades, de valor a quem estende a mão pra ajuda-lo. Vamos valorizar nossos amigos, nossa família.

    Tem irmã que vive enfurnada na igreja, a casa dela fica abandonada, mas ela é “santa”, ela ora muito. Ela limpa igreja, ela faz arranjo, ela e senhora de frente… você tem que tomar conta da tua casa… dos seus filhos do seu marido, e isso aplica-se aos maridos também. Vivem a obra como forma de vida e abandonam esposas e filhos.

    Tem homem que vive enfurnado em igreja e a família passando fome, e quando precisa viram as costas, eu mesma presenciei diversas situações.

    Ainda é tempo de reconstituir sua família, recuperar o amor de seus filhos.
    Paz!

  3. Agora Sou Livre disse:

    Boa Noite!

    Se você já andou com o Senhor com intimidade, sabe muito bem o esta enfrentando. Satanás é o pai da mentira. “Você foi rejeitado por todos. As maldições mais comuns que são lançadas contra os retirantes é:
    – você não tem ministério,
    – você não tem lugar na obra,
    – você nunca vai ser um instrumentista em outra igreja,
    – você nunca vai receber as bênçãos que aqui teve,
    – o Espirito Santo não vai acompanhar quem saiu,
    – você vai ser comido de bichos…

    Isso meus irmãos são maldições proferidas pelo líder Mor, o Anti Cristo, você nunca isso… você nunca aquilo. Isso vem das profundezas do inferno.

    Se você já andou com o Senhor com intimidade, sabe muito bem que isso não nos atinge. Tenho visto homens e mulheres de Deus chegando ao limite da resistência, abatidos e totalmente perdidos. Tenho me angustiado por esses queridos irmãos e irmãs em suas dores, perguntando ao Senhor,

    “Pai, como esses Teus servos vão conseguir sair desse abismo de sofrimento? Onde está o poder que vai tirá-los de lá? O quê eu posso dizer ou fazer para ajudá-los?”.

    Deus que conforta os abatidos, nos consolou. Deus usa pessoas para o refrigério do Seu povo. Esse ministério do CV e dos retirantes é um ministério de assistência. Poder para curar enfermos, ganhar almas para Jesus é muito bom mas precisamos ir mais além, precisamos ter um espirito revigorado e encorajado, um espírito que faça com que as pessoas sintam-se aceitas, amadas e úteis, esse é o bálsamo curativo do qual mais necessitamos.

    Viemos sofridos, machucados da seita e precisamos de abrigo e conforto. As únicas palavras que trazem refrigério real e cura duradoura vêm do que é aprendido em nossas tantas aflições e tribulações.

    Deus usa pessoas para o refrigério de outras pessoas. Aqui nesse blog achei conforto dos irmãos retirante e do CV. Hoje estamos nos preparando para sermos o refrigério dos que aqui estão se achegando. Ao invés de ficarmos chorando abatidos, em vez disso, levante-se, procure e revigore um irmão ou uma irmã que sofre.

    Paz

  4. Cristalina disse:

    Amada irmã “Agora sou livre” e os demais irmãos,

    Os dois comentários feitos refletem a mais perfeita verdade a respeito desse sistema. Só quem esteve lá por anos é que pode testemunhar essas aberrações.

    Participo desse blog ativamente para que possa, com a graça de Deus, ajudar aos que ainda estão presos a esse cárcere.

    O relato dos amados irmãos também se identificam mutas vezes com momentos que passei não percebia.

    Na verdade caminhamos hoje, graças a Deus fora desse lugar, mas muito de nós ainda nos curamos de feridas deixadas, ainda que achemos que já estejam totalmente cicatrizadas, percebemos em um dado momento que elas ainda lá estão e sangram.

    Muitos entram aqui no Blog querendo contestar e dizer que não é nada disso, mas podemos dizer com muita propriedade do que vivemos e não do que falaram para nós. Não se trata do ouvir falar, mas do sofrer na carne.

    Carrego um consolo grande no meu coração que é a certeza de que O Senhor é conosco e trabalha sempre a nosso favor,nos guiando e nos livrando de caminhos que nos possam levar à morte espiritual.

