"A OBRA": CONSTRUINDO HERESIAS

“Levantou-me o Espírito, e ouvi por detrás de mim uma voz de grande estrondo, que, levantando-se do seu lugar, dizia: Bendita seja a glória do SENHOR.”

(Ez. 3.12)

A apostila Os Valentes da Obra assinada por Gedelti Gueiros (1) evidencia que a mentalidade (conduta) de Obra – da qual é bem difícil alguém dela ficar livre – construída ao longo do tempo, é capaz de continuamente operar na imaginação dos beatos desavisados obreiros e desencorajados pastores corrompidos pela grandiloquente heresia icemista e ainda agrilhoados ao misticismo pseudocarismático e quadragenário do sistema.

Buscar entendimento oculto das Escrituras a fim de espiritualizar expressões ou frases isoladas do contexto próximo e conteúdo geral, indo além do plano semântico da passagem, é enredar a membresia com  extravagâncias de interpretação. Método extremamente perigoso mas o preferido do mestre mor. Na alegoria ou falaciosa  espiritualização de expressões ou frases das Escrituras (leia este artigo e entenda a como a enganação funciona) a mente do intérprete não se prende às exigentes regras da Hermenêutica Bíblica.

Entenda: não há como checar o que ele interpreta; consequentemente, não merece confiança o que ele diz ser doutrina revelada ou palavra revelada. Nestes casos (alegoria ou espiritualização) o intérprete busca o pretenso sentido oculto do texto, fazendo disto o padrão único. O pior acontece, quando ele está enredado por bajuladores, falsos profetas ou pastores subalternos que o apoiam e descaradamente proclamam: Deus falou!

Evidentemente, na terra de cego quem tem um olho é caolho. Não duvide: o olhar caolho da doutrina revelada busca algo com que possa acirrar a empáfia religiosa, desacatar as Escrituras Sagradas e encantar com empulhação além do que está escrito e do jeito que está escrito. Cegos guiando cegos e o Diabo bate palmas.

Esteja atento e bem disposto para o que você vai ler, pensar e refletir.

  Criando ilusões

Complicada, confusa, dispersiva e mal elaborada, a apostila Os Valentes de Davi – Valentes da Obra é anunciada com ares de doutrina revelada além da letra e mistérios da Obra que veio da eternidade; mas não passa de grandiloquente imbróglio embrulhado em absoluta incerteza. Certamente, este “além da letra” passou a  jargão do maranatês e pedra de tropeço para o gedeltismo.

I) A apostila Os Valentes de Davi – Valentes da da Obra aparece bem no início dos Seminários da Obra e encontrou lugar de destaque no palco das ilusões e dos mitos da então incipiente monarquia pseudocarismática. Conteúdo dissimulado de exclusivo e integral apoio ao esperto mágico e mestre mor, o expositor inigualável da palavra revelada que veio da eternidade. (sic)

A apostila insiste dizendo que Davi é tipo de Cristo. A burla aparece logo no início do texto. Assim começa a espiritualização de frases das Escrituras. Expressamente. Ora, por mais que admiremos o afável poeta, diligente guerreiro, homem de seis mulheres e rei de Israel, é absolutamente incorreto afirmar que Davi é tipo de Cristo. Nem o desobediente, idólatra, multimilionário, ocultista e polígamo Salomão serve de tipo do Espírito Santo como ensina o mestre Gedelti Gueiros; mas na alegoria ou espiritualização é possível, especialmente quando o profeta de bolso estremece a fala do líder religioso e proclama: falei através do meu ungido…

Definitivamente, as Escrituras Sagradas jamais permitirão esse tipologês do mestre que ignora a Epístola aos Hebreus e demais Escrituras; mas coloca a inerrância da maranatização além da letra (quem lê entenda) acima da inerrância das Escrituras Sagradas, enquanto debocha e continua debochando dos que se dedicam a exercer “fé em Jesus” e biblicamente pensar e pensar teologicamente.

II) A apostila nada nos fala do “evangelho da graça de Deus” (At. 20.24) que chegou até nós (1 Pe. 1.10-12; 2 Pe. 1.16-18). Ela está carregada de alegorias, fantasias, ficções e malabarismos que distorcem a intenção do Espírito Eterno ao inspirar o hagiógrafo que proclama (2 Tm. 3.16-17):

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.”

A espiritualização de frases das Escrituras facilmente gera a doutrina revelada em afronta ao conteúdo ético, gramatical, histórico, inerrante, judicial, legal, natural, profético, santo, teológico e verdadeiro das Escrituras Sagradas. Ainda mais grave é a discriminação, que faz com insensatas proclamações de ser a ICM-PES, exclusivamente, a Igreja fiel, a Obra do Espírito, a única que tem a doutrina revelada. Deste modo, a esperteza do mestre mor cai sobre sua cabeça entorpecida com o erro.

III) Ares de cabala e numerologia aparecem entranhadas nisto que o icemista mor denomina de mistérios da Obra. Espiritualizando a expressão “trinta e sete” em 2 Sm. 23.39b., ele orgulhosamente proclama: 37 valentes => 3 = trindade 7 = perfeição (Obra perfeita do Espírito Santo).

Então, perguntamos: Qual trindade? Que Obra? Obra perfeita em quê? Como alguém consegue encontrar a trindade e a Obra perfeita escondidinhas na frase isolada do conteúdo e contexto geral das Escrituras? Não pergunte ao mestre-mor, pois ele  nunca dará explicações e dirá: mistérios da Obra.

Nada obstante, a lista desses guerreiros é maior que a anterior e se completa com o rol descrito em 1 Cr. 11.10-47 e 12.1-22, onde estão mencionados “os principais valentes de Davi que o apoiaram valorosamente no seu reino, para o fazerem rei… e eram dos valentes que o ajudaram na guerra”.  O mestre mor, enganando a si mesmo e aos demais, jamais conseguirá demonstrar, como é que as listas de guerreiros (homens) sanguinários possam ser modelos de pastores para o Novo Testamento; mas além de espiritualizar ele incluiu mulheres (casadas ou solteiras) pois insistiu (ênfase nossa):

Os valentes da Obra também são assim: a irmã que enfrenta o marido não crente todos os dias; o jovem que se dedica ao serviço no Maanaim; os que abrem mão do conforto fazendo as madrugadas; a irmã que entende a revelação e abre mão da calça comprida; os pastores e obreiros que viajam; os trabalhadores do Maanaim; os que se gastam pela Obra.

Neste passo, a espiritualização da frase “trinta e sete” contraria o contexto, deixando-o completamente esvaziado de integração com o restante da Revelação Proposicional. E eis a empáfia icemista com mais um capítulo da doutrina revelada além da letra!  Não é verdade que mitos não precisam de sustentação? Ora, esse  esperto Gedelti Gueiros, intérprete dos intérpretes maranatizados, insistiu em chamar este blefe esquizofrênico de mistérios da Obra.

IV) Assim, desde que o construtor de heresias afirma que 3 é o número da trindade, ele cai num círculo vicioso; porque o número 3 aparece 14 vezes em 2 Sm. 23.1-39. Isolar somente o último versículo? O que acontecia na mente do pensante? Por que a atenção especial ao cabalístico numero 37? Quem o inspirava? Quem o estimulava a dar continuidade à heresia? Só encontro esta resposta: ao espiritualizar “trinta e sete” intencionalmente, o mestre mergulhou a membresia no pior teologismo…

Considerando que o olhar caolho é capaz de dissimular e gerar a nebulosa revelação além da letra para cada frase das Escrituras; diante das 14 ocorrências do número 3 ao longo de 2 Sm. 23.1-39, o beato ignorante dará como correto: 3 (a trindade) e 14 > 2 x 7 (a dupla porção do valente da obra perfeita); e plenamente satisfeito o mestre dirá:  ele entendeu a Obra. Mas, o que se observa nestes casos é o seguinte: definitivamente o erro do mestre está introjetado na mente desse servo da Obra Maravilhosa.

Contra golpeando esta palavra revelada, melhor será: 3 x 14 = 42 > 4+2 = 6 > número daqueles que aprisionam beatos e com mãos de ferro dominam os rebanhos de Deus. Dominadores, falsos mestres e falsos profetas nunca são transparentes.

V) A fim de entendermos o dano da espiritualização intencional de frases da Bíblia e os malefícios decorrentes, o olhar caolho do construtor de heresias abusa da expressão bíblica “além da letra”, com o exclusivo e nefasto propósito de aprisionar os beatos com o jargão maranático: Hoje a Obra é a igreja que compõe os 37 valentes.

Esteja certo de que este jargão é apresentado e reiterado com ares de augusta, inerrante e maravilhosa verdade… e os formatados dizem: Amém!

Infelizmente, o mestre mor conseguiu introjetar na mente dos servos da Obra o enigmático e ininteligível status de valentes da Obra; porém, os erros e fracassos grosseiros nos cultos proféticos mostram que de valentes nada tem. Os retirantes que o digam…

VI) Aquele que elabora e institucionaliza jargões, descobriu que, de lerdos, beatos, formatados, obreiros e pastores subalternos nunca pensam; e por nunca pensarem, nunca exercem fé nas Escrituras, na sabedoria e no poder de Deus (cf. Rm. 1.16.17; 1 Co. 1.24), exatamente, por estarem empanzinados com doutrina revelada além da letra.

Beatos  encantados com a linguagem do não-pensamento (LNP) facilmente se deixam FORMATAR nos moldes do gedeltismo (eclesiasticismo filosófico, místico, monárquico e pseudocarismático) que nada tem de Evangelho de Deus. Esta linguagem do não-pensar além de gerar jargões, franqueia portas para o falso profetismo que corre nas unidades locais da ICM-OBRA como fogo em palha seca e abre portas para a ação de espíritos de engano.

IcemiStas em geral e especialmente os formatados servos da Obra aprenderam a ecoar jargões. Ciclo vicioso! Quando alguém lhes pede a razão da fé, exclamam: OBRA MARAVILHOSA! Porém, se confrontados com o que Deus disse, do jeito que Ele disse,  eles respondem com agressões e maldições que aprenderam com a Mensagem Para Pastores 2007.

Infelizmente, a elite das elites dos icemistas (clero superior) e os pastores subalternos (clero inferior) depositam fé nos jargões do mestre muito religioso. Não tenho outro modo de dizer: eles depositam fé na crença do chefe icemista, por serem “néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram” (Lc. 24.25).

Neste contexto o maranatês identifica a linguagem do formatado servo da Obra. Esta formatação é consequência direta de algo eminentemente e intencionalmente ocultista: A FALSA UNÇÃO.

Insistindo na insanidade religiosa

  O argumento de fundo é este: o mestre mor espiritualizou a frase “trinta e sete”, e apresentou o que denomina doutrina revelada além da letra, querendo dizer que o ministério da Obra Maravilhosa é para valentes que, neste sentido estão dotados da mesma estirpe dos arrolados “valentes de Davi”.

Ora, fosse incontroverso esse argumento, deveria merecer confirmação e  pleno respaldo das Escrituras. Mas este ensino pseudocarismático resiste ao exame das Escrituras? Evidentemente, NÃO!

Portanto, cabe a pergunta: é possível espiritualizar a frase “trinta e sete” com outros contornos?

VII) Sim, é possível. E até bem entremeados com ensinos e expressões proféticas das Escrituras com dramaticidade e peso; ainda mais, porque a frase “trinta e sete” aparece inserida no curto versículo 39 do capítulo em comento. Nele está inserido o número 37, cabalisticamente considerado o número fixo do destino. (3)

Então, a partir do cabalístico número 3 de que o icemita mor lançou mão para introduzir na ICM-OBRA a alegada e mística palavra revelada, também chamada de mistério da Obra, formulemos a hipótese:

a.  3 > a tríade satânica (Ap. 16.13);
b.  6 > cada um dos “filhos do diabo” (Ef. 2.1-3; Jo. 8.44; 1 Jo. 3.10);
c.  7 > a obra perfeita do “príncipe que há de vir” (Dn. 8.25; 9.26);
d.  30 > 5 x 6 = cinco continentes dominados pelo “príncipe que há de vir” , ou seja: o Grande Homem Maçônico; ou
e.  30 > 3 x 10 = dez super nações (governo internacional) sob o jugo da trindade satânica (Dn. 2.28-43 cf. Ap. 13.1-8; 16.13);
f.   37 x 6 = 222 > a terça parte do mistério profético está revelada;
g.  222 > 2+2+2 = 6 > número do homem capacitado pelo Diabo, o pai da mentira (Jo. 8.44; Ap. 13.2b);
h.  222 > número a ser multiplicado por 3 para revelar o mistério da besta;
i.  666 > número da besta, a que sobe do mar, “pois é número de homem” (Ap. 13.18) aquele que receberá apoio do “falso profeta” (Ap. 16.13).

VIII)  Assim conjeturando, demonstro que a espiritualização de frases das Escrituras cria imbróglios dos mais ousados. Infelizmente, a cegueira espiritual de muitos os faz acreditar em doutrina revelada… mistérios da Obra. O pior acontece quando algum falso mestre declara: ossorrevelô! Ou lança mão do prestante profeta de bolso, que instigado pelo agregado que se esgueira nas sombras, irrompe com a profetada: DEUS FALOU!

Alguém dirá: esta hipótese não faz sentido. Então, lhes direi explicitamente: o que não faz sentido é a elite dessa falsa Obra Revelada continuar aprisionando os beatos e enganando obreiros e pastores subalternos com espiritualização da frase “trinta e sete” em 2 Sm. 23.39b., como o construtor de heresias exige e impõe. Somente um apóstata, dissociado da realidade, fanático, herético, ilusionista, ignorante ou mestre obstinado e tendencioso consegue falar de a trindade e a obra perfeita do Espírito Santo em 2 Sm. 23.39b. Absurdo! HERESIA!

Entendo que o formatado icemista, como medo de pecar contra a Obra Maravilhosa, nem percebe que mantém o cabalístico número 37 introjetado na mente, porque ele é estimulado (inconscientemente) a querer ser mais um vale(n)te da Obra Revelada. Lamentavelmente, confiante nas meias verdades do mistério da Obra que veio da eternidade; e enganado nos cultos proféticos e nos Seminários da Obra com espiritualizações, profetadas e revelagens, o icemista de carteirinha desenvolve a espiritualidade esquizofrênica (alienação da realidade) no modelo proposto sistematicamente.

Infelizmente, o mestre mor decompôs o cabalístico número 37 com a intenção de proclamar que a trindade (qual delas?) está presente na Obra perfeita (perfeita em quê?), para a formatação dos valentes da Obra. De conformidade com esta palavra revelada esses servos da Obra ou valentes da Obra é que serão os notáveis, ou seja: homens capazes de apoiar  o chefe icemista e os balcões de negócios; defender o gedeltismo e  interesses da instituição monárquica e pseudocarismática. Corporatismo! Cumplicidade!

IX) Desde que o olhar caolho além da letra descobriu a trindade e a perfeição da Obra dentro da expressão “trinta e sete” inserida nas entranhas do curto versículo 39; ainda conjeturando e decompondo o número 39 (3 x 13) chegamos ao seguinte: 3 > número da t terrível tríade satânica; 13 > 6 + 7 = número do homem maligno e ocultista na mais perfeita rebelião contra Deus; porquanto é dito que 13 é o número de Satanás. (4)

Do mesmo modo, aplicando a esperteza do construtor em espiritualizar frases das Escrituras, diremos que o número 39 aponta o adorador do diabo, o homem maligno em sua completa depravação e revolta contra Deus.

 Então, concluímos: na frase “trinta e sete” o olhar caolho “além da letra”  encontrou a trindade e a perfeição da obra; mas embaraçou-se na heresia que guarda, em suas entranhas, a intensificação do mal.

X) Portanto, se o olhar caolho do construtor de heresias da obra perfeita que veio da eternidade acredita em força e mistério dos números; e que certos segredos da doutrina revelada aparecem escondidinhos em expressões numéricas e frases isoladas das Escrituras; diremos que ele conseguiu construir e erguer a doutrina revelada ao nível de dogma negrumoso e ocultista. Portanto, este ensino é herético. ENSINO DE DEMÔNIOS!

Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas.

CONCLUSÃO

A astúcia da elite icemista está na  formatação e na  manipulação de obedientes obreiros que não-pensem, fazendo-os crer movidos pelo espírito de obediência à Obra como fonte de autoridade espiritual e poder pentecostal para serem  valentes… muito valentes. Autoridade espiritual? capacitação sobrenatural? poder pentecostal e valentia? onde estão na prática? O evitar de desmascarar os falsos profetas e o fugir de expulsar demônios demonstram a fraqueza dos valetes (escrevi valetes). Os erros grosseiros nos cultos proféticos – fatos incontroversos notórios e públicos – provam o contrário da lenga-lenga do mestre-mor.

A ordem do monarca é imperiosa: ABSORVAM A OBRA! Deste modo, o chefe muito religioso impõe o DON (Doutrinas, Orientações e Normas do Presbitério cf. arts. 5º e 25 do Estatuto da ICM-PES), constantemente manipulado pelo  icemista mestre dos mestres e exclusivo modelo dos 37 valentes (quem lê entenda).

Assim, o clero superior despeja a doutrina revelada sobre o clero inferior; e estes obrigam as unidades locais à INDISCUTÍVEL OBEDIÊNCIA. Nesse construto hierárquico de profetadas e revelagens avalia-se a capacidade do servo da Obra ser erguido à condição de defensor da instituição e mero representante do presbitério na unidades locais, conforme o Estatuto da ICM-PES em vigor.

Buscar entendimento oculto das Escrituras, além do plano semântico da passagem, é espiritualizar frases consistindo em extravagâncias de interpretação em completa DESARMONIA com o que Deus disse, do jeito que Ele disse. Método extremamente perigoso. Na espiritualização de frases das Escrituras a mente do intérprete não se prende às exigentes regras da Hermenêutica Bíblica, e não há como checar o que ele interpreta. Neste passo, o gedeltismo busca o pretenso sentido oculto do texto, fazendo disto o único padrão… e fracassa. E fracassa quem o imita…

Caindo no engodo de espiritualização de frases das Escrituras, em Apocalipse 8.5 o mestre-mor cometeu o pior dos erros: destituiu a Cristo Jesus de Seu Apostolado, Messianato e Sumo Sacerdócio (5).  Ele declara:

Enquanto os anjos se preparam para atender às determinações do Todo Poderoso, o fogo do altar (símbolo do Espírito Santo) é jogado sobre a Terra para os homens, que recebem diretamente do altar o calor das chamas incendiárias do poder de Deus, onde o Espírito Santo age cada vez com mais intensidade em seus corações, como apelo e preparo aos fatos que sucederão, evitando surpresa, o medo e o terror próprio dos desavisados. É a misericórdia de Deus preparando o homem para receber com alegria as suas intervenções.

Mergulhando ainda mais nesta erronia esquizofrênica, o chefe icemista insistiu em que três das quatro trombetas do Apocalipse tocaram (se assim for, já estamos na grande tribulação) e a quarta trombeta equivale à “última trombeta” de 2 Co. 15.52; quando, então, a Igreja Fiel (leia-se: a ICM-PES) exclusivamente será arrebatada “num abrir e fechar de olhos”. Erro em cima de erro. Milenar é o ensino da Escritura (Jó 5.12-13):

“Ele (Deus) frustra as maquinações dos astutos, para que as suas mãos não possam realizar seus projetos. Ele apanha os sábios na sua própria astúcia; e o conselho dos que tramam se precipita.”

Não é, pois, de admirar, que a  doutrina revelada… mistérios da Obra propalada pelo augusto chefe muito religioso da ICM-PES, seja conveniente como encantamento dos incautos e instrumento de aprisionamento e manipulação dos obedientes e obtusos servos da Obra.

Nesta condição,  diáconos, mestres dos Seminários da Obra, obreiros e os pastores – todos estes –  representantes do presbitério  (assim proclama o E-ICM-PES) anseiam e esperam pelo escondido na cartola ou na manga do paletó do mágico dos malabares; e agrilhoados ao condicionamento místico-religioso da doutrina revelada além da letra, não mais conseguem enxergar o que está nas Escrituras Sagradas. O absurdo disfarce do poder camaleônico ficou introjetado na mente de cada icemista. Romper com esses entraves exige esforço indescritível.

O propósito deste artigo foi demonstrar em que resulta a alegoria (fantasia) na boca e na doutrina dos falsos mestres e incrédulos especializados na empulhação e na espiritualização de frases das Escrituras.

Ora, a empulhação gera incrédulos e mata! A apostila em comento nos mostra que a Verdade do Evangelho ainda é mistério nesta ICM-OBRA, onde alegorias, dissimulações, entreteninentos, espiritualizações das frases da Bíblia, falso profetismo e o gasto e muito obtuso tipologês aparecem absolutos e indispensáveis no arranjo caracteristicamente dissimulado dos ensinos principais nos Seminários da Obra.

Os beatos dependentes e os obreiros subalternos aprenderam a confiar na crença do monarca muito religioso; e, deste modo dispensam o criterioso exame das Escrituras, bem como o exercício da fé no poder e sabedoria de Deus. E enquanto os valetes (escrevi valetes) dormem, os filhos do maligno incentivam o maranatês que continua crescendo qual joio no meio do trigo (Mt. 13.24-30,36-43). Laços do Diabo!

Por conseguinte, a doutrina revelada consegue encantar beatos, obreiros obtusos e pastores subalternos; mas não faz o mais mínimo sentido para os crentes firmes na “fé em Cristo Jesus” (Gl. 2.16) segundo as Escrituras; porque não somos “como os demais, que não têm esperança” (1 Ts. 4.13b). Mas logo aparecem decepções  falhas recorrentes, a ponto de obreiros dizerem: muita coisa está errada dentro desta igreja. Nesta condição de fidelidade a Cristo e às Escrituras Sagradas é que “seremos arrebatados… num abrir e fechar de olhos…” (1 Ts. 4.17; 1 Co. 15.52).

Portanto, ARREBATAMENTO JÁ!

Tenho por firme, que a porção das Escrituras que RECUSAMOS, é sempre aquela que nos torna INÚTEIS PARA O REINO DE DEUS. Cristão, escreva isto em seu espírito e esteja certo desta máxima. Dispensa demonstração por ser escrituristicamente verdadeira. Sua consciência já falou ai dentro do coração.

Você não precisa concordar comigo. Porém, NUNCA poderá dizer: ninguém me avisou.

NOTAS:

Acompanhe em https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas e ideias.

Cite a fonte caso faça cópia ou transcrição dos textos publicados neste Blog. Este artigo  http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/09/a-obra-construindo-heresias/  Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem.

Artigo apresentado na Comunidade Já fui um Maranata (ORKUT) em 31.08.2008. Daí em diante ele aparece em diversos Blogs e Sites. Atualização e reestilização na data desta republicação.

Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Expressões e frases entre aspas e itálico pertencem à Almeida, RA-SBB. Aquelas sem aspas e em itálico aparecem em apostilas da ICM-PES.

Imagens colocadas no artigo como ilustração fora retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

(1) Antes que deletem, copie o conteúdo da apostila “Os Valentes da Obra” em http://doutrinarevelada.blogspot.com/2009/05/os-vanentes-da-obra-davi.html

(2) O Estatuto da ICM-PES em http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=1278527&tid=2533346986709427110&na=4

(3) O cabalístico 37 é mais curioso do que se pensa. Os números 111, 222, 333, 444 etc., são todos múltiplos de 37, ou seja: multiplicando 37 por 3, 6, 9,… (seguindo a seqüência) obtêm-se estes mesmos números.

(4)  http://www.espada.eti.br/n1478.asp

(5) Gedelti V. T. Gueiros – Revista Personalidades – A Quarta Trombeta, ano IV, n. 13, 1998, pgs. 39-41. Neste mesmo sentido: Guia Verbo, 1a. ed., 2002, pgs. 20-30; VerboNews – Edição Especial – Editora e Marketing Ltda, n. 13, Ano 2, Abril de 2006, pgs. 20-24.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

43 Respostas para “"A OBRA": CONSTRUINDO HERESIAS”

  1. Cristão disse:

    E o que eles fazem de II Sm 23:39 que cita o nome do 37º valente de Davi: Urias, o heteu, aquele que teve a esposa e a própria vida tirada por Davi? Como fica a interpretação “além da letra”?

    Moisés e Melquisedeque são muito mais tipos de Jesus do que Davi, mas que importa agora os tipos do Antigo Testamento, que nada mais eram do que sombras do Messias que havia de vir? E ele já veio, já consumou sua obra redendora no Calvário.

    Ele é o Profeta (Dt 18:15) como Moisés, porém superior a Moisés, assim como a Nova Aliança é superior à Aliança do Sinai (Lei); Ele é o Sumo Sacerdote Eterno, segundo a ordem de Melquisedeque (Heb 7:21); Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1:29).

    Ele, sim, deve ser o nosso modelo, o nosso alvo, o nosso exemplo em tudo, não Davi, Elias, Moisés, que, apesar de terem sido grandes homens da Bíblia, assim como nós, falharam, mas o que é perfeito, o que se esvaziou a si mesmo por amor de nós (Fil 2), este sim, é perfeito e tem o Nome que é sobre todo nome.

    A Ele (não a denominações, a homens do Antigo Testamento, etc.) seja sempre a Glória!

    …….

    Cristão, graça e paz

    Amado, deixo registrado que seu comentário me emocionou. Sim, pelo enraizamento nas Escrituras, aliás, bem inteligente. Com é bom preservar na memória esses lances proféticos que apontam para o Cristo de Deus, o Garantidor das Promessas.

    Como está escrito (Rm. 11.36): “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!”

    Davi concebeu a morte de Urias e a concretizou. Fato. Já que o intérprete-mor da ICM declara que Davi é tipo de Cristo, como entender o ardil cobiçoso e homicida de Davi contra o fiel Urias, o heteu convertido à Lei de Moisés? Sim, porque a Hermenêutica Bíblica exige que para o tipo (no AT) deve existir o antí-tipo (no NT); e assim teríamos Cristo com ardís cobiçosos contra alguém para tirar-lhe a vida… absurdo!

    Isto nos mostra a falácia da doutrina revelada além da letra, apoiada em método obscuro e sem freios, de que o Pr. G. Gueiros faz uso, como COMPENSAÇÃO. Com espiritualização de frases das Escrituras ele fez do teologismo o seu trunfo (por não haver se dedicado ao Estudo da Teologia, já que seu irmão mais velho, o Gedaias, por exemplo, tinha essa formação ortodoxa).

    Mas interessante o significado do nome Urias (hb. Uwriyah): o Senhor é um fogo. Entendo que a consciência de Davi ardia diante da intriga palaciana secreta que veio à luz quando Natã o repreendeu (aliás, com muita sabedoria, correndo o risco de ser morto). E continuo: se Davi é tipo de Cristo como entender o antítipo (Cristo) sendo repreendido? IMPOSSÍVEL!

    Por exigüidade de tempo, lembrando o testemunho de Pedro (2 Pe. 2.21-25 ênfase nossa):

    “Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca; pois ele, quando ultrajado, não revidava com ultraje; quando maltratado, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga retamente, carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados. Porque estáveis desgarrados como ovelhas; agora, porém, vos convertestes ao Pastor e Bispo da vossa alma.”
    Paz.

    CV.

  2. Cristão disse:

    Irmão, graça e paz!
     
    Sobre a errônea tipologia que coloca Salomão como tipo de Espírito Santo, veja o texto abaixo de Deuteronômio 17:14-17, acerca da ordenança de Deus ao rei (Obviamente Deus já sabia que lá na frente, no período de Samuel, o povo pediria um rei).
     
    “Quando entrares na terra que te dá o SENHOR teu Deus, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Porei sobre mim um rei, assim como têm todas as nações que estão em redor de mim;
    Porás certamente sobre ti como rei aquele que escolher o SENHOR teu Deus; dentre teus irmãos porás rei sobre ti; não poderás pôr homem estranho sobre ti, que não seja de teus irmãos.
    Porém ele não multiplicará para si cavalos, nem fará voltar o povo ao Egito para multiplicar cavalos; pois o SENHOR vos tem dito: Nunca mais voltareis por este caminho.
    Tampouco para si multiplicará mulheres, para que o seu coração não se desvie; nem prata nem ouro multiplicará muito para si.” NVI
     
    De acordo com o texto acima, O rei não podia fazer quatro coisas:
     
    1. Não multiplicar cavalos;
    2. Não fazer o povo [de Israel] voltar ao Egito;
    3. Não multiplicar mulheres;
    4. Não multiplicar ouro e prata
     
    Agora, compare com os textos abaixo:
     
    1. Não multiplicar cavalos:
    “Tinha também Salomão quarenta mil estrebarias de cavalos para os seus carros, e doze mil cavaleiros” I Re 4:26
     
    2. Não fazer o povo [de Israel] voltar ao Egito:
    E traziam do Egito, para Salomão, cavalos e fio de linho; e os mercadores do rei recebiam o fio de linho, por um certo preço. E subia e saía um carro do Egito por seiscentos siclos de prata, e um cavalo por cento e cinquenta; e assim, por meio deles, eram exportados para todos os reis dos heteus e para os reis da Síria.” I Re 10:28-29
     
    3. Não multiplicar mulheres:
    “E O REI Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha de Faraó: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias, das nações de que o SENHOR tinha falado aos filhos de Israel: Não chegareis a elas, e elas não chegarão a vós; de outra maneira perverterão o vosso coração para seguirdes os seus deuses. A estas se uniu Salomão com amor.E tinha setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração.” I Re 11:1-3
     
    4. Não multiplicar ouro e prata
    “E o peso do ouro que se trazia a Salomão cada ano era de seiscentos e sessenta e seis talentos de ouro” I Re 10:14
     
    Coloquei os textos, não apenas as referências, para que alguém que entre aqui e ao ler, nem queira ler as referências, leia e veja se é possível comparar, à luz das Escrituras, Salomão ao Espírito Santo de Deus.
     
    Mas como você mesmo disse: Além da letra, tudo é possível. Aí alguém vai dizer aquele velho (já caduco) jargão: “A letra mata” (fora de contexto); não, ‘além da letra’ é que mata. Jamais a palavra de Deus será letra morta:
     
    “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Heb 4:12
     

  3. Cavaleiro Veloz disse:

    A FORMATAÇÃO DO ICEMITA indica a impossibilidade do exercício da “fé em Jesus” (Gl.3.22,26; Ap.14.12), porque o formatado crê na crença do chefe muito religioso. Nesta condição ele está irremediavelmente preso ao DON (Doutrina, Orientações e Normas do Presbitério).
     
    Cada formatado é facilmente manipulável pela elite icemita (o clero superior que domina o clero inferior e este as unidades locais da ICM-OBRA). Difícil é a enganação ser removida da mente do indivíduo feito servo da Obra. A introjeção desta ideologia (filosofia) de Obra na mente do indivíduo o obriga a obedecer… obedecer… obedecer… Não duvide…
     
    Fácil a demonstração dessa formatação mental. Leia com calma o artigo A CONSPIRAÇÃO.
     
    Leu? Então, faça um favor a sua alma preciosa e responda: como é possível a mais de uma centena de pastores da ICM-PES que possuem CONTAS NO ORKUT, convencerem-se de outorgar procurações aos advogados que em 17.07.2009 ingressaram com elaborada REPRESENTAÇÃO perante o Ministério Público do Espírito Santo? O SITE informa a existência do Proc. 27201/2009.

    Lembrar que esses formatados pastores orkuteiros e dignos representantes do Presbitério declaram-se expressamente consumidores de produtos ofertados pelo Google, vale dizer: aparecem devidamente identificados (nome completo, CPF e endereço) na inicial e declarando terem contas no ORKUT.
     
    Mas faço um APELO.

    Se algum desses pastores orkuteiros arrependeu-se do que fez em nome do Ídolo-Obra; e desistiu de continuar nessa ofensa à liberdade de expressão, mesmo usando um fake, entre em contato e deixe o seu relato. Nada será publicado sem autorização expressa.
     
    Será bom para a sua consciência confessar o mal que planejava em nome do Ídolo-Obra.

  4. […] O artifício alegórico empregado fica imediatamente preso aos caprichos do intérprete, prenhe de orgulhoso religioso. Irremediáveis os danos da espiritualização intencional de frases da Bíblia e os malefícios dela decorrentes. O olhar caolho do construtor de heresias abusa da expressão “além da letra” com o propósito de aprisionar os beatos com o jargão destacado na apostila Valentes de Davi – Valentes da Obra: Hoje a Obra é a igreja que compõe os 37 valentes.

    Esteja certo de que este jargão é apresentado e reiterado com ares de augusta, inerrante e maravilhosa verdade… e os beatos dizem: Amém! Infelizmente, o chefe eclesiástico e mui digno mestre-mor dos Seminários da Obra conseguiu introjetar na mente dos servos da Obra a enigmática posição de valentes da Obra; porém os erros e fracassos nos cultos proféticos mostram que de valentes nada tem. Os retirantes que o digam. […]

  5. graciela disse:

    Sabe, CV, eu sempre vi no JFUM  muita gente falando do G… e de outros, pensei que não tinha problema se eu citasse o nome do AM… num tópico que estavam falando dele. Não foi por maldade, talvez por ingenuidade da minha parte, o que fiquei triste foi ver o bereiano falando no tópico “canal da moderação” que havia expulsado alguém que citou nomes e que quem faz isso é carnal, zombador entre outras coisas.

    Bom, lamentei por ser julgada por alguém que nem me conhece, não sabe da minha dor e nem o que vivi lá na icm, lamentei porque hoje luto contra os dominadores e o Am.. é um deles.

    Acho que ele poderia ter chamado a atenção e não expulsar, quando apagou os tópicos em que eu citei nomes, eu percebi que ele não gostou e não escrevi mais, me toquei, não precisava essa agressão verbal e até chamando ao arrependimento por tal “pecado” .

    Enfim, acho que algumas pessoas não estão preparadas para ouvir a verdade, por isso, não falarei mais nada, sei de muita sujeira que nunca nem postei aqui, coisas repugnantes que pouca gente sabe.

    Não quero que peça por mim na comunidade, não tenho o desejo de fazer parte dela depois do que li, não é por mágoa do tipo “não brinco mais”, mas é porque percebi que isso só me faz mal, já saí do sitema, não preciso de ninguém me criticando ou ofendendo, se não me entenderam, paciência não é?

    Espero contar com a sua amizade, mesmo virtualmente, sinto que você é gente boa, um abraço.
    .
    Amada, continuemos nessa luta.

    Dominadores de rebanhos não dormem.

    Entendo que houve excessivo rigor, pois o Moderador, caso entendesse, poderia ter deletado o Tópico, pura e simplesmente; mas antes expulsou sem mais nem menos. Imediatamente enviei e-mails protestando pelo deslize mas não obtive resposta.

    Interessatemente, o mesmo tópico foi aberto na C-ICM. Segue o link: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=1157704&tid=5658057605152595757

    Já apareceram fakes icemitas na C-JFUM e causaram brigas e estragos; e houve caso em que um deles até conseguiu afastar amigos, ainda que temporariamente (nesse caso até o Moderador engoliu sapos, depois do estrago o tal fake foi para a C-ICM e lá permaneceu por um longo tempo jogando pedras contra os mais atuates da C-JFUM).

    Normalmente, o Moderador em questão mantém postura zelosa; mas isso não impede o cometimento de erros, como já aconteceu: eu mesmo tive um Tópico deletado, sem querer. E ele desculpou-se publicamente; e por manter cópias normalmente atualizadas pude refazer o Tópico.

    Registro aqui o meu protesto.

    SÊ FORTE.

    Vamos em frente.

  6. […] Olhe-se no espelho dos fatos, da história do maranatismo quadragenário com avareza, dissimulações, fábulas, falta de transparência, fisiologismo com políticos e heresias.

    Ora, V. demonstrou não discernir o que se passa nos meandros do palácio da rainha desfigurada onde constroem heresias, falta transparência e fazem alianças até com políticos. Já que V. abre a boca e facilmente lança farpas e maldições contra aqueles que denunciam os erros do gedeltismo, faça algo melhor: é necessário rever conceitos, fechar a boca e até “morder a língua”, quer dizer: reprimir-se para não dizer impropriedades. […]

  7. Hadassa disse:

    Como a igreja está necessitada de outra voz…

    Sinceramente, não sei o que lhe falte mais, se ouvidos para ouvir, A VERDADE, ou de bocas proféticas que falem por Deus.
    Porque chega de cabresto, de heresias, de distorções, e falsos mestres e falsos pastores, falsas lideranças… e consequentemente, falsos cristãos, crentes cegos, mancos, peados, incrédulos no evangelho e fanáticos pela instituição/grupo e que pensam conhecer e viver algo espiritual…

    Alguns até estão esperando pela justiça, que as leis de nosso país intervenham e ponham freios em algumas lideranças desembestadas, por descrer na possibilidade que outra voz feito a de Lutero, ou Martin Luther King seja levantada por Deus para despertar a igreja e chamar, dessa vez, para fora dela.

    Porque infelizmente é isso o que está acontecendo, antes o sentido de igreja era os saídos para fora, DO MUNDO para ela; mas agora já se faz necessário que saiam dela para fora. Mas não para o mundo, mas para buscar a igreja de Cristo, porque a que temos hoje é do homem.

    Essa ICM é só um exemplo do quanto a igreja está dentro do que não é evangelho e precisando sair para fora. URGENTEMENTE! Me faz lembrar a parábola das virgens imprudentes, que dormem o sono da indolência sem a menor preocupação, confiantes de estarem salvas. As advertências dos apóstolos são claras em relação aos últimos tempos, e não podemos negar que elas sejam cada vez mais pertinentes aos nossos dias:

    “Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo” 2 Co 11.13.

    “Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras…” 2 Pe 2.1.

    “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora” 1 Jo 4.1.

    “Porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos” Rm 16.18.

    O que é demais lamentável é que, assim como este tópico que traz as semelhanças entre a ICAR e a ICM (igreja Católica e igreja Maranata), essa também é mais uma, os cristãos protestantes na maioria têm o comportamento dos católicos: católicos não leem a bíblia, nós sabemos disso; católicos dão mais credibilidade ao que o padre diz do que as Escrituras Sagradas, nós também sabemos disso…

    Mas a igreja protestante está agindo de igual modo, nem lê a bíblia, e se a lê, não é na companhia do Espírito Santo de Deus, mas daquela mesma mentalidade que tem ouvido em sua instituição. O que resulta apenas em ser produto da instituição, um prosélito e vez de um cristão.

    E é o que vemos e temos assistido em todo lugar, mas na ICM certamente, a coisa É MUITO PIOR, porque as pessoas estão adoecendo com o evangelho que ouvem nela. E um dos pontos mais discrepantes que a ICM manifesta em sua pregação, é a não adaptação de seus membros em outro lugar ONDE O EVANGELHO É PREGADO, e a mesma bíblia.

    Isso só já é atestado de falso profetismo, heresia, SEITA!!!

  8. […] O meu olhar é que a maioria cambaleia em dúvidas, guerreando com suas consciências intoxicadas, querendo despertar do estupor do falso profetismo.
    O olhar caolho do construtor de heresias abusa da expressão “além da letra” com o propósito de aprisionar os beatos com o jargão destacado na apostila Valentes de Davi – Valentes da Obra: Hoje a Obra é a igreja que compõe os 37 valentes. […]

  9. […] Entenda: o SITE não lança “ataque a ICM”; mas DENUNCIA erros graves e grandiloqüentes heresias que os homens lá de dentro não denunciam por falta de experiência no manejo da Palavra, medo de perseguições e de represálias. Deste modo, “os interesse” do SITE, como a Escritura declara (Jd. 3), é batalhar “diligentemente pela fé que de uma vez foi entregue aos santos”. Este é o dever do crente em Jesus. […]

  10. Fred disse:

    Sólon, meu pobre Sólon… és pobre, nu e perdido…
    Mas tenho uma palavra de consolo: A OBRA continua crescendo lá lá lá lá lá. KKKKKKKKKKK
    Na igrejinha que congrego em Contagem-MG não cabe mais de tanta gente. Quadrangular, Assembléia de Deus, Presbiterianos… todos entupindo nosso salão, refugiados desse seu evangelho falido que só prega prosperidade.
    Abraços.
    Fred
    .
    .Fred,
    fred@gmail.com
    Endereço IP: 200.198.3.120

    V. confundiu as bolas e errou o endereço.
    Fique esperto, irmãozinho…
    O endereço do Pr. Solon é outro.
    Então, quem está pobre, cego, nu e sem discernimento, hein?! Aliás, que frase esquisita essa, dizer que os crentes estão “entupindo nosso salão”… Mas entendo… falta de amor é isso…

    Só não sei que “palavra de consolo” V. tem para centenas de icemitas enganados no “esquema de pirâmides” em Betim, BH e Contagem… quase 1.000 processos. Mas como bom formatado V. não sabe de nada, não é?
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/01/avareza-e-estelionatos/
    .
    Pois é…

    CV.

  11. […] Considerando as exigências do DON (Doutrina, Ordens e Normas) baixadas pelo palácio da rainha desfigurada, o formatado icemita erguido à posição de servo da Obra pode ser ungido; e, se continuar intransigentemente obediente e submisso ao DON, fazendo tudo o que o mestre mandar, esse indivíduo será ordenado ao cargo de representante do Presbitério e ingressa no rol dos valentes da Obra Revelada. Definitivamente, essa decisão importa em muitas e profundas responsabilidades: do ordenador e do ordenado. O DON forma valentes ou formata valetes? […]

  12. Outro Fred disse:

    Enchendo o salão? Esse argumento que você se gaba Fred? Valdomiro Santiago também está enchendo as igrejas dele à custa de um evangelho antropocêntrico, se fosse por esse argumento, você deveria calar a boca e baixar a cabeça para o Valdomiro…
    Encher salão não quer dizer nada, o que importa é pregar o evangelho e não algumas sandices que um grupo tem pregado dentro da ICM! Quantos desses que enchem o salão, entendem que “A Maranata é perfeita”? Deixa vazar as informações sobre o desvios de dízimo e verás quantos ficarão…

  13. […] Porém, a LNP empregada habilmente nas aulas de doutrina revelada além da letra ainda não basta. Depois de cada dose de LNP dos Seminários da Obra (e também nos cultos proféticos) vem a DOSE DE REFORÇO: profetadas, revelagens e visagens comuns no final da exposição do monarca quadragenário ou de algum mestre na posição de valente da Obra Revelada. […]

  14. Cavaleiro Veloz disse:

     Amados, graça epaz em Cristo Jesus.

    Infelizmente, o pacote da ICM-Obra não tem volta:
     
    > absolutismo;
    > andar ao redor dos erros,
    > avareza desmedida,
    > balcões de negócios,
    > bibliomancia,
    > clamor esquizofrênico,
    > contrabando,
    > corporativismo,
    > corrupção da elite,
    > cumplicidade,
    > culto profético,
    > demandas judiciais em defesa da imagem,
    > desvio de dinheiro,
    > dissimulação,
    > dominação do rebanho,
    > doutrina revelada,
    > enganação,
    > enriquecimento sem justa causa,
    > estelionatos,
    > falsa unção,
    > falso batismo com o Espírito Santo,
    > falta de regimento interno,
    > falta de transparência,
    > fisiologismo político,
    > fraudes,
    > gedeltismo,
    > heresias,
    > hierarquização do ministério,
    > Ídolo-Obra,
    > imposição de mitos,
    > instigação ao ódio religioso,
    > linguagem do não-pensamento,
    > manipulação do povo,
    > medo,
    > meias verdades,
    > monarquia quadragenária,
    > prevalência do DON (Doutrina, Ordens e Normas),
    > profetadas,
    > revelagens,
    > teologismo.
     
    O pacote quadragenário é pseudocarismático; foi embrulhado com papel “mistérios da Obra”; é agrado aos formatados pelo gedeltismo que, de cegos não percebem o engano desse “outro evangelho” oferecido pelo chefe muito religioso e obedientes representantes.

    Por último, diante da convocação para o dia 10.12.12 o palácio da rainha desfigurada lançou mão do nefando VOTO DE CABRESTO.
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/fuja-crente-nao-seja-cumplice/
     
    Se os que dominam o povo perderam a vergonha, aqueles que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

  15. GEDEÃO disse:

    “… Mudaram a verdade de Deus em mentira, e adoraram mais a criatura do Criador …” Romanos 1:25

    É muito preocupante quando vemos igrejas evangélicas usando a numerologia para alcançar seus objetivos de domínio. Talvez por ser mais fácil o domínio pelos números do que pelas palavras. Afinal C.V. somos teocentristas ou numerologistas?  vamos deixar os numeros para a CABALA,MAÇONARIA,ROSA CRUZ, TEMPLÁRIOS, skull and bones, E TODA SORTE DE OCULTISMO.

    Meu amado C.V. tem muitos pastores frequentando uma dessas fraternidades citadas. Quando Deus deixou de falar com Saul por sonhos,Urim e profetas,Ele no desespero  pediu auxilio a uma cartomante,infelizmente o homem quando afasta-se de Deus, ele procura outros caminhos para ter as respostas.  Caro CV como pode tantas loucuras por suas vaidades, parece que é algo secular e não eclesiástico, estão brincando com Deus!  misericórdia!

    Caro amigo irmão, um abençoado ano 2012 pra vc e toda sua família, e que Cristo resplandeça sempre a sua Glória sobre ti e ti de muuuuuita PAZZZZ! A paz do Senhor! graça e Paz!

  16. […] Jamais passou pela Mente do Espírito de Cristo Jesus que a igreja de uma cidade dominasse as igrejas de outras cidades. Porém, a fascinação das riquezas, o encanto do poder e o rompimento com a Verdade foram implantados lá no início da monarquia. Os valentes não desconfiavam… […]

  17. […] O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos. No entanto, os homens e mulheres honestos começaram a compreender o enriquecimento ilícito de alguns da elite, especialmente juntos do monarca e agarrados nas tetas da rainha desfigurada… O que fazer com doutrina revelada recheada de espiritualização de frases das Escrituras geradoras de MITOS? […]

  18. […] O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos, impõe a inerrância do DON (Doutrina, Ordens e Normas); por conseguinte, o que está nas Escrituras Sagradas nada ou pouco significa no gedeltismo. O estrondo do OSSORREVELÔ entrou para ficar… aos aplausos do Diabo, “o pai da mentira”. […]

  19. […] Como escora do falso profetismo em cada discurso ele empregou a linguagem do não-pensamento. Falando de eternidade, apenas mostrou que o seu quinhão é o desta vida. O gedeltismo mentiu. O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos. O que fazer com doutrina revelada recheada de espiritualização de frases das Escrituras geradoras de MITOS? Por fim, de modo orgulhoso obrou, obrou e foi recolhido à sepultura. […]

  20. […] Com o contínuo bombardeamento de erros o olhar caolho do construtor de heresias determinou o estilo do formatado ideologicamente manipulável: o servo devedor da Obra (expressão que esconde o fanático instigado pelo ódio religioso e potencialmente perigoso). Gente cuja cabeça podre adoece o corpo de esquizofrenia religiosa. Infelizmente, neste beco sem saída a membresia custa a entender que a falsa unção dos meia-solas destrói e mata… Não se iludam: os meia-solas nasceram do nebuloso pandulho do palácio da rainha desfigurada… Terrível! […]

  21. fabiola disse:

    (…)

    Olá, Fabíola
    Graça e paz.

    Arquivei a postagem anterior postada e repetida em três ou quatro artigos, cujo assunto não é algo de interesse do Blog. Espero que V. não apenas tenha aproveitado o espaço nesses artigos para denunciar – contra terceiros – o que você não pode provar; mas lido e meditado nos fundamento das Escrituras como form expostos.

    Fuja das heresias!

    Olhe. Adquira o livro CURAI ENFERMOS E EXPULSAI DEMÔNIOS – T. L. Osborn, estude cada capítulo, exerça “fé em Jesus” e V. verá maravilhas acontecendo na sua vida.

    CV

  22. […] Com o contínuo bombardeamento de erros o olhar caolho do construtor de heresias determinou o estilo do formatado ideologicamente manipulável: o servo devedor da Obra (expressão que esconde o fanático instigado pelo ódio religioso e potencialmente perigoso). Doentes de esquizofrenia religiosa no beco sem saída. Não se iludam: Benícios e Benícias custam a entender que a falsa unção destrói e mata. Ora, os meia-solas nasceram do nebuloso pandulho do palácio da rainha desfigurada… Terrível! […]

  23. Firme nas promessas disse:

    CV Amado
    Notei que este artigo “A OBRA”: CONSTRUINDO HERESIAS” foi pouco comentado; parece que ele mexe com os meia-solas, vulgo “Valentes de Davi”… e agora a pergunta: porque NÃO DENUNCIARAM OS ESQUEMAS DE FRAUDES? Onde eles estavam?

    Eis alguns trechos extraidos do artigo:

    “Ora, por mais que admiremos o afável poeta, diligente guerreiro, homem de seis mulheres e rei de Israel, é absolutamente incorreto afirmar que Davi é tipo de Cristo. Nem o desobediente, idólatra, multimilionário, ocultista e polígamo Salomão serve de tipo do Espírito Santo (como ensina o mestre); mas na espiritualização é possível, especialmente quando o profeta de bolso estremece a fala e proclama: falei através do meu ungido…”

    “Ares de cabala e numerologia aparecem entranhadas nisto que o icemita-mor denomina de mistérios da Obra. Espiritualizando a expressão “trinta e sete” em 2 Sm. 23.39b., ele orgulhosamente proclama: 37 valentes => 3 = trindade 7 = perfeição (Obra perfeita do Espírito Santo).”

    “Os valentes da Obra também são assim: a irmã que enfrenta o marido não crente todos os dias; o jovem que se dedica ao serviço no Maanaim; os que abrem mão do conforto fazendo as madrugadas; a irmã que entende a revelação e abre mão da calça comprida; os pastores e obreiros que viajam; os trabalhadores do Maanaim; os que se gastam pela Obra”

    Então a saia é que faz a valentia?
    E se tirar a saia?
    Abrir mão da calça comprida traz a valentia?
    Afinal, a valentia está nas roupas?
    O diabo tem medo de roupas? De vestes?
    Demônios respeitam ternos e gravatas? Respeitam o título de COMENDADOR?

    Bom é estar atentos aos fundamentos maçônicos infiltrados disfarçadamente dentro da ICM.
    .
    .
    Olá, Firme nas promessas

    Há enorme diferença entre valente e valete. O valente o é por força de caráter e integridade: o comprometimento com o ministério o faz valente na força do Espírito de Cristo e na medida da fé que deus reparte a cada um.

    Felizmente, é dito que a unção de Deus veio sobre Davi e na obediênia aos propósitos de Deus ele se fez valente; homens obedientes a Deus se destacaram nas batalhas ao seu lado e foram reconhecidamente valentes. Esse é o contexto do relato histórico, onde os campos de batalha ficaram coalhados de corpos ensangüentados. Mas disso nada serve de exemplo para o ministério cristão que é exercido nos moldes do Nova Aliança.

    No caso do artigo, designo de valete aquele que passou a ser alguem controlado por um monarca muito religioso, que impõe o jugo monárquido pseudocarismático. Contrariando as Escrituras, a igreja sede (Vila Velha-ES) absolutamente DOMINA as “unidades locais” da monarquia religiosa. Isto ofende as Escrituras, pois NUNCA passou pela mente de Deus que a igreja de uma cidade dominasse as igrejas estabelecidas em outras cidades. Nesse contexto a unção eclesiástica icemítica autoriza certos homens a exercerem autoridade nas “unidades locais” e cobram obediência ao DON (Doutrina, Ordens e Normas). Esta é a função principal. Onde impera o medo fica fácil…

    O ensino “revelado” aponta para esses exemplos (citados) causando tristeza. Considero válidas as perguntas. Afinal, a autoridade espíritual está na altura do púlpito? Está nas roupas do sacerdote? Está nos diplomas outorgados por interessos políticos? De que valem esses papéis, se não, para exacerbar o orgulho religioso?

  24. Essa luta e nossa disse:

    A obra construtora de heresias,ta concluida ja implantaram a apostasia,colhem hoje os frutos da heresia,creem na criatura,nao no criador,vivem por ela obra do GG,amam se mesmos,orgulham se,julgam se,por fim promovem se perdoados por se proprios,SEM arrependimento,sem ESPIRITO QUEBRANTADO,tudo porque? sao da obra perfeita,unica,SE este sistema ja nao e apostata entao tenho que aprender tudo de novo.A PALAVRA DE DEUS e usada em pequenos detritos segundo a necessidade de manipulaçao momentanea.a idolatria a obra ta impregnada na mente da menbresia,que nao pensa por si,por isso eatao incapazes de julgar.O CASO E SERIO. PAZ

  25. […] O olhar caolho do construtor de heresias engana e instiga o mal […]

  26. Lucky Costa disse:

    A Palavra de Deus é uma só e não tem o q se inventar. Falar além do q esta escrito é querer ser mais q Deus.

  27. […] Não posso dizer de outra forma: os filhos da heresia icemita andam no centro do erro, como filhos enganados pelo olhar caolho do construtor de heresias. Necessário é despertarem do sono (cf. Ef. 5.14), porquanto pela metade é impossível agradar a Deus (cf. Hb. 11.6). Mas assim não entendem…
    Por fim, formatação icemítica é um poço de iniqüidades: meia-solas reformados foram especialmente gerados na doutrina revelada (para serem manipulados) porque, como diz a Escritura (ênfase nossa): “não conhecem o Pai, nem a mim [Jesus]”. Por mais que ao coração doa dizer: o astuto encantador de formatados conseguiu enganar esta geração de icemitas apertada no beco sem saída e no rumo da “operação do erro”. […]

  28. […] O olhar caolho do construtor de heresias enganou a membresia. Os filhos desta geração de icemitas foram enganados e feitos reféns de MITOS. Orações piedosas e sinceras foram erguidas aos Céus e, em resultado, os sonhos vieram, visto o saber comum entre os cristãos que homens e mulheres santos têm sonhos santos. […]

  29. expectador disse:

    Senhores, não só sonhos são muitas vezes discernidos conforme o interesse de promover a Oubra, mas a própria Palavra.Exemplo: Atualmente está sendo transmitido um estudo sobre os Talentos distribuídos, da seguinte forma: 5 é ministérios, 2 é comunhão e um é salvação. Bem, o talento de acordo com o que está escrito é distribuído SEGUNDO A CAPACIDADE de cada um, se sou pastor é segunda a graça, se sou salvo é segundo a graça e não o meu merecimento (capacidade). Daí se explora muito que se vc recebeu uma função vc não pode desprezá-la, tem que multiplicá-la.

  30. carlosjunior disse:

    Gostaria de deixar minha simples e pequena contribuição aqui nesse post do blog. A alguns anos tive um sonho, prefiro não relatá-lo na sua integra, mas resumindo, Gedelti era um destruidor de pulpitos e anarquista .Mas de qualquer forma não vou me prender a sonhos, vou me prender aos fatos.

    Realmente me aprofundo no sentido da palavra religião, e o que a ICM se tornou e vai se tornar . Um Instituição que prega contrariamente ao sistema religioso, mas que inconscientemente e veladamente implanta-a na mente dos seus membros dia após dias .

    Pérolas ouvidas pelo presidente nesses ultimos dias, leiam imparcialmente e me digam se tais palavras saem de um homem cheio do Espirito Santo :

    – Os que saem da ICM nao tem salvação
    – Não deixem nem ao menos entrarem na sua casa aqueles que sairam
    – Quem quiser sair que vá pro mundo, mas não siga a cabeça dessas pessoas

    Meus queridos, Deus nos dotou de cérebro, de poder de raciocínio para que usassemos isso também, e não engulissemos tudo o que nos colocam pela guela abaixo, em parte conhecemos e em parte profetizamos, ha coisas que não precisamos que um anjo desça e nos fale, está tudo claro !

    Com tamanha tristeza eu falo a vocês, tento achar um ponto coerente dentro do evangelho na ICM, mas não tenho conseguido infelizmente, e tenho tristeza també, por aqueles que com um coração sincero se afundam em orientações humanas se passando por santas, mas descanso nas mãos do Senhor, e até creio que aquilo que o Senhor quis fazer Ele já o tenha feito, que é ter permitido tudo isso acontecer, para que aqueles que quiserem enxergar, tomem sua posição, cada qual com sua experiência com Deus ! Espero encontra-los no céu ! apdS.

  31. Sergio disse:

    Meus irmaos PDSJ.

    Realmente devemos glorificar ao Senhor por ele ter nos tirado deste hospicio, ou melhor marmorra espiritual, pois esta seita nada mais nada menos que isso.

    Quero relatar o que esta seita faz com as pessoas. Ontem foi aniversario de minha esposa que assim como eu saiu desta loucura, ela tambem. Passamos la 12 anos, achamos que tinhamos feito muitos amigos… mas somente 3 amigas deram os parabens para ela.

    Realmente o odio que este lider tem destilado atraves de seus puxa sacos meia solas tem contaminado realmente a alma de pessoas esclarecidas a ponto delas deixarem se levar por esse discurso anti biblico.

    Pior que um lider cego e seus puxa sacos e se deixar liderar por este tipo depessoas. Como pode uma instituicao que se diz igreja , destilar tanto odio. Fico imaginando Jesus olhando tudo isso e vendo o que eles tem feito com o que Ele nos ensinou.

    Alias eles nao ensinam nada do que Ele nos ensinou. Deus tenha misericordia de nossos amigos que estao presos a esta que e uma das piores seitas, acredito que pior que os xiitas dos islã.

    Como este GG consegue dormir?? Como consegue acordar?? Como consegue olhar a filha e os netos fazendo tudo isto por orgulho, arrogancia e soberba??? Como consegue dizer para as pessoas irem para o mundo ao inves de servirem ao Senhor fora de sua igreja? Como, meu Deus, esta pessoa pode fazer tanto mal a tantos? Como estes que se dizem prs podem concordar e disseminar estas orientacoes vindas desta mente tao doente fisica e espiritualmente?

    Como estes homens podem olhar seus filhos esposas e as ovelhas das igrejas sabendo que estao mentindo , sabendo que estao pregando uma mentira?

    Meu Deus!!! Como?!
    .
    .
    Sérgio, agradeço a Deus pela sua vida e de sua esposa. Abrece-a em nome deste MINISTÉRIO. Estamos em sua casa 24 horas por dfia todos os dias da semana… afinal, somos bem conhcidos. Distantes (fisicamente) mas em Cristo estamos unidos.

    Sê forte, irmã. Que o SENHOR lhe abra portas de prosperidade.

    CV.

  32. Débora Ramos disse:

    Meu querido CV,

    Li novamente e de novo esse artigo.

    Impressionante!!

    Esse artigo deveria ser reproduzido, impresso e lançado de aviões sob as cidades semelhante a logísticas de guerra para distribuição de alimentos e artigos de sobrevivência.

    Excelente!! Parabéns!!

    Saudações em Cristo a generosa esposa.

    Débora.
    .
    .
    Amada irmã Débora,

    Com este artigo demonstrei o erro da busca de entendimento oculto das Escrituras– espaço aberto na mente para ação de demônios. Dominadores de rebanho gostam deste nefando recurso, como demonstro em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/05/dominadores-do-rebanho-de-deus/

    Espiritualizar expressões ou frases isoladas do contexto próximo e conteúdo geral das Escrituras Sagradas, indo além do plano semântico da passagem, é enredar a membresia com extravagâncias de interpretação.

    Este método, extremamente perigoso, é o preferido do mestre dos mestres da ICM-PES e dai a geração de meias-solas mergulhados na ignorância das Escrituras. Na alegoria ou espiritualização a mente do intérprete não se prende às exigentes regras da Hermenêutica Bíblica.

    O artigo foi apresentado em 31.08.2008 na C-JFUM – Comunidade Já Fui um Maranata. Atualizei e reestilizei na data de republicação neste Blog.

    Ofereci bibliografia assinada por Gedelti V. T. Gueiros – Revista Personalidades – A Quarta Trombeta, ano IV, n. 13, 1998, pgs. 39-41. Neste mesmo sentido: Guia Verbo, 1a. ed., 2002, pgs. 20-30; VerboNews – Edição Especial – Editora e Marketing Ltda, n. 13, Ano 2, Abril de 2006, pgs. 20-24.

    Quanto ao ensino herético sobre a quarta trombeta Antônio Carlos (Cacá) continuou com esta exposição, como aparecia no Youtube que retirou de veiculação sob alegação de “direitos autorais” e “defesa da imagem”.

    Pastores pseudocarismáticos são useiros e vezeiros nessa conduta: ensinam na base do “ossorrevelô” e quando arguidos de blasfêmia, erro ou heresia, fazem tudo pra fechar a boca dos questionadors e retiram os videos de ciurculação. Sempre!

    Procurei demonstrar a enganosa e extravagante “doutrina revelada” que destituiu a Jesus de Seu Apostolado, Messianato e Sumo Sacerdócio – erro este de extrema gravidade; mas Gedelti insistiu nesta blasfêmia, assunto que foi reapresentado na “Evangelização” na Grande Bello Horizonte.

    CV.

  33. […] Destaque como emissário do monarca no clero superior é o que cada obreiro deles mais deseja. Mas convenhamos, depende de clamor pelo sangue de Jesus, consulta(leia-se: bibliomancia), enquadramento na hierarquia, indicação, interesses, obediência inquestionável, posição social, profetada, revelagens, subserviência e unção.

    Enfim, eis o formatado pelo eclesiasticismo monárquico quadragenário e pseudocarismático! Com gritos de MARANATA! O olhar caolho do construtor de heresias está presente em cada fase desse longo processo. Sempre! […]

  34. […] Denunciei a existência de 156 (cento e cinquenta e seis) desses indivíduos na representação, ainda debaixo de estranho e funesto segredo de justiça Proc. 27201/2009-MP-ES. A angústia do icemita-mor esperando fechar a Comunidade Já fui um Maranata – JFUM. O construtor de heresias enganou a todos, continua mestre em malabares e em mitos religiosos; mas costumeiramente foge da verdade e não se afasta da falta de transparência. […]

  35. […] Caminhos de pastos secos (que tristeza!) e o berrante do construtor de heresias desperta a maranada para mais um dia de servidão: Todos os que absorvem a OBRA são aqueles que serão usados! Caso algum beato icemita (que sonha ser dono de rebanho) não absorva o ensino introjetado nas unidades locais, nos cultos proféticos e nos seminários da Obra, o mandante do rebanho rugirá: Toma o que é teu e retira-te. Leva contigo: críticas, argumentos, teologias, cultura, prepotência, acusações e etc. (Cf. MENSAGEM DO SÉTIMO PERÍODO, 2007, p. 10-11) […]

  36. […]  O olhar caolho do construtor de heresias dirige os Seminários da Obra. Pasmem! Os dircursos dos meias-solas nesses seminários mais parecem remendos de retalhos em roupas velhas.

    Por conseguinte, os icemitas estão num beco sem saída:

    1) se alguns deles desacatarem a dominação psedocarismática e quadragenária, padecerão perseguições e sofrimentos. O apedrejamento de Estêvãos continua e as estradas estão cheias de retirantes.

    2) se ainda permanecerem presos ao gedeltismo (eclesiasticismo filosófico maçônico, monárquico e pseudocarismático) inchado dos inexplicáveis mistérios da Obra, continuarão andando no centro do erro, cúmplices do Ídolo-Obra erguido pelo monarca que a si mesmo exalta nos dircuso do satélite; continuarão debaixo de ameaças, e de falsas profecias, e de falsas revelações (especialidades dos chamados cultos proféticos) e de maldições e de zombarias. […]

  37. […] Os beatos formatados giram ao redor do Ídolo-OBRA gerado debaixo do olhar caolho do construtor de heresias. Inconformados com as DENÚNCIAS, boicotam, caluniam, difamam e lançam maldições instigados por alguns dos Judas palacianos que mam nas tetas da quarentona senhora. Estão inconformados com a operação entre irmãos.
    Nessa monarquia pseudocarismática nunca, jamais, se admite ao icemita pensar ou questionar a doutrina revelada além da letra. Somente nesta formatação os manipuláveis servos da Obra conseguirão acesso à hierarquia presbiteral do sistema religioso; e como emissários do palácio da rainha desfigurada é que serão úteis. Deste jeito! […]
    .
    .
    Entenda a Ata de 12.12.2012 da ICM-PES:

    Data de 26 de novembro de 2012 a “Operação Entre Irmãos”, autorizada pelo Judiciário e a cargo de Promotores de Justiça e Agentes da Polícia Federal.

    https://www.youtube.com/watch?v=ukpa8QBLkcM

    https://www.youtube.com/watch?v=kx9D0uqdT4A

    Dois “devedores da Obra” elaboraram a ATA com assinatura compulsória dos signatários.

    http://www.radiomaanaim.com.br/noticias.asp?tit=Publica%E7%F5es&id=146&cn=6&pagina=2

    CV.

  38. Fred disse:

    ….
    Acessem

    http://www.youtube.com/watch?v=kbfuYHLJFOA

    Complementando um dos meus comentários anteriores.
    .
    .
    Fred,
    Cheguei a publicar.
    Cuida-se de defesa das HERESIAS ensinadas na ICM:

    doutrina revelada, clamor pelo sangue de Jesus, consulta, culto profético, ministério acima dos dons, obra como forma de vida e mais o que os meias-solas PORTADORES DA FALSA UNÇÃO repetem… repetem e repetem pra não esquecerem o desastre da Pç do Papa em 10.03.13: dia de repetecos e requentadas e o mergulho em sombras e vitupérios…

    Hoje, esses que falam heresias e fazem errar o povo foram DENUNCIADOS pelo Ministério Público.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/

    O que eles NÃO tem é coragem para confessar que erraram e alguns deles ganham para continuar mentindo e repetindo a mentira para não esquecerem que mentiram.

    CV.

  39. Cristalina disse:

    Fred disse:
    24 de maio de 2013 às 6:23

    E nós acreditamos! E por quantos anos…

    Perda de tempo e um tempo que não volta, não volta.
    Isto que dói. Perder tempo com tanta mentira!

    Lamentável!

  40. Cavaleira da Verdade disse:

    Bom dia!
    Reparaou que sempre que um video vaza rapidinho vão la e retiram?
    Porque? Se a doutrina deles é a certa, a mais perfeita, a filha única, a revelçaõ que vem da eternidade!
    AH esqueci! eles preservam a obra, não podem expor.
    Acho melhor virar o disco pois essa ai não cola mais.
    O que tem de gente com os olhos abertos esperando o momento certo de pular fora desse barco a deriva sem capitão !
    Liberdade em Cristo é bom demais!

  41. pr.eduardo gil vasconcellos disse:

    Estava escutando o que irmão Fred comentário número 38 colocou o vídeo sobre o tema Conversas Bíblicas da seita.

    É verdadeira contradição daquilo que pregam e vivem, além das mentiras, heresias e ainda colocam um fundo musical para sensibilizar quem não conhece a Palavra de Deus.
    “QUE HORROR”! Quantas pessoas enganadas!

    Minha esperança que muito despertem dessa hipnose na qual estão sendo submetidas pela elite do VPC – vértice da pirâmide do crime e seus meia-solas!

    um abraço fraternal

  42. […] O doutrinamento falacioso e intolerante introjetou o medo na mente dos formatados manipuláveis e obedientes servos da Obra. O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos. O poder camaleônico fomentou este poço de iniquidades, agora escancarado aos olhos da Sociedade. Quando mais o Ministério Público investiga, mais aparece para investigar. […]

  43. […] Estranhamente, os meia-solas oportunistas e remendados não passam de espantalhos nascidos no pandulho da rainha desfigurada. Julgando-se valentes da Obra (jargão inventado por Gedelti) deixaram a membresia nas garras dos donos de balcões de negócios e dormiram profundo sono ao som do grito histérico: Maranata! Maranata! Maranata! Enquanto os Judas da elite eclesial metiam a mão no dinheiro consagrado ao Senhor, o irresponsável mestre-mor construía heresias e gritava o famoso TÁ TUDO CERTO!!! Zombeteiramente! […]

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.