A ênfase de Paulo no arrebatamento

 

A doutrinação ideológica garantindo que três trombetas já tocaram e a quarta trombeta vai tocar num abrir e fechar de olho expõe o costumeiro gedeltismo com o particular teologismo (falsa teologia). A Logo da Maranata é insistente em  quatro trombetas. No campo de Mineirão (Belo Horizonte-MG) em 21.04.2006 e no desfile final na pç. do Papa (Vitória-ES) em 10.03.2013 insistiram no erro por questão de orgulho religioso.

A exortação insistente do Espírito de Deus aos crentes em Jesus contraria frontalmente o erro enraizado na ICM. O apóstolo Paulo recebeu a revelação e insiste que o crente em Jesus deve (1 Ts 1.10): “…esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura”. Em 1 Ts. 4. 17 a palavra “arrebatados” traduz a palavra grega harpazo, que significa “capturar” ou “dominar por meio de força”. Esta palavra é usada 14 vezes no Novo Testamento Grego de várias maneiras diferentes.

Assim, à igreja em Filadélfia Jesus fez uma promessa (Ap 3.10): “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.”  Contudo, essa mensagem não é apenas para determinada igreja local, haja vista o que está reiterado nos versículos 13 e 22 do mesmo capítulo: “Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.”

Conquanto a igreja em Filadélfia naqueles dias estivesse passando por graves tribulações, os salvos daquela igreja não passaram pela “hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo”todos os mortos em Cristo têm a garantia de que não passarão pela Grande Tribulação, uma vez que ressuscitarão e serão tirados da Terra antes dela.

Desta forma, todas as mensagens de Jesus registradas em Apocalipse às igrejas da Ásia possuem mandamentos e exemplos para nós, hoje, por exemplos:

  1. quanto à manutenção do amor e da fidelidade (2.4,10);
  2. quanto às falsas profecias (2.20-22);
  3. quanto ao perigo de Jesus estar do lado de fora (3.20), etc.

E Jesus disse (Lc 21.36, ARA – ênfase): “Vigiai, pois, a todo tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que têm de suceder e estar em pé na presença do Filho do homem.” Entenda a ênfase nesta profecia: “escapar”; e não atravessar, participar, passar, suportar etc.

Então, a promessa de livramento da hora da tentação em apreço é extensiva a todos os salvos“há de vir sobre todo o mundo” —, assim como o que está registrado (v. 11): “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.”  Coloque isto em seu coração: esta promessa NÃO depende de toque de trombetas. Não depende de sinais.

Escrevendo duas cartas aos cristãos tessalonicenses, a ênfase do apóstolo Paulo é o arrebatamento da igreja de Deus. Ao mencionar este evento glorioso pela primeira vez, ele deixou claro que Jesus “nos” livrará da ira vindoura (1 Ts 1.10). E isto é firme ainda na primeira epístola: “quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição (…) e de modo nenhum escaparão. Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele Dia vos surpreenda como um ladrão” (5.3,4).

Este ensino neo-testamentário de que Cristo, a qualquer momento, pode arrebatar “a igreja de Deus… corpo de Cristo” sem advertências ou sinais prévios (i.e. iminência) é um argumento tão poderoso em favor do pré-tribulacionismo, que se tornou uma das doutrinas mais ferozmente atacada pelos oponentes.

Fixe a atenção e observe no texto acima:

  1. aqueles que estão em trevas – não escaparão – da destruição irresistível e repentina;
  2. aqueles que estão em Cristo – “não estais em trevas” – os filhos da luz (5.5) já terão sido arrebatados “ao encontro do Senhor nos ares” (4.16-18) “antes da ira [de Deus] futura” (1.10).

Insistente no foco da profecia, mais adiante Paulo reafirma o que dissera no primeiro capítulo dessa Epístola: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo” (5.9).

Interpretação ainda difícil é a respeito da futura manifestação do Ímpio e não convém fazer especulações sobre o que não está revelado claramente (2 Ts 2.6-8): “E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado; e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda.” Porém, ainda que de difícil interpretação, neste ponto da profecia de Paulo meridianamente observamos a reiteração de que a “igreja de Deus… corpo de Cristo” não estará sob o domínio do Anticristo – e nem poderá estar. Nunca!

O Espírito de Deus guia, pacientemente, à verdade. O Novo Testamento nos resume verdade que paira sobre nossas cabeças.

  • Antes de o Cordeiro de Deus desatar o primeiro selo (Ap 6), dando início a uma série de juízos contra aqueles que se deixam levar pela sedução do “deus deste mundo” (2 Co. 4.4), o apóstolo João viu os 24 anciãos diante de Deus, no Céu (Ap 4-5). E estes anciãos representam a totalidade da Igreja: as doze tribos de Israel e os doze apóstolos de Cristo. Isso prova que, desde o início da Grande Tribulação na Terra, os salvos estarão no Céu.
  • Em Apocalipse 13.15, está escrito que serão mortos todos os que não adorarem a imagem do Anticristo. Se este fará guerra aos santos, a fim de vencê-los (v. 4), quantos destes seriam arrebatados durante ou depois do período tribulacionista? Como vimos acima, tais santos mortos pela Besta são os mártires da Grande Tribulação, e não a Igreja, que já terá sido arrebatada.
  • Está claro na Palavra de Deus, que a Noiva de Cristo estará no Céu durante esse período, e com Ele voltará para pôr termo ao império do mal, como foi revelado (Ap 19.7-14).: “…vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. (…) E seguiam-no os exércitos que há no céu em cavalos brancos e vestidos de linho fino, branco e puro.”
  • Glória ao Cordeiro!!! Nesse período de aflições incontáveis e trevas estaremos com Ele nas regiões celestiais. O Eterno e Todo-Poderoso garante o que disse do jeito que Ele disse. Sempre!!!

O Iníquo ainda não se manifestou (e isto acontecerá com a abertura dos sete selos). Então, cabe a pergunta: se “já o mistério da injustiça opera”, por que ele ainda não se manifestou publicamente? O que o detém? Quem o resiste? Quem será tirado da Terra, para que ele tenha total liberdade até à esplendorosa vinda de Cristo? A única revelação que nós temos, retratada pelo próprio apóstolo Paulo, é que, no aparecimento de Jesus Cristo o povo de Deus será instantaneamente e misteriosamente tirado da Terra (1 Ts 4.17; Tt 2.13,14). E, se depois deste evento maravilhoso é que o Anticristo será revelado, então estamos diante de mais uma prova de que a “igreja de Deus… corpo de Cristo” não passará pela “grande [tamanha] tribulação”.

Resultado de imagem para quatro trombetas

Ora, no intuito de garantir que a Igreja não enfrentará a “grande [tamanha] tribulação” (Mc 13; Mt. 24,25; Lc. 21) é comum o recurso da simbologia. Afirma-se que: a) Enoque foi arrebatado antes do dilúvio; b) a família de Noé foi salva do dilúvio; c) as águas do Mar Vermelho só caíram sobre os egípcios depois que Israel passou; d) Elias subiu num redemoinho antes do cativeiro de Judá; e) a “igreja de Deus” é a luz do mundo, e, quando ela for tirada, se instalará um período de trevas; f) ela é coluna e firmeza da verdade, e, com o arrebatamento o mundo inteiro entrará em catástrofes, convulsões religiosas e sociais, guerras e mortandades que caracterizarão a última das “setenta semanas de anos” de que Gabriel instruiu a Daniel (Dn. 9.26-270. No entanto, tais exemplos apenas ilustram e reforçam uma verdade que está revelada claramente nas páginas sagradas.

 Os doutrinadores das escolas meso-tribulacionistas e pós-tribulacionistas têm as suas razões pessoais para não crer no rapto dos salvos antes da Grande Tribulação. Contudo, é bom não irmos além do que está escrito (1 Co 4.6); nem nos movermos facilmente de nossas convicções quanto ao nosso livramento da “ira [de Deus] vindoura”, por ocasião da vinda de Jesus (1 Ts. 1.10; 4.17; 2 Ts 2.2-9). Neste enquadre, os mídi-tribulacionistas (ou mesotribulacionistas) asseveram que o advento de Cristo se dará no meio desse futuro tempo de grande e indescritível sofrimento; por sua vez, os pós-tribulacionistas afirmam que a Igreja carece de profunda purificação, passará pelo grande sofrimento e tão-somente após a Grande Tribulação Jesus virá dos Céus.

Sei e estou bem certo e bem firmado: o pré-tribulacionismo é escola de interpretação que honra o que Deus disse do jeito que Ele disse.

Seremos arrebatados antes desse futuro período de poderes satânicos e terríveis trevas que sobrevirão aos moradores da Terra.

NOTAS

Acompanhe em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz/ 

https://www.facebook.com/groups/retirante/ 

Aqui não há espaço para calúnias, difamações e injúrias. Discutimos doutrinas, erros eclesiásticos, heresias e teologismo (falsa teologia).

Copie o artigo e entregue ao pastor de sua igreja para ler, pensar e responder.

Imagens colocadas foram obtidas na Internet presumindo de domínio público. No caso de imagem sem os créditos devidos não foi intencional.

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
1 comentário em A ênfase de Paulo no arrebatamento
 
Não se espantem, nem tenham medo.

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” João 16.33

Resultado de imagem para seca-se a erva

 

Amados irmãos em Cristo Jesus, o Messias Plenipotenciário, à verdade do Novo Testamento e à si mesmos façam um favor: descartem as falas de gente que posta vídeos na Internet e no Youtube falando da “Volta de Jesus” com afirmações e frases fora doo contexto e fora do teor geral das Escrituras Sagradas. Confusão na certa.

Aparecem erros de falsos mestres e de falsos profetas, a cada dia. E, para evitarem desapontamentos, aprendam a discernir as heresias dos discípulos de : a) Allan Kardek (espiritismo); b) Ellen G. White (adventistas); c) Joseph Smith (mórmons); d) Russel e Ruterford (testemunhas de Jeová), entre outras.

Às vezes aparecem indivíduos (homens e mulheres) bem intencionados; mas iludidos por falsos mestres oferecendo o pão bolorento de seus mestres. Alguns desses corrompidos com falsos ensinos caminham de porta em porta entregando folhetos, livretos e porções de seus editores sectários. Estes são os mensageiros do “outro evangelho” do qual já estamos avisados.

Existem aqueloutros sem adequada formação doutrinária e teológica, mas presos às antigas heresias confirmadas por falso profetismo dizendo: as três primeiras trombetas já tocaram e a igreja fiel vai ser arrebatada ao ressoar da quarta trombeta. Este é o ensino equivocado imposto pelo mestre-profeta da Maranata. Isto NÃO TEM BASE BÍBLICA e funciona como mensagens subliminares na mente do indouto.

Como era de se esperar, o Vaticano insiste em reunir o catolicismo (idólatra), o cristianismo (apóstata), o judaísmo (incrédulo), o islamismo (fundamentalista e incoerente que insiste em empurrar Israel para o mar), o protestantismo (em crise pela perda do referencial) e as demais religiões tendo o Papa como cabeça da Religião Unida. Essa ideia aparentemente louca deixa um recado de Roma: nós podemos fazer isso a hora que quisermos. E haja heresia nesse ninho de cobras para justificar a vinda do Cristo da Nova Era, o Grande Homem.

O fim de “o princípio das dores” (Mateus 24.8) está previsto (24. 15-28 e refs.) como o circuito de acontecimentos preparatórios para a “grande (tamanha) tribulação”. Este é o assunto do impressionante Sermão Profético (Marcos 13, Mateus 24 e 25) e Lucas (21). O Messias Jesus deixou claro que, como a mulher que está para dar a luz (João 16.21), o “princípio das dores” daria lugar às “dores de fato”.

Pelo visto, uns e outros espalham os erros de seus falsos mestres, ignorando o mal que fazem para si mesmos e aos seus; mas obedientes à procura de discípulos.

Portanto, para certeza do “evangelho da graça de Deus, poder de Deus e sabedoria de Deus”, consolo dos crentes e o bem estar dos que estão em Cristo; e no resguardo da esperança em Cristo, façam cópia, compartilhem, distribuem, redirecionem os textos que seguem, livrando alguns que estão na dúvida e presas fáceis de doutrinas de homens e de ensinos de demônios naqueles que JÁ tem as mentes CAUTERIZADAS e RESISTEM AO EVANGELHO.

I –        Antes de sua paixão e morte Jesus prometeu:

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.

Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.”

João 14:1-3

II         Ele confinou esclarecimentos ao apóstolo Paulo sobre este assunto:

“E esperar dos céus o seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira [de Deus] vindoura.”

1 Tessalonicenses 1:10

“Porque Deus não nos destinou para a ira [de Deus, vindoura], mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.”

1 Tessalonicenses 5:9-11

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”

1 Tessalonicenses 5:23

Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo; o qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.

Fala disto, e exorta e repreende com toda a autoridade. Ninguém te despreze.

Tito 2:13-15

Podemos perceber os prelúdios de grandes sinais de enganação, sinais de feitiçaria e para-normalidade temores, terrores e vitupérios; mas o que permanecer em Cristo não teme mortandade que assola ao meio dia, nem os terrores noturnos. Salmo 91.

Resultado de imagem para mentirasPortanto, não tenham medo do noticioso espalhado pela Internet e em blogs e comunidades de redes sociais. Fixem o olhar nas promessas que nos foram dadas graciosamente.

Por último, como auxílio e fonte de informações, estudem os artigos deste Blog, conferindo com as Escrituras Sagradas o que está exposto. No caso de dúvidas estamos à disposição dos amados irmãos.

Entenda o arrebatamento da “igreja de Deus… corpo de Cristo”.

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/02/arrebatamento-ja/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/01/a-ultima-chamada/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/02/fico-com-as-escrituras/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/a-quarta-trombeta-soara/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/02/a-chave-de-toda-profecia/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/03/o-desastre-da-heresia-icemita/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/nada-a-ver-com-o-arrebatamento/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/10/fatos-da-escritura-profetica-parte-i/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/o-lago-de-fogo-eterno-esta-preparado/

Existem outros…

“O SENHOR é minha bandeira.”

CV.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
2 comentários em Não se espantem, nem tenham medo.
 
Snapshot News IV

Consulte

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/snapshot-news/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/08/snapshot-news-iii/

Enviem e-mails aos amigos aconselhando as instruções em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-quem-possa-interessar/

Este artigo do Blog continua com notícias instantâneas que chegam de diferentes fontes, especialmente do exterior.

Estejam certos: o Blog nunca revela fontes. Todos estão convidados a denunciar FATOS e enviar notícias para o Blog.

Ficantes ou Retirantes! DENUNCIEM!!!

No Distrito Federal e nos demais Estados da Federação a Defensoria Pública e o Ministério Público estão disponíveis, basta digitar o endereço desses órgãos no GOOGLE, por exemplo.

Notícias em Snapshot News merecem subir ao CNJ. http://www.cnj.jus.br/ouvidoria-page/registre-sua-manifestacao

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
44 comentários em Snapshot News IV
 
Fatos da Escritura Profética-Parte I

A amorosa atenção de Deus está exclusivamente na “igreja de Deus…corpo de Cristo”, até o momento em que “seremos arrebatados [num abrir e fechar de olhos] para o encontro do Senhor nos ares; e, assim estaremos para sempre com o Senhor” (1 Ts. 4.17; 1 Co. 15.52). Depois deste evento, “o Soberano dos reis da terra” (Ap. 1.5) cuidará de Israel e especialmente de seu “remanescente” (Rm. 9.27), que será salvo das perseguições do Falso Messias e constituído “cabeça das nações” (Dt. 28.13; Jr. 31.7).

A “Casa de Deus que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade” (1 Tm. 3.15) foi estabelecida sobre um ato inderrogável de Cristo Jesus (Mt. 16.18). Como fortaleza contra o mal, o pecado e o reino das trevas. Já fomos libertos desse poderes mediante a fé em Cristo Jesus (Rm. 5.1-3), no momento do novo nascimento (Jo. 3.3,5), como está escrito (Rm. 6.14 – ênfase nossa): “Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.

A compaixão amorosa de Deus através de Cristo Jesus foi manifesta, oferecendo  a oportunidade de reconciliação do homem com Deus. E Ele Se esforça, pelo Seu Espírito Santo, no sentido de que os pecadores urgentemente se reconciliem com Deus; e os crentes andem e continuem andando “em novidade de vida.”

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
7 comentários em Fatos da Escritura Profética-Parte I