    Convido aos amados irmãos a dar uma olhada na Obra de Portinari e observar como o povo que fez parte desse sistema, em sua saída, parece com os retirantes do quadro: Abatidos, sedentos, esfomeados, entristecidos, mas com a esperança no coração de encontrar,e vão, uma Vida nova e verdadeira fora dessa terra.

    Nesta obra – Retirantes – Portinari poderia representar muito bem o ex-icemítico. Mostra a necessidade que o povo tem em abandonar sua terra em busca de uma vida melhor em outro lugar. Pessoas que vão outras terras com condições de Vida, trabalho para ganhar almas para Jesus, conhecimento Bíblico, felicidades e dignidade e respeito.

    Vem a lembrança da Palavra de Deus:

    “…Sai-te da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.

    Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção”.
    (Gênesis 12.1)

    A paz aos queridos irmãos.
    .
    .
    Cristalina,

    Em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/06/absorver-a-obra-eis-a-questao/ comentei sobre esta obra de Portinari. No nosso caso ela retrata bem os retirantes do sistema traumático em que o gedeltismo se tornou.

    CV.

  5. Cristalina disse:

    É verdade amado irmão CV. Já até reli.
    A paz

  6. QUAL O OBJETIVO DESTE BLOG?
    Olá, amado CV e demais irmãos em Cristo (creio que sejam!).
    Escrevo mais uma vez neste blog, e ratifico, o conheci através de um amigo, membro da Igreja Maranata (sou da IASD!).
    Segui o conselho do amado irmão CV, li as reportagens a respeito das denúncias envolvendo a cúpula da Maranata, pesquisei, debati (e continuo debatendo o caso com o esse meu amigo), leio quase que diariamente as postagens e comentários divulgadas neste blog e tem uma coisa que não consigo entender. Vejo este blog como um Ministério, um anunciador de boas-novas, e um lugar para repouso de almas cansadas e sedentas pelos conselhos de Deus. Mas vejo um desvio claro quando saem novas denúncias envolvendo o nome da Maranata: alguns leitores (deste blog) parecem dar brados de vitória quando escrevem sobre as “desgraças” da denominação e de seus membros quando deveriam prestar extrema solidariedade à nossa irmã, que com muita coragem expôs sua dor. E não só a ela, mas a tantos outros que sofrem por amor ao Evangelho.
    Quero lembrar que não defendo religião, nome – nem meu amigo que é da Maranata a defende; mas diante de tanto desejo de vingança não posso deixar de dizer que mesmo na Maranata existem pessoas boas, solidárias e comprometidas com o Reino de Deus. Uma delas é esse meu amigo, que ficou com os olhos cheios de lágrimas ao ler o depoimento da irmã Carol.
    Fico triste, claro, quando leio comentários de alguns membros da Maranata atacando o blog e os que o visitam. Mas fico mais triste ainda quando alguns leitores (e até mesmo o CV) respondem a esses ataques, deixando um clima de guerra no blog que, repito, é um lugar para repouso de almas cansadas. Almas como a minha, que em um momento de sedução mundana quase caiu no abismo. Mas Deus usou esse meu amigo para me dizer o que eu deveria fazer naquele momento de dúvida, e este meu amigo (que é da Maranata) me mostrou o post publicado aqui no blog no dia 21/12/2009, e o trecho que mais me tocou diz assim:

    “Em seu cântico Maria enfatiza que Deus não somente é capaz de escolher determinada mulher estéril para conceder-lhe um menino profeta; mas pode intervir, sem auxilio de homem, em outra mulher de modo que esta veio a conceder misteriosamente o Salvador da Humanidade. Portanto, Maria anuncia a intervenção de Deus no curso da História.

    Em que nível espiritual a jovem Maria vivia? Entendo (digo ao meu modo) que o hagiógrafo quer nos mostrar o alto nível espiritual em que Maria vivia; mas este é o nível da fé que opera pelo amor. Assim, a humildade da jovem é exaltada por Deus, especialmente pelo fato de haver sido levada à obediência, apesar das circunstâncias desfavoráveis. Enfim, Deus não olha para aparência mas para o interior. Ele chama para perto de Si a quem Ele quiser e na medida da fé que Ele concede a cada um visando a um fim proveitoso. Deste modo, no curso da “igreja de Deus…corpo de Cristo” a humildade e a obediência distinguem o cristão genuíno.”

    Entendi, mais especificamente neste trecho, que eu precisava me colocar à disposição de Deus em oração e em conhecer mais a sua palavra. Entendi também, que a humildade deve ser uma constante na vida daquele que deseja ter sua vida guiada pelo poder de Deus.

    Desejo que outras pessoas vejam este blog com o mesmo olhar que esse meu amigo que, pasmem, é da Maranta, viu e vê; com o olhar de que Deus aqui também fala.

  7. marina mariana disse:

    Olá, irmaos.

    Paulo Cesar, eu me sinto exatamente como vc.
    Leio o blog diariamente, e certos comentarios sao lastimáveis. Acredito que devemos usar o espaço para mostrar os equívocos biblicos e amparar os retirantes.
    Satira e melhor deixar com o gg e seus súditos.
    Um abraço e a paz do Senhor.
    .
    .
    Mariana,

    Bem vinda.

    Entenda: eu não fiz nenhum comentário à postagem de Paulo César. Nem disse sim, nem disse não. Na verdade, ele a colocou em outro espaço; mas citando, entre aspas, o texto deste artigo, eu o recoloquei aqui. Mesmo porque este artigo é muito precioso, especialmente, por abordar este tema: a profecia. Então, o artigo consola, edifica, exorta e fortalece… como é o OBJETIVO DO BLOG.

    Mas se você ler com olhos bem aguçados, Paulo aparece com certa medida de preconceitos na frase: “demais irmãos em Cristo (creio que sejam!)” e está equivocado: é claro OBJETO DO SITE e dele não nos afastamos.

    Mais de 170 – cento e setenta – artigos estão disponibilizados e mais de 7.000 – sete mil – postagens foram publicadas. Não preciso me alongar neste ponto.

    Neste ponto a amada irmã afirma: “certos comentários são lastimáveis” e com a expressão “eu me sinto exatamente como você”, inclui o autor dos artigos e de milhares de respostas às postagens. Mas não mostrou. QUAIS???

    Por fim, o interessante é que sempre aparece alguém que “sabe” como usar o espaço: “assim, assim”; ou “assim não, assim não…”. E finalmente V se contradiz, ao dizer: “Acredito que devemos usar o espaço para mostrar os equívocos biblicos e amparar os retirantes.”

    Saúde.

    CV.

  8. Patrícia disse:

    Irmão Camacho,
    Graça e paz!

    Vejo que você tem dúvidas em relação aos irmãos que postam aqui, se realmente somos CRISTÃOS. Talvez, seja a forma como alguns aqui escrevem, incluindo eu, que pode causar espanto em algumas pessoas.

    E o que você me diz, quando Jesus entrou no templo e expulsou os que vendiam, e derribou as mesas dos cambistas? (Mateus 21:12) A atitude de Jesus, não foi nada elegante, mas foi verdadeira e justa!

    Talvez para alguns, expor a verdade como ela é, ainda mais se for acerca de igreja, pode parecer algo como, desejo de vingança, coisa do diabo, coisa de gente desviada. Diante da atitude de Jesus em Mateus 21:12, eu fico tentando imaginar, o que os fariseus poderiam ter pensado, falado acerca da atitude de Cristo.

    Irmão Camacho, não tenha dúvida, somos servos de Cristo e libertos do jugo maranático! Só quem realmente viveu e sofreu perseguição naquele lugar (seita), é que poderá entender os desabafos e a finalidade do blog do CV.

    Agoram a palavra de Deus em
    Provérbios 29:2 “Quando se multiplicam os justos, o povo se ALEGRA, quando porém, domina o perverso, o povo suspira”.
    Provérbios 8:7-9 “Porque a minha boca proclamará a verdade; os meus lábios abominam a impiedade. São JUSTAS todas as palavras da minha boca; não há nelas nenhuma coisa torta, nem perversa”. Todas são retas para quem as entende e justas, para os que acham o conhecimento”.

    Assim deveria ser a boca de todos os servos de Deus, proclamar a verdade e abominar a impiedade, seja onde for! A nossa alegria está ligada ao desejo de justiça, o que não é pecado.

    Veja em Salmos 45:7- “Amas a justiça e odeias a iniquidade; por isso, Deus o teu Deus te ungiu com o óleo de alegria..”.

    Camacho, todos os que chegam aqui desiludidos e calejados do sistema “obra”, tem encontrado solidariedade na pessoa do CV e demais irmãos, que foram preparados por Deus para ajudar esses feridos. A irmã Carol, já postou umas 2 ou 3 vezes, agradecendo ao CV e os irmãos e sentindo-se mais fortalecida. Dezenas de oujtros fiuzeram o mesmo.

    Pessoas boas e cegas existem em todas as seitas, por isso é nosso dever como VERDADEIROS CRISTÃOS, pregar o evangelho de Cristo e combater as diversas heresias espalhadas por aí, e denunciar a corrupção seja em qual igreja for!

    A paz Camacho!
    .
    .
    É isso!

    CV.

  9. Firme nas promessas disse:

    Irmão em Cristo Paulo César Camacho

    O Blog é Ministério, anunciador de boa -novas e repouso para os retirantes que chegam feridos, desiludidos, decepcionados, sofrendo mesmo, por se sentirem traidos espiritualmente.
    Nos depoimentos percebemos o quanto eram pessoas boas, dedicadas, solidárias, comprometidos com o Reino de Deus e é justamente por esta razão que são levadas a “atacarem” aqueles que entram aqui com ofensas e maldições.

    Você deve ter notado que os que pretendem ofender chegam com palavras de odio, lançamdo todo tipo de maldição sobre o autor dos artigos e sobre os retirantes que necessitam de serem consolados e é nesta hora que nos colocamos na linha de frente para defesa.

    Poderiam chegar contestando algum dos artigos, provando que estão errados. Mas não o fazem. Poderiam chegar questionando, assim como eu fiz há um ano atraz, sem ofensas apenas desejosa de saber: QUAL O OBJETIVO DESTE BLOG?

    Logo no início o CV me aconselhou a continuar lendo – e ele insite nisso sempre – e assim fiz; até que o Senhor me mostrou qual era o objetivo, desde então me propus a ajudar falando aos que chegam precisando de consolo. Neste sentido, fui fortalecida com a leitura do CURAI ENFERMOS E EXPULSAI DEMÔNIOS (T. L. OSBORN) tantas vezes recomendado pelo CV.

    Por acaso vc. leu esta obra? Neste livro o autor exibe com clareza o EVANGELHO DE DEUS em sus simplicidade.

    Este é o objetivo do Blog.

    Paz.
    .
    .
    Isto!

    CV.

  10. cristalina disse:

    Paulo Cesar Camacho disse:
    26 de janeiro de 2013 às 14:51
    QUAL O OBJETIVO DESTE BLOG?

    Caro irmão Paulo,

    Gostaria de esclarecer para o irmão que o objetivo do blog é dar abertura para aqueles que estejam sofrendo e precisam de falar sobre suas tristezas, decepções ou angústias. Acolhe, pode ter certeza.

    Ajuda muito a conhecermos coisas desse lugar em que estivemos tanto tempo (muitos grande parte de sua vida) que eram escondidas e, por estarmos ali, não conseguíamos enxergar, ou até percebíamos por um instante, mas não acreditávamos.

    Claro que não posso falar por ninguém e nem tentar mensurar a dor de ninguém, mas acho que cada um que trás a sua história contribui de alguma forma com as pessoas que por ventura estão já despertas, mas não tem a coragem de se desligar da icm.

    Oramos também por cada um e, ao contrário do que possam pensar, não combatemos irmãos que estão lá simplesmente para “implicar” ou denegrir ninguém, mas, repito, relatamos as nossas histórias e elas vem ajudando muitos a perceberem os problemas que esse lugar trás.

