Sou, estou e vou continuar na MARANATA

    “Sou, estou, e vou continuar na MARANATA, voces fazem comentários da igreja que percebe-se claramente que querem apenas agredir a igreja, e por causa desta atitude de voces, estão perdendo a credibilidade ou voces acham que o povo não percebe?
Até para criticar temos que ter prudencia e abusar da verdade.
Para finalizar uma pergunta; Se a maranata é tudo isso que voces falam, porque tanta preocupação com esta igreja?
O ódio em voces é visivel, a maranata vai proseguir, queira voces, ou não.”

Elias Paiva, no artigo  Triste fim de jornada de quarenta anos

Olá, Elias Paiva

Bem vindo irmão.

As suas frases seguem em estilo normal e minha resposta em itálico.

Deixo claro que este Blog mantém posição bem definida quanto ao seu propósito (e a Moderação não permite bate boca entre as pessoas que escrevem aqui).

1. percebe-se claramente – argumento falacioso. O artigo é de ano e meio com mais de 240 postagens de autores os mais diversos, está ai bem diante dos seus olhos e foi acessado milhares de vezes. V. nada leu, não conhece o significado do verto perceber e nem tem condições de contestar o que foi dito.

2. querem apenas agredir a igreja – argumento falacioso. A liderança da Maranata tudo fez para “agredir a igreja”; e agora é questionada pelas autoridades públicas em crimes diversos: apropriação indébita, crime contra a ordem tributária, estelionato, falsidade ideológica, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

3. estão perdendo a credibilidade – argumento falacioso. A consequência dos crimes desta banda podre está ai na mídia. A credibilidade da instituição está no esgoto e a palavra maranata é assunto de bêbados nos botequins. Enquanto esses ladrões minam e roubam os bens da igreja V. ficou calado. Porque não profetizou contra eles?

4. acham que o povo não percebe – argumento falacioso. Milhares de acessos aos artigos do Blog atestam-lhe a credibilidade. E exatamente por isso milhares de retirantes fogem do ninho e incontáveis unidades locais da ICM estão vazias. O povo percebeu que O BLOG ESTÁ CERTO NAS DENÚNCIAS QUE FAZ; mas V. disse: sou, estou e vou continuar… Então nada posso fazer.

5. Até para criticar temos que ter prudencia e abusar da verdade. – argumento falacioso que faz rir. Sua frase mostra a contradição. Escuta, Elias: conceitos errados geram opinião errada. V. aparece com argumentação falaciosa, não contesta o artigo e mostrou que não tem condições de criticar. Foi imprudente com suas frases e não satisfeito fala de “abusar da verdade”. Não dá para entender o que V. falou. Não responda.

6. Se a maranata é tudo isso que voces falam, porque tanta preocupação com esta igreja? – argumento falacioso. É mais, muito mais do que falamos. O poço de iniquidades é sem fundo e o pior será enfrentar o JUÍZO DE DEUS.

7. O ódio em voces é visível – argumento falacioso. As pessoas são responsáveis pelo que elas falam. Cegos nada veem e V. mostrou a cegueira em que está porque até agora acreditou em meias verdades que descem do palácio da rainha desfigurada. Quem falou em ódio está instigado por ele e V. demonstra raiva por falarmos a verdade.

8. a maranata vai proseguir, queira voces, ou não. – Ah! Bem lembrado. Depois de sete argumentos falaciosos nessa frase você acertou. A maranata vai prosseguir porque o inevitável aconteceu: o gedeltismo encurralou esta ICM-PES em um beco sem saída. Isto está bem demonstrado neste Blog com FATOS, na mídia e nas decisões do Ministério Público que requereu a CONDENAÇÃO dos mencionados na DENÚNCIA RECENTE.

9. Sou, estou, e vou continuar na MARANATA – A escolha é sua. A postagem mostra quanto V. se atropela com as palavras e isto nos dá a ideia do que são as profetadas e revelagens que V. entrega nos cultos proféticos e nas mensagens reveladas (que nada têm de revelação). O ninho está sujo. Portanto, a decisão “Sou, estou, e vou continuar na MARANATA” é com V. Nada mais posso fazer para ajudá-lo.

Por oportuno, veja “a imagem da Maranata”:

O Manaim se transformou num balcão de negócios.

Pastores da Maranata faziam negócios com a própria igreja

Pessoas denunciadas por estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada

Que vergonha! Dentre os denunciados encontra-se Gedelti

Pois bem, Elias Paiva. V. falou o que quis e ouviu o que não quer. Isso acontece com os que aqui aparecem com falácias. Elias, A Formatação é a base dos meias-solas gerados no pandulho da rainha desfigurada.

Porém, uma coisa é certa:

V. ouviu o som do tambor e não mais poderá dizer: ninguém me avisou.

NOTAS

Autorizo a cópia, com citação da fonte, conservando o mesmo título  http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/sou-estou-e-vou-continuar-na-maranata/  e desde que não seja para fins comerciais. Direitos autorais registrados.

CV.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS