Maanaim de Divinópolis: caixa dois e falta de vergonha…

 A elite da Igreja Cristã Maranata está envolvida em ilícitos penais reclamando a espada da Lei. De relance, a Operação Naufrágio, 2008, apontando a conduta de Julio Cesar Costa que correu atrás de interesses ilegítimos junto ao TJ-ES; a Operação Duty Free, 2011, que resultou em sentença condenatória para alguns membros da Maranata; a Operação Entre Irmãos, 2012, que apura desvios de doações da Igreja Maranata, entrou nos escaninhos do palácio da rainha desfigurada, apreendeu computadores, dossiês e outras provas que serviram para a primeira DENÚNCIA oferecida pelo MP – ES contra 19 pessoas envolvidas em crimes de apropriação indébita, duplicada simulada, estelionato e formação de quadrilha.

A arma dissimuladora preferida. A falaciosa linguagem do não-pensamento, abriu as portas para o falso profetismo. Deste modo, a doutrina revelada além da letra (expressão comum em muitas seitas) dependia dos falsos profetas de plantão para dizerem: Deus falou!!! Quando Ele nada dissera.

“A ira de Yahweh não recuará até que ele tenha completado os seus propósitos.

Em dias vindouros compreendereis claramente esta profecia.

Eu não mandei esses profetas, entretanto eles próprios decidiram sair correndo, pregando uma mensagem que não lhes entreguei, mas que eles alardearam.

Entretanto, se eles tivessem comparecido ao meu Conselho, anunciariam as minhas palavras ao meu povo e teriam cooperado para que, ouvindo a minha Palavra, viessem a se converter do seu mau caminho e da malignidade das suas ações.” Jeremias 23

A avareza, a autodefesa, a dissimulação e a mentira estão no nascedouro da Maranata. Gedelti Gueiros, o pai da Obra, mentiu o tempo todo.

  Então, além de fonte de dinheiro para o CAIXA DOIS, os seminários da Obra passaram a ser fábrica de formatados; e desses, os mais intoxicados foram habilidosamente levantados pastores (a expressão com que Gedelti os ridiculariza é meia sola) facilmente manipulados na base do OSSORREVELÔ. Deixo registrado: a formatação do beato é jugo imposto pelo gedeltismo.

Imperioso lembrar o odioso VOTO DE CABRESTO, no final de 2010, com a prova da indisfarçável manipulação dos dedos do anticristo mor.

Já denunciamos que Gedelti Gueiros determinou, através da Comissão Executiva, que as ofertas em dinheiro do mês de outubro de 1986 fossem depositadas em contas bancárias de 07 pastores em sete regiões do País. E preste atenção no detalhe: a dinheirama da Grande Vitória foi entregue – em mãos – na Sede da empresa religiosa, na Rua Torquato Laranja – Vila Velha – ES. O MP-ES tem a documentação a respeito conforme DENÚNCIA de 08.05.2013 perante o Juiz da 8ª. Vara Criminal de Vitória-ES.

Lamentavelmente, a ICM-PES (querelante) entendeu de demandar contra Eduardo Teixeira Damasceno (querelado) como consta nos autos 0005802-54.2013.8.09.0024 – ação penal – calúnia, procuração outorgada em 21.01.2013 por Elson Pedro dos Reis (então presidente da ICM-PES por indicação de Gedelti Gueiros, afastado por ordem judicial). Em depoimento perante o MP-ES ele apontou a corrupção e apresentou documentos mostrando fraudes no Maanaim de Divinópolis-MG. Entendeu a advogada da Maranata que

as afirmações feitas durante a declaração prestada pelo querelado no Ministério Público estadual no dia 13 de fevereiro de 2012, inegavelmente constituem delito de difamação, eis que fere a honra da querelante, imputando fato ofensivo a sua reputação.

Mas a r. Sentença declara (…) “À luz do exposto, reconheço a atipicidade dos supostos fatos em vértice nestes autos, razão pela qual rejeito a presente queixa crime, com fulcro no art. 395, inc. III, do Código Penal”. (…)

“Podia, acaso, associar-se contigo o trono de iniqüidade, que forja o mal tendo por pretexto uma lei? Acorrem em tropel contra a vida do justo e condenam o sangue inocente.”

Nada obstante, a corrupção enraizada e generalizada comprova que os Maanains estão se revelando CAIXA DOIS. Por exemplo, conforme esclarecimento ao Juiz da 8a. Vara Criminal de Vitória por onde corre a DENÚNCIA de 08.05.2013, o MP-ES enviou à Promotoria de Minas Gerais provas do CAIXA DOIS no Maanaim de Divinópolis-MG. Os documentos pertinentes ao fato, bem como o depoimento prestado por Eduardo foram fotocopiados e encaminhados à Procuradoria de Justiça de Divinópolis (cf. anotação na pág 24 da DENÚNCIA). Dentro em pouco a investigação começará no Vale do Aço, Governador Valadares… e por ai vai.

NOTÍCIAS as mais diversas aparecem em

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/snapshot-news/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/

O desastre do gedeltismo era previsível e não precisei de divina revelação para avisar e reiterar avisos neste sentido. Foram diversos artigos publicados aqui e alhures. Ondas de tsunamis…

O gedeltismo nos traiu e o grilo canta na carcaça.

Portanto, sigam as instruções e DENUNCIEM.

NOTAS

Acompanhe em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz?fref=ts

Aqui não é lugar para calúnias, deboches, difamações, injúrias e maldições comuns em formatados icemistas instigados pelo ódio religioso. Discutimos doutrinas e ideias.

Cite http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/maanaim-de-divinopolis-caixa-dois-e-falta-de-vergonha/ caso faça cópia ou transcrição deste texto.

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas nos artigos como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Mais informações sobre a corrupção em Maanaim

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/07/conhecendo-a-maranata-por-dentro/comment-page-4/#comment-14180

Revisado às 10:15 de 12.10.2014

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS