Arrependei-vos e crede no Evangelho

Resultado de imagem para voltemos ao evangelho

A elite da Maranata apresentou o clamor pelo sangue de Jesus como mistério da Obra. Coisa indigesta que não batia com o bom senso; mas forçaram o mistério e o erro permaneceu ao peso das profetadas. Esta antiga heresia papista foi idealizada com a intenção de cultivar emoções e fixar o beato no crucifixo e no sacrifício da missa.

Afastada, cada vez mais, das Escrituras, a doutrina revelada (sic) da Instituição nunca incentiva o crente a andar na força e no poder da ressurreição de Jesus (Ef. 1.19-21); mas exige inquestionável obediência à ideologia Obra como forma de vida. Abrir a mente dos membros para heresias foi intencional: difícil é acordar e cada um enfrentar os bloqueios do inconsciente e extrair os erros sem perdas significativas.

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
9 comentários em Arrependei-vos e crede no Evangelho
 
Bando de fariseus…

Amados,

Carol é o nome da autora do depoimento que segue.

Coração que sangra. Dores e maus tratos.

Estou disponibilizando este espaço com o objetivo específico de – mais uma vez – denunciar discriminação e maus tratos que famílias inteiras passam nas mãos dos meias-solas remendados, criados à imagem e semelhança do pai da Obra e constantemente empanzinados com mitos religiosos em cultos proféticos e seminários nos Maanain’s.

Bem vinda Carol.

O espaço é seu. Este Blog é ministério. Resgatamos vidas.

“Eu gostaria que o responsável desse blog publicasse a minha historia, pois não sei como é que faz para publicar então deixarei neste comentário, peço desculpa pela longa historia mas gostaria muito de deixar a minha historia gravada aqui para que muitos saibam o que eu passei:

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
433 comentários em Bando de fariseus…
 
Discriminação, narcisismo e orgulho religioso.

“Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho.”

(2 Jo. 1.9)  

 A boca fala do que está cheio o coração.

Ando cansado desse maranatês (criei esta palavra) medíocre: clamor pela Obra…, homem é falho…, ligados no homem…, momento profético…, não olhem o homem…, o Senhor vai cobrar… Obra como forma de vida… Obra filho único… projeto de Deus para esta Obraquem sai desta Obra perde a salvação e não leva Jesus nem o Espírito Santo…

Ando cansado de gente irresponsável e negligente que está pastor dependente do falso profetismo (assim como o coxo depende das muletas quebradas que ferem os sovacos).

Clichês maranáticos baseados na associação DEUS = OBRA é o comum no maranatês. Neste modo de pensar aquele que ama a OBRA ama a Deus; aquele que segue a doutrina da OBRA, é a Jesus que está seguindo. Este é o entendimento do formatado icemita e enquanto intoxicado com a ideologia OBRA COMO FORMA DE VIDA.

Comece a compreender a mentalidade do dominador do rebanho  – diga-se de passagem – persuasiva e pseudocarismática. Com essas falsas premissas acontecem coisas e falas que devem ser notadas:

  1. a membresia deduz que desacatar aos mandos e desmandos da liderança religiosa é desagradar ao Senhor. Triste!
  2. cada um desses amados irmãos em Cristo é conduzido à convicção errada que gera opinião errada e muitos preconceitos religiosos.
  3. os icemitas entendem que em tudo dependem dos emissários do presbitério, sem os quais não conseguem encontrar respostas.

Este artigo apresenta frases que NUNCA deveriam ser ditas. Com certeza V. foi ferido lá dentro…

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
106 comentários em Discriminação, narcisismo e orgulho religioso.
 
Come, Thou Fount of Every Blessing

Certos hinos marcam.

Comunicam bênçãos eternas. Dá prazer em cantar e em ouvir o povo de Deus exaltando o Nome Preciso e acima de todos os nomes, nos Céus e na Terra. Eles anunciam o “evangelho da graça de Deus” (At. 20.24).

Com o desejo de ampliar o conteúdo do BLOG CAVALEIRO VELOZ, dediquei atenção ao belíssimo hino Come, Thou Fount of Every Blessing. Fazia tempo que o ouvi pela primeira vez, apenas orquestrado. Mas o nome do hino falou ao meu coração, e me dizia do apelo do letrista buscando a Fonte de Toda Bênção. Neste contexto o imaginei cristão fervoroso, conhecendo em Deus o Único capaz de nos suprir de todas as bênçãos espirituais em Cristo Jesus.

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
56 comentários em Come, Thou Fount of Every Blessing