    Existe um grande problema de doutrina e ensino da Palavra de Deus e isso é muito preocupante.

    Decerto o irmão conhece a Palavra de Deus (o povo do rebanho ao qual você pertence, busca muito conhece-la). Se o irmão participasse mais profundamente da icm, iria entender o que estou falando e perceber como a Palavra de Deus é manuseada. Logo, já digo ao irmão que não aprendemos a conhecer e aprender a Bíblia; e há de concordar comigo, já é algo bastante atípico para um lugar que se diz igreja evangélica.

    Como o irmão diz que é amigo de uma pessoa da maranata, você pode verificar isso com ele e aprofundar mais no conhecimento da Bíblia. Verifique como ele reage.

    A maneira de cultuar e buscar ao Senhor (que é sempre atrás de dons e consulta a Palavra). Já perguntou ao seu amigo como é?

    Enfim, o que devemos atentar é para o ensinamento e examinando sempre as Escrituras (como o Senhor mesmo nos orienta). Se comparar mesmo como as coisas funcionam lá, o irmão irá perceber muita coisa estranha.

    A mania de falar de “revelação” para tudo que querem que o povo faça, é algo que não tem limite e pode acreditar, é usado frequentemente.

    Não aceitam teologia, outras denominações e criticam todos, dizendo que a icm é a própria obra de Deus e que somente os maranatas serão salvos.

    A icm foi criada há 43 anos e imagine o irmão se a Obra verdadeira de Deus só tivesse esses anos? O que aconteceu com os nossos irmãos do passado que o VT e NT relata? Se não tinha obra(que para os maranatas também é o próprio Espírito Santo), então nesse raciocínio não teve nem salvação para os irmãos que partiram antes desse lugar ser criado.

    Deu para notar como é complicado essa “doutrina” e esse “lugar”? Fora a questão de que se sair de lá é um caído (mesmo que vá para outra denominação) e ninguém pode falar com o que saiu.(Agora estão até falando devido as coisinhas escondidas vindo à tona).

    Todos que aqui entram VIVERAM lá e falam do que sentiram e passaram, entende? Ninguém entra aqui para pregar mentiras, pode acreditar.

    Para encerrar, reitero que não estamos lutando contra os irmãos, mas sim tentando auxiliar para que possam enxergar coisas que ainda não conseguiram e viver um evangelho genuíno, sem mudanças, sem novas revelações (o evangelho, as Boas Novas, já foi revelada por nosso querido Deus) e não estamos precisando de invenções, direções erradas, pessoas sofrendo e deixadas de lado e tantas outras coisas que aqui já foram relatadas.

    Acredito que o seu amigo e muitos que ali estejam com o coração sincero em busca da Salvação e uma vida no Evangelho, mas talvez ainda não tenha percebido distorções muito graves que lá existem e podem, ao longo do tempo, prejudicar e muito a pessoa.

    Eu, como muitos, ainda tenho amigos queridos e familiares que não se desligaram e não conseguem perceber muita coisa. Oramos por todos.

    Continue acompanhando e analisando e tenho certeza que o irmão chegará a uma conclusão bem clara.

    Tem momentos que se faz necessário rebater, já que muitos entram aqui cheio de ofensas e argumentos sem cabimento. Percebemos como a pessoa que frequenta a icm é impregnada de rancor e sai em defesa uma placa de instituição como estivesse mesmo em uma guerra. Dá para notar que o desrespeito não parte do blog, mas dos próprios maranatas. É mais complicado do que possa parecer, meu irmão.

    Fique na paz de Jesus!
    .
    .
    É isto.

    Nessa altura das respostas reitero o que disse à marina mariana.

    O amado Paulo deixou escapar algo de preconceito, imaginando sermos sem Cristo. Mas as respostas de Patrícia, Firme e Cristalina mostram amor, fé e esperança, as grandes virtudes cristãs, exclusivamente cristãs e parte da herança dos que foram feitos filhos de Deus, a saber, aqueles que mediante a “fé em Jesus foram feitos filhos de Deus”.

    O Blog segue no seu curso e

    Seja sobre nós a graça do SENHOR e confirme as obras de nossas mãos.

    CV.

  11. marina mariana disse:

    Cv…ola
    lamento se o ofendi..
    nao foi minha intençao. O blog e muito util. Eu leio sempre. Qunto aos comentarios a que me referi… nao eram os seus. Mas me desculpe.
    A paz do Senhor.
    .
    .
    marina mariana,

    Fica tranquila.
    Foi capciosa a postagem de Paulo.
    Nenhuma ofensa de sua parte, mesmo porque, o artigo é rico em ensino e cabia uma resposta para evitar mau entendido. No entanto acredito que nem mesmo ele percebeu a expressão inicial preconceituosa e o equívoco.

    Paz, querida.

    CV.

  12. Vivina disse:

    Ao CV e irmãos retirantes graça e paz a todos.

    Eu fico pensando como estive tanto tempo neste lugar assombrado. Mas o importante e que Deus nos tirou desta seita com braços forte. Mas eu tenho uma filha que ficou na seita. Ela tem tantos cargos que não da tempo nem pra pensar. É jovem, nós a amamos muito; mas não podemos nem tocar no assunto da seita que ela fecha a cara e sai de perto, não aceita nem um diálogo.

    Peço aos irmãos que orem para que Deus possa abrir também seus olhos pois eu acredito que o blog também é ministério.

    Outra coisa que gostaria da opinião do CV e que eu não consigo adaptar em outras denominações. já tentei mas quando começo a ver como funçiona eu saio fora.

    Preciso muito da direção de Deus um abraço ao CV e irmãos

    Paz.

  13. Carlos Renato disse:

    Ola Paulo Cesar Camacho, eu também sou adventista porém já fui maranata e o objetivo deste blog posso dizer que é EXCELENTE.

  14. Em Teu Nome disse:

    Vivina,

    Querida irmã!!

    Sei muito bem o que estas passando, eu e minha família saímos em outubro passado, o inicio não é fácil, pois nossas mentes estão muito controladas, então, tudo que vemos ou ouvimos soa diferente, não é fácil quebrar preconceitos religiosos,
    se você está procurando novamente outra igreja (religião) realmente você vai ficar muito decepcionada, pois Cristo não nos libertou para viver dependende de sistemas religiosos;
    mas se você está procurando um local onde tem pessoas sinceras, que tem um mesmo conceito de viver para cristo, amor ao próximo , comunhão com os irmãos, ouvir uma palavra de vida, ai sim seu coração começa a se abrir , e você vai ver que não depende de igreja e sim de pessoas querendo fazer a vontade do PAI.
    Aconselho você ler esse tópico do blog, é ótimo vai lhe fazer bem: Lavando os pés… http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/04/lavando-os-pes/

    Se você permitir gostaria de compartilhar esse link, do Caio Fabio, Sobre frequentar ou não uma igreja, é muito interessante, principalmete sobre as dúvidas dos retirantes sobre a preocupaçao de frequentar uma igreja, não que ele seja contra, mas que isso não seja a principal procura do cristão liberto em cristo Jesus. http://youtu.be/meeaw8z2X0w

    E por último seja Feliz em Cristo Jesus, o que aconteceu com você, com tempo também vai ser realizado na vida de sua filha, esse blog também é ministério de Deus, e estamos orando por ela e todos que ainda estão presos a esse sistema.

    A Paz minha irmã.

  15. Cristalina disse:

    Amada Vivina,

    Como você, muitos que se apresentam nesse blog e muitos que ainda não se apresentaram ainda passaram as angústias que você está passando, porém gostaria de te dizer que tudo vai melhorar.

    Não se preocupe muito em ter que congregar aqui ou acolá, pois sempre precisamos de um tempo para conversar com Deus, aprender da sua Palavra e ir entendendo de mansinho o que representa realmente ser um servo do Deus vivo. Precisamos de um tempo para isso.

    Quando nos desligamos de um sistema como esse temos primeiro despertar, depois passamos por uma espécie de retrospectiva de nossa vida(principalmente quem esteve por muito tempo lá) e com o tempo o nosso ser vai acalmando e podemos recomeçar a nossa caminhada. Devemos nos lembrar que toda mudança e recomeço é muito difícil.

    Muitos que conheço não estão ligados a lugar algum, mas compreendo que é o tempo que cada um precisa para reflexão.

    Creio totalmente na ação do Espírito Santo em nossas vidas e Ele a direciona certinho. Aconteceu comigo na minha conversão e aconteceu também na minha saída desse lugar.

    Quando me converti brotou em meu coração uma necessidade muito grande de conhecer a Palavra de Deus. Ninguém me evangelizou. O próprio Espírito Santo o fez. Quando saí, o mesmo Espírito fez lindamente o seu trabalho.

    É isso minha amada, quem nos guia é o Espírito Santo de Deus. Ninguém atrapalha os planos de DELE.

    Ler a bíblia é essencial.”Salmos 119:105. “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho.”

    Conheço pessoas que se converteram ao evangelho lendo a Palavra de Deus.

    Quanto a sua amada filha não se aflija, apenas ore pois o Espírito de Deus a libertará também. Tenho parentes ainda preso a esse lugar, que tive a experiência de tentar falar e reagirem raivosamente(como verdadeiros chiitas, que dá uma representação de radicalismo, extremismo). Hoje não falo mais, apenas oro. Sei que as escamas cairão dos olhos.

    Bom, minha amada, espero que seu coração se acalme e que possa recomeçar sua caminhada com toda a tranquilidade que só Jesus pode nos dar.

    E lembre-se sempre:

    “Examinai as Escrituras…
    porque são elas que testificam de mim.(João 5:39)

    Paz em seu coração.

  16. Lucia Helena disse:

    Para querida Vivina,
    Você disse:Preciso muito da direção de Deus…

    Quero falar com você, sobre o que está acontecendo com sua vida minha irmã. No momento atual,pode parecer impossível mas tenha fé! Você já está fora desse lugar,antes glorifique a Deus pela sua vida ,pois Ele vai te usar para abrir os olhos dos seus amados, que ainda permanecem por lá.

    Todos nós já passamos por esse momento,todavia,estamos aqui de pé para auxiliar aqueles que estão iniciando uma nova caminhada com Cristo.

    Este momento é de desintoxicação espiritual de tudo que você viveu por lá.Isto irá te ajudar para prepará-la novamente para nova história que começou,hoje, na sua vida cristã.

    Não tenha medo! Sê forte,levante a cabeça e busque a face de Cristo,pois só Ele pode te curar e restaurar.Ele vai reprogramar sua alma e sua mente para o plano que Ele já estabaleceu pra você e sua família .Nesse exato momento você é o pilar da sua casa.

    Estamos aqui para conversar e trocar experiências com você,sempre que quiser…Estaremos orando por sua vida e família fique tranquila!

    Recomendo algumas leituras que irão te ajudar a entender as emoções e sentimentos que vem sentindo.Tudo isso é muito normal ,não se aflija.

    POR QUE VOCÊ NÃO QUER MAIS IR A IGREJA? – Wayne jacobsen e Dave Coleman;
    MAIS PERTO DE DEUS – Darin Hufford;
    COMO OUVIR A VOZ DE DEUS – Joyce Meyer;
    CURAI ENFERMOS E EXPULSAI DEMÔNIOS – T. L Osborn.

    O primeiro livro é um divisor de águas.Você vai entender melhor seus sentimentos e poderá ajudar quem estiver com você.

    O CV recomenda o último livro que é também excelente! Sua estabilidade e cura emocional e espiritual vai depender da sua busca por Deus e do seu conhecimento,do qual todos esses livros se baseiam.

    Peça a Deus paz para que você esteja em comunhão com Ele,só assim poderás ouvir o que Ele tem a lhe dizer e como fazer.

    “Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso senhor, que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade”. (1 Timóteo 2:3,4)

    Beijos no seu coração.

    Saudações em Cristo!

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.