MARANATA: da fé à fraude
“O Senhor revelou a muitos dos Seus aquilo que estava acontecendo dentro da ICM. O BASTA do Senhor chegou e o ninho está completamente exposto para espanto de muitos que fizeram dele sua morada segura, mas tb para certeza de outros que confirmaram mais uma vez que bom é esperar no Senhor, e nEle habitar em segurança, pq estes já sabiam sobre a sujeira do ninho.

Não adianta eles tentarem tapar o sol com a peneirinha. Nada mais segura a verdade.

A reportagem feita sobre os roubos da Igreja Cristã (?) Maranata – “Maranata: da fé à fraude” – Vilmara Fernandes e Letícia Cardoso – destacou-se no quesito jornalismo impresso recebendo prêmio no 18º Prêmio Capixaba de Jornalismo. É a “obra” dando o que falar mais uma vez… na contramão do cristianismo. Triste!

Parabéns à Rede Gazeta! Esta reportagem foi realmente muito elucidativa!

Link da reportagem premiada comentada em video .

Os jornais foram comprados em massa nas bancas pelos interessados em manter os membros na ignorância dos fatos para que estes não comprassem os jornais…

Pena que não adiantou, né “interessados”? A notícia se espalhou aos 4 cantos, e de tão bem feita que foi, a reportagem rendeu prêmios aos repórteres da Gazeta.

Pena que ainda há muitos que estão inocentes no “ninho” que acreditam que isto é o “inimigo” se levantando contra a “obra”.

Enviado em 23/08/2012 as 21:19 por Maria (CV de saias)

Amados,

Como acontece no divisor de águas, estamos diante de dois processos nitidamente irreversíveis.

1. a implosão do gedeltismo com apurações judiciais de consequências graves

2. a evasão dos retirantes, apesar das calúnias, feridas, maldições e perseguições. O chefe icemista [ic(e)m+ista] instiga o instiga o ódio religioso.

Denúncias de crimes (em tese), erros, falácias, meias verdades e profetadas culminaram na inevitável retirada dos vídeos no Youtube. Disparos frequentes de lanças e maldições dos donos de balcões de negócios (mercenários palacianos) contra o autor dos artigos do Blog impunham a MORDAÇA; mas eles ignoravam a motivação dos retirantes.

https://vimeo.com/58854956

https://vimeo.com/62581142

https://vimeo.com/62581144

https://vimeo.com/62581146

https://vimeo.com/62581147

Havíamos avisado: a iniquidade transborda e o Juízo vem! Sofremos!

 Não houve arrependimento e a resposta ai está: a Sociedade insiste e quer a apuração dos fatos.

O maranatismo monárquico e pseudocarismático no comando de Gedelti Gueiros prometeu valentes da Obra; e pariu bobos da corte, donos de bancas de negócios, Judas, meias-solas (expressão com que Gedelti zomba dos pastores gerados no sistema) e mercenários.

Os alicerces do palácio da rainha desfigurada estão implodidos e as paredes continuam manchadas com os vômitos dos Judas nos banquetes de ladrões.

Se nessa Instituição alguém quis servir – mesmo – ao Senhor, foi impedido. Discriminado!

Sei de algo que implodiu o palácio da rainha desfigurada: se os que dominam este rebanho perderam a vergonha e proclamam: TÁ TUDO CERTO!!!, aqueles que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

CV.

NOTAS

Acompanhe em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

https://obramaranatarevelada.wordpress.com/

https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/?fref=ts

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas e ideias.

Atualização em 12.10.2015

Cite http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/maranata-da-fe-a-fraude/  caso faça cópia de parte e/ou todo

Comece pelo começo e entenda os FATOS que deram origem à Maranata.

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-igreja-de-seu-abilio/

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem.

Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas nos artigos como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS