A boa-fé e a empulhação

A boa-fé do crente olhava com olhos de confiança; mas bem dissimuladamente a liderança centralizava o poder camaleônico nas mãos de familiares mercenários. A nebulosa oligarquia estendia seus tentáculos (coisa de genro, cunhado, irmão, irmã, esposa, sogro, sobrinhos, agentes de informação, donos de balcões de negócios e profetiticas palacianos). Depois apareceram bajuladores com mistérios da Obra, falsas línguas estranhas, mitos e muitas profetadas. Finalmente a irmã do mais valente apareceu no cenário religioso, dona da posição e mestra dos mestres! Mandou e desmandou. Nenhuma outra no púlpito. Nunca! O orgulho religioso.

Bem cedo a dominação eclesiástica aparelhou-se com autodefesa, avareza indiscriminada e dissimulação de intenções. Alguns começaram a enxergar a ardilosa malícia do projeto de salvação; mas nada fizeram por faltar-lhes “o amor à verdade” (cf. 2 Ts. 9-12). Como estranho no ninho, houve quem contestasse a dominação gedeltina e exigisse imediata publicação de  Regimento Interno; porém, o entendimento era de não haver espaço para contestação enquanto a boa fé barrasse o mais mínimo dos questionamentos…

Biblicamente falando e pensando, a “igreja de Deus… corpo de Cristo” (1 Co. 1.2; 12.27) foi devidamente alertada para o perigo de alguns serem seduzidos ao engano das profetadas e revelagens. No entanto, a “sã doutrina” continuava algo indesejável (cf. 2 Tm. 4.3-4) para a família dominadora. O dominador manipulava…

Deste modo, o gedeltismo, ou seja, a ideologia Obra como forma de vida conseguiu introjetar a enganação na mente dos formatados abrindo constantes espaços das falsas profecias e falsas revelações especialmente nos seminários da Obra com imediatos reflexos nos cultos proféticos. Falsos dons, além de fomentar inúmeros inúmeros negócios nebuloso dos donos de balcões de negócios, instigavam o ódio e o orgulho religioso com perseguições e preconceitos contra os questionadores, em especial, os retirantes. O autor dos artigos do Blog era o alvo constante de calúnias e difamações, enquanto continua notório e publicamente o clamor por transparência. E o maligno poder da falsa unção continua aprisionando almas preciosas à maligna sedução do falso profetismo. O formatado icemita não consegue existir sem os comandos heréticos diariamente introjetados na sua mente cheia de medos.

Enquanto o dono da empresa multimilionária e mestre profetas encurralava a Instituição nesse beco sem saída, ele insistia na ardilosa defesa da Obra  manipulando diáconos, obreiros, pastores e senhoras de frente. Dezenas de formatados obcecados pelo gedeltismo formaram a linha de frente com guerra de calúnias, difamações, injúrias, intrigas, maldições e preconceitos contra os questionadores e os retirantes nos sites de relacionamento.

Entrementes, a empulhação caiu sobre suas cabeças, mesmo porque perderam-se em ensinos que não vêm de Deus, ensinos de espíritos enganadores e de demônios, justamente por desrespeitarem o que Deus disse do jeito que Ele disse. Não estimarem a Bíblia como base de fé, norma de vida e prática da pregação do “evangelho da graça de Deus” e do testemunho a favor de Cristo. Esta falta de “amor à verdade” constitui um dos motivos principais pelos quais foi preferível se calar e evitar julgar aqueles que se dizem profetas; mas era exatamente isto que o dono da empresa impunha: fiquem calados, nós temos a revelação. Obedeçam! Gedelti se gaba destas coisas, buscando holofotes para si mesmo e para a engenhosa ideologia Obra como forma de vida inventada para substituir o conceito e diretriz do Novo Testamento quanto à “igreja de Deus…corpo de Cristo”. O pior: o medo imperava, especialmente com ameaças e maldições.

Então, chegara a hora de deixar de lado a 9ª Alteração Estatutária da Instituição a fim de construírem algo mais marcante e oportuno para o monarca quadragenário: com os coronéis eclesiásticos (testas de ferro) impulsivos e obedecentes ao comando do profeta-mor a 10ª Alteração Estatutária redigida em meados de 2011 devia ser formalmente implantada. Infelizmente, a empulhação logrou êxito nessa terra de apostasia comunitária, falsos dons e imposição do jugo maranático. Evidentemente, o clero inferior se ajoelhou diante desses testas de ferro palacianos para montagem do grande circo eclesiástico. Esse o cenário de fundo  da 10ª Alteração do Estatuto da ICM-PES com vigência a partir de 10.12.2011, cuja maranacutaia palaciana almejava a continuidade do comando eclesiástico nas mãos de Gedelti Gueiros.

