Liberdade

     nature_115 - farol no abismo

 

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, paraque vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”

Certos chefes eclesiásticos incorrem em condenação por dominarem o rebanho de Deus como se a ressurreição de Jesus, o Filho de Deus, não fosse o bastante para demonstrar:

  1. a graça imerecida (aqui incluído o ardente batismo com o Espírito de Cristo Jesus e a comunicação de dons espirituais e ministérios à “igreja de Deus…corpo de Cristo” ¹ e oferecida desde o Pentecostes;
  2. a infalibilidade e inerrância das Escrituras Sagradas;
  3. a garantia de livramento da “ira [de Deus] vindoura” e,
  4. o furioso, e isento, e “justo juízo de Deus” que se aproxima.

Como está escrito (Gl. 5.1; Tg. 1.25):

“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.”

Deste modo, se alguém SE ACHA LIVRE precisa conhecer os fundamentos da “fé em Cristo Jesus” (Gl. 2.16; 3.26) e colocá-los em prática, a fim de exaltar a Cristo com boas obras que demonstrem o novo nascimento e o comprometimento dele decorrente. Nestes contornos, declaro que…

SOU LIVRE:

Livre para adorar a Deus e servir aos meus irmãos em amor, fazendo o que é agradável a Deus. Sempre!

Livre para amar os inimigos, oferecer a outra face e orar por eles.

Livre para andar em “novidade de vida” (Rm. 6.4) e na “constância de Cristo” (2 Ts. 3.5), como parte da esperança do crente em Jesus.

Livre para aprender com os erros próprios (e abandoná-los) e/ou os de meus irmãos.

Livre para arrecadar ofertas em determinada congregação cristã de uma cidade a fim de assistir aos irmãos pobres de outra cidade.

Livre para combinar com minha esposa o dia em que posso estar diante de Deus em jejum pelos doentes, fracos na fé e oprimidos pelo Diabo (a fim de que eu seja fortalecido em espírito); porquanto, se não sei estar na Presença do Altíssimo, nada tenho para dizer aos outros.

Livre para continuar no Santo dos Santos depositando a minha confiança e esperança, sabendo que o SENHOR me livrará em cada tribulação.

Livre para creditar em Deus a minha salvação eterna, porquanto Ele me amou antes que eu O conhecesse; e deste modo escreveu o meu nome e no Livro da Vida.

Livre para crer, que Deus restituirá aquilo que lhe foi tirado por dono de igreja ou por falsos irmãos.

Livre para desejar, que você compreenda a minha liberdade em Cristo, apesar de que não estou obrigado a dar explicações.

Livre para determinar a cura dos enfermos, seja com imposição de mãos, ou com óleo, ou à distância… que importa?

Livre para dizer: sou cidadão de duas pátrias: brasileiro, segundo a carne mas cidadão dos Céus pela nova filiação e redenção em Cristo. E não foi em vão o que Ele em mim depositou.

Livre para ensinar, segundo a Escritura (Tt. 3.15): “…como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade.”

Livre para examinar as Escrituras, a fim de alcançar a compreensão do agir de Deus e do caráter de Deus na grandeza de Sua Justiça, Santidade e Transcendência.

Livre para discernir e exercer dons sobrenaturais, segundo a capacitação do Espírito e na medida da fé que Deus repartiu ao que crê (exerce fé) e continua crendo (exercendo fé) em Cristo Jesus.

Livre para experimentar a ação do Espírito de Deus, poderosa e suficiente, para alcançar a compreensão de coisas que jamais compreenderia; e me fazer ver o que nunca pensava ver.

Livre para expressar minha gratidão dizendo: Obrigado, Jesus!

Livre para expulsar demônios no momento em que qualquer um deles pular na minha frente.

Livre para exultar de júbilo diante das vitórias que Ele promete e realiza.

Livre para ganhar perdendo e perder ganhando por amor ao Reino de Deus.

Livre até para interromper uma agradável conversa com amigos e irmãos em Cristo, a fim de atender à íntima convocação do SENHOR e estar imediatamente a sós com Ele. E eu sei como isto funciona…

Livre para lembrar ao leitor que o pecado não pode REINAR na vida dos crentes, como está escrito (Rm. 8.6-9):

“Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz.
Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar.
Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.
Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós.
E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.”

Livre para nada temer, a não ser, Aquele que tem o poder de tirar a vida e lançar a alma no inferno.

Livre para não depender de filosofia da religião e de qualquer escatologia barata inventada por quem quer aparecer como escatologista e ofende a Tri-Unidade da Divindade.

Livre para passar a noite em oração na minha casa ou em um monte, pertoou longe, desde que para isto o Espírito Santo me guie, separe e sustente.

Livre para pedir perdão a quem eu devo alguma coisa, ainda que não tenha consciência de tal dívida.

Livre para ouvir a Voz do SENHOR desde o Seu Bendito Trono.

Livre para ser conhecido de anjos de Deus e demônios na dimensão espiritual.

Livre para triunfar sobre poderes e potestades satânicas, segundo o espírito de fortalecimento e poder que nos supre em cada batalha; pois em todas estas coisas somos mais que vencedores.

Livre para NÃO DEPENDER de doutrina revelada ², de ideologia (filosofia) de Obra, ou de mentalidade de Obra; porquanto não absorvi a ideologia de Obra que impede o exercicio da fé em Cristo Jesus e transforma o icemita em escravo do maranatismo monarquico pseudocarismático.

Livre para viver em ressurreição.

Conclusão

 De nada adiante querer atropelar o plano estabelecido por Deus.

No arrependimento e retorno às Escrituras Sagradas está o lavar diário dos pés e o livramento de cegos, desanimados, doentes, fracos na fé, ofendidos, perseguidos…

No entanto, reconheço que cada um deve andar na luz que tem. Por isto mesmo, sou livre para invocar o Nome do SENHOR e abençoar os meus irmãos, dizendo:

“O SENHOR te abençoe e te guarde;

o SENHOR faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti;

o SENHOR sobre ti levante o rosto e te dê a paz.”

………….
Artigo atualizado em 08.08.2011
Referências: 
  1. Frases e textos em itálico e com aspas são da RA-SBB.
  2. A ICM-PES afirma ser detentora de doutrina revelada.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

15 Respostas para “Liberdade”

  1. Luis U. disse:

    “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” (Jo 8:36)

    CV, fico feliz demais com o seu posicionamento!

    A grande questão a ser respondida é: a quem verdadeiramente seguimos? Muitos talvez ainda não tenham se dado conta…

  2. Abba Pai disse:

    TESTIFICO TAMBÉM QUE SOU LIVRE EM CRISTO.

    MAS LIBERDADE PARA ALGUNS PRESOS CAUSA VERTIGEM.

    VERTIGEM = MEDO DE NÃO SABER CAMINHAR, DEVIDO A ESTAR

    TANTO TEMPO DENTRO DE UMA CELA. MEDO DE VIVER SEM AS REGRAS

    DA PRISÃO. O HOMEM SE ACOSTUMA FÁCIL COM AS PRISÕES MENTAIS

    QUE JESUS NOS PRESERVE ASSIM, LIVRES E LIBERTE OS ENCARCEIRADOS.

  3. Mayllon disse:

    Eu sou livre, glória a Deus!!!

  4. Jairo disse:

    Cavaleiro desde já lhe agradeço por seus artigos inspirados,pois tem sido muito de grande valia para abrir os olhos daqueles que estão cegos. Continue assim destemido, sabendo que está fazendo a coisa certa. Abraços.

  5. ARosa disse:

    “Livre para exultar de júbilo diante das vitórias que Ele promete e realiza.”
    Com certeza só à Ele devemos o nosso louvor. Amei seu texto. Sincero e preciso.

    Que todos possam conhecer essa liberdade em Jesus.

    Abraços. ARosa 

  6. Lucas Rocha disse:

    Que o Senhor  a cada dia possa abrir nossas mentes para que compreendamos Seu santo amor, graça e poder. E assim, a cada dia, alcançar a plena liberdade em Cristo Jesus.

  7. Magda Cristina disse:

    Cavaleiro Veloz, a mim me cabe exaltar ao nosso Grande e Poderoso Deus, pela vossa disposição em ser canal aberto de benção a quem possa ser alcançado! Quanto a estes que oprimem, usam de autoritarismo barato e doutrinas de homem, eles certamente darão conta ao Senhor da Seara, cuja justiça e equidade são imensuráveis. Grande abraço!

  8. christine disse:

    Livre para levar mais e mais pessoas aos pés do Salvador sem depender de consulta ou de grupo de intercessão.

  9. Leonardo disse:

    Foi para isso que Cristo nos libertou!
    Obrigado!

  10. […] Infelizmente, este ardiloso não-pensar IMPEDE a compreensão de aspectos da doutrina revelada confrontados com criterioso exame do Livro Santo no contexto da Nova Aliança. Iste impedimento é grave, irmãos. No entanto, é assim que a monarquia movimenta os negócios, os Seminários da Obra e trabalha, sem que a membresia desconfie que o jargão mistérios da Obra inclui princípios da psicologia de recordação, repetição, sofisticação e treinamento. […]

  11. […] Não é de admirar que, as frases introjetadas na mente dos crentes icemitas impedem o ato de agir biblicamente com liberdade. Loucura! Os icemitas estão impedidos de pensar os pensamentos de Deus… e acham que pensam. Pelo contrário, eles expressam o maranatês como forma de vida e não conseguem falar a não ser maranatês. Por conseguinte, a doutrina revelada introjetada na mente do servo da Obra age inconscientemente nas vinte e quatro horas de cada dia; e faz o beato formatado expressar a espiritualidade esquizofrênica com o costumeiro maranatês. […]

  12. […] Meias verdades abrem portas para a apostasia e deixam marcas indeléveis na alma dos icemitas, mesmo os mais sinceros. As estradas estão cheias de desesperados e retirantes (quem lê entenda) cansados de meias verdades. É como fugir de casa mal-assombrada onde moram espíritos enganadores e falsos profetas.

    Os icemitas estão impedidos de pensar os pensamentos de Deus… e acham que pensam. Eles não tem liberdade de pensar. Não é de admirar, pois a linguagem do não-pensamento os subjuga ao DON ; e este não permite que pensem. Não permite perguntas. Não permite questionamentos. Não permite transparência. Não permite a VERDADE. […]

  13. […] Querite é lugar… Aliás, se me canso durante o dia, encontro sombra. A cova onde me abrigar do sol quente e do frio da noite estão por aqui… De nada preciso e de nada sinto falta; e nem estou com pressa, porque Ele é meu refúgio e socorro na tribulação. Em querite gozo plena liberdade em Cristo Jesus. […]

  14. […] Querite é o lugar onde, diante Dele, a minha vontade é ser como água derramada na areia quente. Nada de fazer perguntas. Nada de egoísmos que se expressam nos meus pensamentos recorrentes. Nada de resistir ao Espírito Santo. Nada de desejar o que Ele não deseja; nem de me insurgir contra alguém, a menos que Ele mande. Nada de pensar o que Ele não pensa e querer o que Ele não quer. Nada de me irar contra algum caluniador e maldizente – a minha ira não opera a justiça de Deus; e não chegou o tempo de Sua ira justa. Nada de covardia, medos noturnos, sustos, tremores… Quem me dera conter-me fosse fácil, mas não é! […]

    […] Querite é lugar… Aliás, se me canso durante o dia, encontro sombra. A cova onde me abrigar do sol quente e do frio da noite estão por aqui… De nada preciso e de nada sinto falta; e nem estou com pressa, porque Ele é meu refúgio e socorro na tribulação. Em Querite gozo plena liberdade em Cristo Jesus. […]

  15. Cavaleiro Veloz disse:

    Impossível esquecer este depoimento de Eurípia Inês, em 27 de junho de 2012 às 21:26

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/09/em-querite-nao-existem-atalhos/#comment-1221

    Oi CV, tudo bem?

    Lendo mais uma vez este artigo, esta sua última frase do terceiro parágrafo: “Prefiro sair de cena, porquanto a seca dos pastos e as fomes das gentes falarão mais alto…” me lembrou este sonho que tive em 12/04/2010:

    “Sonhei que nossas igrejas estavam distribuindo um alimento semelhantes ao de confeitarias e padarias. Eram bolos confeitados e coloridos, roscas e doces. No começo todos comiam e gostavam muito mas depois começava a ficar enjoativo. Muitos não queriam mais, outros passavam mal e sentiam verdadeiro fastio desses alimentos. Alguns perguntavam por pão. Era servido pouquíssimo pão em algumas igrejas e esses eram muito disputados por serem raros. Alguns irmãos iam de uma igreja para outra a procura de pão porque não aguentava mais comer aquele tipo de alimento que estava sendo servido. Era notória a anemia em muitos irmãos.”

    Enquanto você escrevia este artigo eu cambaleava de fome. Nesta época os pastos já estavam secos e só agora entendo este sonho.

    Por muitas vezes eu chegava da igreja e fazia outro culto em casa, sozinha. Quantas e quantas vezes nos cultos da igreja não se falava uma única vez no nome de Jesus ou, quando muito, era no início com o clamor e no final na benção apostólica.

    Muitas vezes saía pra longe buscando alimento para a alma. Eu não conhecia Querite. Que pena! Mas, por outro lado o SENHOR te separava e preparava para escrever estes artigos que agora vêm de encontro à tantas almas famintas. Hoje um Ministério que trás consolo e refrigério aos retirantes feridos e tristes.

    Conheci seu Blog em janeiro deste ano. Não sabia manuseá-lo. Era tudo estranho. Eu tinha medo de você. Tinha medo mas mesmo assim queria saber o que você tinha a dizer. Às vezes te achava tão duro, tão bravo.

    Às vezes ficava tão brava, porque você provava que tudo aquilo que eu tinha como verdade era tudo mentira. Isso doeu muito. Você não tem ideia do quanto doeu.

    Eu achava que tudo era apenas sentimento de vingança e ódio da sua parte. Te achava malvado mas ao mesmo tempo tão bom. E assim os sentimentos se confundiam até que passei a compreender o propósito de Deus em tudo isso.

    Agora tenho você como um pastor amado.

    Tenha uma noite de paz.

    A paz do Senhor Jesus
    .
    .
    Eurípia Inês cooperou conosco com centenas de postagens; e, estou bem certo, até hoje com insistentes orações por este Ministério que chegou aos nove anos de esforço a favor daqueles feridos e maltratados por falsos profetas e maus pastores gerados no maranatismo (criei esta palavra) opressor.

    Lemos algo bem parecido, e, às vezes, pior, em dezenas de depoimentos de ex-membros da Maranata. Milhares estão sofrendo.

    Não adiantam demandas judiciais da Maranata com pretensão de bloqueio e/ou suspensão de Blogs no Facebook, no Google, no WordPress, insistindo em Segredo de Justiça. De lamentar que a Maranata insiste em gastar fortunas com demandas neste sentido. Mordaça não vai funcionar. O direito de expressão e de opinião estão resguardados aos cidadãos, observados os dizeres da Constituição Federal.

    Pasmem! O presidente da Instituição ingressou em São Paulo com demanda contra a GOOGLE com pedido de liminar para retirada de vídeo de terceira pessoa; mas a MM. Juíza do feito não atendeu o pedido de liminar. O TJ-SP já se posicionou afirmando que o vídeo é antigo.

    Que Obra Maravilhosa, hein Gedelti?!

    “O SENHOR é minha bandeira.”

    CV

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.