Espertamente, a mente avarenta e plena de interesses inconfessáveis escolheu fiéis entre os fiéis levantados pastores firmando o acordo de declarar Gedelti Gueiros Presidente da Igreja Cristã Maranata-Presbitério Espírito Santense e do Conselho Presbiteral. Assim que a fumaça branca apareceu no telhado da sede papal festivamente e idiotamente os formatados gritaram: OSSORREVELÔ!!! No fim o estouro de profetadas e gritos de Maranata! Maranata! Maranata! Nos conformes do TÁ TUDO CERTO!!! Nem imaginavam o que viria no ano de 2012, 2013, 2014…

Na altura desses acontecimentos e cansada de maus tratos, a membresia começa a entender o que antes era impossível imaginar: estava apascentada com enganos e intoxicada com falsas profecias, meias verdades e muita revelagem.

 Na hierarquia maranatizada aparecem dezenas de indivíduos levantados pastores identificados com o escandaloso poder religioso que inclui:

apostasia comunitária, caixa dois nos Maanaisn, cartão sem limites, contrabando de elementos eletrônicos, corrupção, depósitos on-line, desvios de dinheiro, doutrina centralizada e obediente ao DON (Doutrina, Ordens e Normas), crimes (em tese), fraudes contábeis, heresias, instigação ao ódio religioso, negativa de transparência, notas fiscais frias, salário de pastores… a lista continua mas ficará demonstrado no Juízo Final.

Não há dúvidas: nenhum deles – em nada – lembra o perfil dos discípulos escolhidos por Jesus, depois designados apóstolos. Obviamente, entre esses indivíduos interesseiros em maranacutaias palacianas confirmadas por profetadas e revelagens, muitos donos de balcões de negócios, Judas e Judinhas continuam escondidos no beco sem saída, cada um deles auferindo bons lucros nesse nebuloso poço de iniquidades onde quanto mais de cava, mais aparece…

Não duvidem: estamos nos dias em que muitos dão crédito à mentira, porque a mentira agrada às ambições humanas, especialmente as ambições dos religiosos. De notar que a Bíblia nos revela o caráter de Deus na plenitude de Sua santidade; e por isso mesmo também nos mostra que nos últimos tempos haverá um abandono da fé por parte de muitas pessoas, como está escrito (1 Tm. 4.1):

“Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios.”

No entanto, com a insistência de denúncias – dezenas – e o não atendimento aos nossos reclamos algo precisava acontecer: o Ministério Público do Estado do Espírito Santo entrou no caso.

No momento a banda podre entremeada no gedeltismo maranólatra e ocultista defende interesses inconfessáveis. Dezenas de matérias da Mídia com denúncias de crimes. Iniciado o desmonte do palco do desfile final na pç. do Papa em 10.03.2013, aconteceu a  esperada e justa prisão de 4 pastores em 12.03.2013; em resultado da DENÚNCIA de 08.05.2013 o Judiciário Capixaba anunciou a prisão de 10 (dez) pastores em 24.06.2013.

O doutrinamento falacioso e intolerante introjetou o medo na mente dos formatados manipuláveis e obedientes servos da Obra. O olhar caolho do construtor de heresias enganou a todos. O poder camaleônico fomentou este poço de iniquidades, agora escancarado aos olhos da Sociedade. Quanto mais o Ministério Público investiga, mais aparece para investigar. Prova disto: a operação “entre irmãos” fortaleceu as investigações.

Por acaso, as constantes manobras de marqueteiros podem curar as feridas da rainha desfigurada e do monarca pseudocarismático? Laços de maligna e notória simbiose (quem lê entenda).

Povo enganado por falsos profetas e maus pastores obedientes à ideologia Obra como forma de vida. Propaganda enganosa. Se esta Obra fosse maravilhosa por si mesmo o demonstraria com milagres, prodígios e sinas.

Sei de algo e deixo registrado: biblicamente falando e biblicamente pensando, pessoas com essa carga de CUMPLICIDADE DAS INIQUIDADES se fazem réus de futuro e grave juízo.

Somente com o arrependimento eficaz dessas obras malignas obtém-se o perdão de Deus, porquanto está escrito (Isaías 55.6,7):

Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.

“O SENHOR é minha bandeira.”

CV.

NOTAS

Acesse

https://diganaoaseita.wordpress.com/

https://superabundante.wordpress.com/

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

https://www.facebook.com/groups/retirante/

https://obramaranatarevelada.wordpress.com/

https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/

https://www.facebook.com/esperancadapromessa/?fref=nf

https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/?fref=ts

https://www.facebook.com/groups/453224961469057/?fref=ts

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas, heresias e ideias à luz das Doutrinas Fundamentais como um dos capítulos da Teologia.

Atualização em 15.08.2016 às 09:00

Caso faça cópia ou transcrição dos textos publicados mencione a fonte. Este artigo http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-boa-fe-e-a-empulhacao/

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso da publicação.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas nos artigos como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Instruções em para DENÚNCIAS.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS