Snapshot News

Este artigo do Blog apresenta notícias instantâneas que chegam de diferentes fontes especialmente do exterior.

Estejam certos: o Blog nunca revela fontes. Todos estão convidados a denunciar FATOS e enviar notícias para o Blog.

Ficantes ou Retirantes!

DENUNCIEM!!! Enviem e-mails aos amigos aconselhando as instruções em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-quem-possa-interessar/ No Distrito Federal e nos demais Estados da Federação a Defensoria Pública e o Ministério Público estão disponíveis, basta digitar o endereço desses órgãos no GOOGLE, por exemplo.

snapshot 1. Alguém pode me explicar porque o Abassov Samir tem um AMERICAN EXPRESS – CENTURIUM BLACK?  Como explicar a fortuna que esse cabra construiu? O AA já explicou?  O Ben Kennedy já explicou? O Paulo Sousa já explicou? Por estas e outras razões a pergunta que não quer calar: Judas, cadê o dinheiro?

Quem pode ser titular de um cartão desses?  Artistas de Hollywood, banqueiros, donos de times de futebol ( p. ex., o CHELSEA), donos de empresas petrolíferas, sheiks árabes…

Você sabe o poder cash deste cartão? De milhões, muitos milhões de dólares. Com um AMERICAN EXPRESS – CENTURIUM BLACK  na mão o titular compra o que quiser…  na hora! Onde estiver e ninguém pergunta.

snapshot 2. Daniel Moreira está sendo preparado para ser o presidente. Ele é a voz do VPC – Vértice da Pirâmide do Crime lá dentro do PES. Ele vai à casa de Gedelti onde ossorrevela sempre na base churimiei…ei… ei… bala houssssss e siricantalanapraia. De posse das revelações ele segura o cuecão, corre ao Júlio levando as ordens do chefe. E o Júlio obedece… por enquanto.

snapshot 3. AA tem empresa de importação e exportação. Peixoto tem empresa de seguros e presta serviços para o PES (está podre de rico). Quantos  outros têm empresa e prestam serviços para o PES? O próprio AA prestava serviço de contabilidade com o Leo Alvarenga e enganaram…

E a pergunta que não quer calar: porque a EUBRALAT (no Leste Europeu) não fazia a importação de equipamentos para o PES? Porque os  equipamentos vinham em malas de membros da ICM feitos mulas do PES?

Se membros da diretoria do PES através de empresas  particulares prestam serviços para a mesma,  será que a EUBRALAT se serve apenas para o mercado de dinheiro  tipo tira daqui e leva pra li?

snapshot 4.  Maurício Caetano queria vender seguros contra incêndio para a ICM-ES. Como nenhum templo foi envolvido em incêndio, até agora, o interventor barrou a proposta.  Então, ele inventou a visão na base do balabacheia …. meu povo…. bala bla bla blacheia…. eis que haverá uma catástrofe  com um dos templos … balabacheia e a igreja não estaria protegida.

O interventor, muito sabiamente, mandou que ele escrevesse a visão para ser consulta com a Comissão Presbiteral de onde vem as revelações para a administração judicial… Nota: o assunto aguarda decisão na base de ossorrevelô.

           snapshot 5.  Sete anos! Renata Sarandy, filha de D. Neném, antiga funcionária da sede do Presbitério, há sete anos mantém empregada doméstica com CTPS assinada pelo PES e, claro, recebe pelo PES. Recentemente, amedrontada com a intervenção, a esperta quarentona relocou sua empregada na Rádio Maanaim… Renata Sarandy, comece a contar alguns “segredos da Obra”, p. ex., adulteração em relatórios, fraudes contábeis, investimentos da família Gueiros… Judas, cadê o dinheiro?

snapshot 6. Eles teriam praticado desvio de dízimo da igreja, envolvendo uma movimentação financeira da ordem de R$ 24,8 milhões.

 Reprodução/TV Gazeta  Foto: Reprodução TV/A Gazeta

Ex-presidente Gedelti Victalino Gueiros (à direita) é acusado de três crimes. Pastores da Igreja Cristã Maranata – entre os quais o fundador da instituição e presidente do seu Conselho Presbiterial, Gedelti Victalino Teixeira Gueiros – estão entre 19 pessoas denunciadas à Justiça pelo Ministério Público Estadual por crimes de estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada. Elas teriam praticado desvio de dízimo da igreja, envolvendo uma movimentação financeira da ordem de R$ 24,8 milhões, segundo o próprio MPES.

snapshot 7. Alguns denunciados obedecem às ordens superiores e viajam pra lá e pra cá tentando apagar incêndios.

Qual a moral que esses 19 denunciados têm para ficar na frente de um púlpito? VERGONHA! Eles agora devem satisfação ao Judiciário do Estado do Espírito Santo e à Sociedade Brasileira.

O membro de igreja, ou o meia-sola que se submete a esse papel (de receber um denunciado na condição de autoridade espiritual) tem que ser muito ignorante. Perdeu o respeito e o amor a si próprio. Não é possível uma coisa dessas!

snapshot 8. Maus pastores do PES estão arquitetando um forte esquema de coação de pastores que estão saindo juntamente com membros das igrejas. No Vale do Aço o coordenador coage um pastor com ameaças e reuniões secretas. Está prometendo trazer um membro do conselho presbiterial para fazer pressão. Pelo que o conheço o pastor ameaçado, eles não conseguirão subornar, se insistirem vai dar Ministério Público.

  snapshot 9. As remessas de dólares feitas pela ICM dos EUA para a sede da igreja no Brasil foram realizadas de forma irregular, usando empresas que se beneficiam de doleiros. Ben Kennedy e Vera, amiguinhos de GG, devem explicações ao FBI e isso tá pegando, Gedelti… E a pergunta que não quer calar: Judas, cadê o dinheiro?

snapshot 10. A lei do LAR – Lúcio, Amantino e Rômulo é o que vale no Vale do Aço. Lúcio continua o porta voz do denominado VPC – Vértice da Pirâmide do Crime e articula o CEM – curral eleitoral maranático. Depois de construírem mansões com o trabalho de crentes, inventaram que o Maaanim de Timóteo apresentava irregularidades. Então, fecharam o local de encontros mas esses tais continuam morando lá… 

  snapshot 11. Pastores da Igreja Cristã Maranata são investigados pelo Ministério Público desde março de 2012, por crimes como estelionato, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, falsidade ideológica e desvio de dinheiro público. Quatro pastores foram presos em março deste ano, apontados como agentes intelectuais que estariam interferindo no curso de investigações, ameaçando e intimidando testemunhas, e até membros do MPES e do Judiciário, mas foram soltos no fim do mesmo mês. De acordo com a investigação, para esconder o desvio do dízimo, o esquema usava notas fiscais superfaturadas. Apenas em uma papelaria em Vila Velha, a igreja gastou quase R$ 1 milhão.

snapshot 12. A Operação Naufrágio facultou a DENÚNCIA do Ministério Público Federal onde descreve o EVENTO pr. Júlio (pgs. 135-143) apontando a conduta daquele que correu atrás de interesses ilegítimos junto ao TJ-ES. Este indivíduo foi indicado por Gedelti Gueiros para ser interventor da Maranata. O incrível é que ele declarou depender de revelações para administrar a intervenção judicial e corre atrás do VPC – vértice da pirâmide do crime procurando o que ossorrevelô. Ora, se a iniquidade permanece, onde está a intervenção? Vergonha!

  snapshot 13. Amadeu está nos EUA a negócios e aproveita para atirar lanças contra Paulo de Souza. Guerra travada. O forasteiro acusa o residente de uma séria de coisas erradas. Paulo revidou dizendo:

– Amadeu, se V. não se retratar publicamente irei ao FBI denunciando as fortunas enviadas para o Leste Europeu com o disfarce de ajuda humanitária (humanitarian aid).

Mas precisaria disso? Porque o Paulo de Souza não desembucha e fala a verdade? E a pergunta que não quer calar: Judas, cadê o dinheiro?

snapshot 14. Observando carros particulares que abastecem no Posto BR em Vila Velha aparece o Astra MQX 1636 da ICM disponibilizado para Daniel Moreira. Entra e sai. Gasolina sem limites paga pelo PES e filhas estudando em faculdade particular… Eita vidão! Este e muitos outros da elite obedecem ao VPC – Vértice da Pirâmide do Crime e deste modo gozam benefícios especiais. Enquanto isso a massa do povo anda de busão ou a pé… e tome CIRCULAR exigindo clamor e  de oração 24 horas para livrar a barra do chefe denunciado … porque ossorrevelô. Esse Daniel ainda vai dar o que falar… Esperem.

snapshot 15. Valerio Balsoni em almoços particulares com amigos e familiares  apresenta notas das despesas ao PES e receber declarando que estava a trabalho com a equipe da transmissão. Sem contar as compras de utensílios pessoais como computadores, gravata etc… Tudo com notas apresentadas ao PES, reembolsos garantidos e sem nenhum questionamento. Que festa hein?!

snapshot 16. Denúncias documentadas mostram que em Fortaleza, CE, desde a década passada, pastores faziam CAIXA DOIS e funcionava assim: os dízimos mais altos eram desviados para a conta dos corruptos e os menores eram contabilizados. O Presbitério sabia…

snapshot 17. Véspera das operações do MP-ES e da PF e o gerente do setor de telecomunicações das ICM-PES escondendo equipamentos e muambas que vieram dos EUA e do Paraguai. Esse Valério acobertado pela Comissão Executiva deve explicações às autoridades…

snapshot 18. Edimar Cavalcanti é emissário do PRD (palácio da rainha desfigurada) nos EUA conforme ossorrevelô. Com a fuga do russo Samir, mulher e crianças, deram ordem para Edmar desocupar a casa que passou por pequena reformada às pressas; e ele está morando na casa de um irmão, dono de uma empresa construtora que presta serviços para a igreja. Esse irmão paga as contas de Edmar apesar do custo de vida nos EUA.

snapshot 19. No Ceará saíram mais de 70 (setenta) membros das ICM-ES, incluindo diáconos e pastores. “Não posso provar o que falo, pois não tenho acesso aos relatórios, mas sei de denúncias documentadas envolvendo formação de CAIXA DOIS.” Um deles nos mandou esta postagem. Voltaremos ao assunto.

snapshot 20. Conversas de bastidores falam de articulações entre Magno Malta e Gedelti Gueiros, dono do CEM (curral eleitoral maranático), pretendendo governar o Espírito Santo. Hermínia Azoury é vizinha de Gedelti. Fisiologismo político no gabinete de Feu Rosa apontando-o candidato a senador e impedindo interesses na reeleição de Casagrande. Lembrem-se de que a SOC (sofisticada organização criminosa) controlada pelo VPC (vértice da pirâmide criminosa) goza de certas regalias de alguns do Judiciário. E o Evento pr. Júlio, capítulo da DENÚNCIA do MPF, não deixa dúvidas. Momentos de favores aos interesses do chefe do PRD que imagina-se infalível e poderoso pregando a ideologia Obra como forma de vida; mas está mergulhado em crimes apontados na DENÚNCIA. Ministério Público, o poço de iniquidades, agora escancarado aos olhos da Sociedade, lança raízes no Judiciário. Política e religião misturadas. Praga!

snapshot 21. Aquisição de veículos Renault é campo a ser investigado pelo MP-ES. De repente Ricardo Zoin, Valerio, Joabe, Leonardo Alvarenga, William Silva e muitos outros apareceram com carros zero. De uma vez! Alguns desses se desfizeram de carros marca Sandero, Logan, Cleo e hoje estão de Honda Civic, Fiat Gran Siena… e por ai vai. Como conseguiram? Compraram juntos e venderam juntos? Esta SOC (sofisticada organizada para o crime) controlada pelo VPC (vértice da pirâmide criminosa) enraizada profundamente deve ser DESMANTELADA…

snapshot 22. De tesoureiro do PES a conselheiro espiritual com ramal e sala especial para atendimento 0800. Isso mesmo! Ernandes Pimentel foi promovido mas não importa se o conselheiro a ninguém cura e o chefe do SOC continua deprimido e chorando pelos cantos da cobertura. Porque tirar o famoso titio da tesouraria e escondê-lo numa salinha para conselhos espiritual? Com um salário daqueles… cala a boca ou premiação? Maranacutaias palacianas dessa promoção em meio a todo esse tumulto de pagamentos fáceis ordenado por Ângelo.

   snapshot 23. Dentro do PRD a coisa tá um nó.  A bagunça rola solta na casa do espírito ossorrevelô. É festança com dinheiro dos dízimos! Valério contabiliza inúmeras viagens para SAMPA. Compras e passeios na Rua 25 de Março, famosa pelas muambas; mas não faz acerto de contas há mais de 5 anos.

O argumento para idas e vindas era compra de canetinhas a lazer, mas as malas voltam abarrotadas de roupas e acessórios para comercializar dentro do PES… Eita!!! Nada de acertos. Não existe dentro do PES uma auditoria competente o suficiente para fazer isso…. Nem vontade. A cumplicidade não deixa. Pra quê intervenção?

snapshot 24. A iniquidade permanece. William Silva, protegido de AA, de repente com apartamento em Jardim Camburi, Honda Civic. Este principezinho da Serra deu um salto na sua qualidade de vida. De repente! Sem formação técnica de nível superior, salário de gerente e 100 horas extras a 100% (cem por cento). Todo mês!!! Cadê a contenção de gastos que o Júlio (aquele da DENÚNCIA do MPF no Evento Pr. Júlio) prometeu ???  Nada muda nos meandros da cumplicidade com o amigo denominado VPR – vértice da pirâmide do crime da SOC – sofisticada organização criminosa que opera nos meandros sombrios do PES/ICM.

snapshot 25. Entendendo as notícias. Da fé à fraude foi a grande e importante reportagem inicial, aliás, premiada. Daí pra frente as cenas da assustadora decadência do gedeltismo monárquico e pseudocarismático com afastamento de pastores, bloqueio de bens da Maranata, o desfile final, ordem de prisão de pastores, Operação Entre Irmãos, rixas de pastores no exterior e promessas de denúncias ao FBI dos desvios de fortunas para o Leste Europeu. Ben Kennedy, Paulo Souza, Renata Sarandy devem explicações. Por estas e outras razões a pergunta que não quer calar:  Judas, cadê o dinheiro?

snapshot 26. A ovelha dá carne e lã. Basicamente. Jesus continua o exemplo de Bom Pastor contrapondo-se aos maus pastores, especialmente os mercenários que maltratam as ovelhas.

No início do ano o dono do PRD acionou a fábrica de demandas judiciais, demandou contra diversos dissidentes e ganhou a rejeição do Judiciário; ameaçou alguns dissidentes, forçou mudanças nos depoimentos das testemunhas e logo depois de o desfile final acabou preso com outros três; e, depois de perder ações cíveis por danos morais, desistiu de outras do mesmo tipo e amargou derrotas em três ações criminais.

O mau exemplo do VPR da SOC estimulou o aprendiz de dominador do rebanho Júlio Cezar Costa (aquele coronel PM incluindo na DENÚNCIA do MPF  – Evento Pr. Júlio) a demandar contra Jureth Morais Cunha (Proc. 0005481-19.2013.8.08.0024) alegando ser vítima de difamação. No início do ano. Pastor pisando na ovelha. VERGONHA!!

snapshop 27. A face do anticristo! Enquanto o Diabo balança o rabo na boca dos falsos profetas, cresce o fanatismo instigado pelo ódio religioso. Isto é perigoso e clama pela intervenção do Ministério Público. Esperávamos menos… e mais processos!

Já denunciamos que alguns estão marcados para morrer. Aquele que se sente lesado com calúnias, difamações, maldições e profetadas desses maus pastores, peticione, judicialmente, ressarcimentos de danos morais.

  snapshop 28. Era um silêncio só por parte da membresia. No último seminário em Domingos Martins -ES quando Gedelti, denominado pelo MP-ES de VPC – vértice da pirâmide do crime, foi trazer sua aula, os presentes ficaram em silêncio. O VPC tentou fazer gracinhas, mas ninguém  falava. Nada! Membresia silenciosa.

Nada conseguia nem com gracinhas. Então, o mau humor rompeu e o autoritário VPC começou: – quem quiser sair que saia! Mas o silêncio continuava no pedacinho do céu dessa casa mal-assombrada onde alguém chega espalhando a morte.

Ninguém mais aguenta a dominação da SOC – sofisticada organização criminosa! E o convite está na consciência de cada um: fuja crente! não seja cúmplice dessa encrenca chamada Maranata!

snapshop 29. Negócio da China e dinheiro entrando na sacola: enfermeiro da PM-ES, Marques morava em Cariacica-ES em apartamento particular e ossorrevela para ele entrar no PMGP (Plano de Moradia Grátis do PES), criação do monarca religioso. Então, ele aluga o imóvel e passa a morar de graça em imóvel da ICM-PES para ficar mais perto do chefe religioso, agora pelo MP-ES descrito como o vértice da pirâmide do crime (VPC). Marques é bem próximo do chefe e sabe das coisas…

  snapshop 30. O PMGP (Plano de Moradia Grátis do PES) atende a pessoas preferenciais no Brasil, nos EUA e sei lá onde mais. Plano sem fronteiras. Em Governador Valadares – MG, durante mais de 20 anos morando em mansão e acostumado às regalias de sempre começa a história de Daniel Moreira.

Então, ossorrevelô sua mudança para Vila Velha – ES, onde vive em alto estilo: apartamento em Praia da Costa de frente de para o mar, alto salário, carro e gasolina sem limites no posto Lip Car, filhos em faculdade particular, o luxo de congregar na Maranata de Barro Vermelho – Vitória e uma empresa de máquinas alugadas para a ICM-PES (este assunto fica pra depois).

O menino de ouro de  o vértice da pirâmide do crime – VPC – assim descrito pelo MP-ES, está acostumado a filmagens em viagens no exterior e atualmente esta sendo preparado nas maranacutaias palacianas para ser revelado como presidente da Igreja Maranata. Obra maravilhosa, hein Gedelti?! 

   snapshop 31. A fala do mestre profeta muito religioso continua pesada mas os bobos da corte palaciana o imitam. A Obra não precisa de você! Vai embora!

As expressões do falante, os gestos, os óculos escuros, sempre escuros… como entender sem observar? Detrás das lentes escuras o olhar caolho do construtor de cada capítulo da heresia icemita. Donos de rebanho jogando na membresia o lixo acumulado com o passar dos anos. Espumar de raiva!

Os donos de balcões de negócios e os Judas copiam esse olhar e dominam sobre os pequenos enquanto mamam as tetas da quarentona ao som do ossorrevelô. Por estas e outras razões a pergunta que não quer calar:  Judas, cadê o dinheiro?

  snapshop 32. “Vila Velha/ES, 15 de junho de 2012

COMUNICADO Nº: 052/12 – ASSUNTOS CONFIDENCIAIS

Reiteramos a orientação relativa a comunicações sigilosas e pessoais sobre pastores e igrejas que as mesmas devem ser encaminhadas aos pastores Arlínio Rocha (arlinio@presbiterio.org.br) e Ernandes Pimentel (ernandes@presbiterio.org.br). Atenciosamente, A Secretaria.”

A banda podre assediando os prisioneiros do sistema. A dissimulada mão do dono do PES manipulando informações e preparando pressões e terrorismo. Aquele que mergulhou na SOC – sofisticada organização criminosa assistiu o desfile final e está vendo o VPC – vértice  mergulhado em sombras e vitupério. Assédio moral e psicológico. CRIME! Ele forçou mudanças nos depoimentos das testemunhas  e dossiês foram apreendidos pela Polícia Federal no apartamento dele por ocasião de sua prisão em 12.03.13. Enquanto o homem confia no homem dele fica escravo. FUJAM!

  snapshop 33. Damasceno disponibilizou material de LIBRAS contra depósito em conta pessoal. Desconfiança. Desprezo total aos intérpretes do DF, MG, CE, ES, SP. Damasceno, mercenário, pastor (RJ), não larga o osso e usurpou o lugar do Pr. Bízio, então responsável pelo trabalho com os surdos. Bízio, antigo e experiente professor em escola especial para surdos, intérprete e profundo conhecedor da causa dos povos surdos além de ser humilde e dedicado a Deus, é querido tanto pelos intérpretes quanto pelos surdos. Ele enfrentou todo tipo de discriminação e preconceitos para implantar LIBRAS na OBRA. Como essas qualidades não interessam à Obra SOC, esse Damasceno, juntamente com as intérpretes gordas do RJ, da forma mais desonesta possível puxaram o tapete de Bizio. Esta é a Obra SOC controlada pelo VPR.

   snapshop 34. Investigações ministeriais DENUNCIAM Gedelti Gueiros no “vértice da pirâmide do crime” (VPC) no contexto de uma “sofisticada organização criminosa” (SOC). E não o pouparam do enquadramento em crimes de apropriação indébita, estelionato e formação de quadrilha. Lembrem-se desta relação VPC – ICM – SOC: esta é a cabeça da banda podre.

Nesse imbróglio de ódio a Deus, ofensas e profetadas, os filhos do gedeltismo, formatados e obedientes servos da Obra, continuam especialistas em argumentos falaciosos que incluem ameaças, calúnias, difamações, discriminação religiosa, distorção dos fatos, imprecações e profetadas de infortúnios e xingamentos – marcas da instigação do ódio religioso.

Por conseguinte, a esquizofrenia religiosa é introjetada nas mentes desses malucos-pela-Obra enquanto engolem cada capítulo da doutrina revelada e eles não pensam. E prontamente rebatem com ameaças, maldições e os piores xingamentos. Não é de admirar: eles demonstram a formatação com a LNP –  linguagem do não-pensamento (preste atenção neste artigo porque mostra a formação da falsa profecia) e estão longe do “evangelho da graça de Deus” (At. 20.24).

snapshop 35. A fábrica de demandas judiciais acionou o Judiciário Capixaba contra diversos dissidentes. Antes de continuar leia esse artigo e entenda as ações  do poder camaleônico fomentando este poço de iniquidades agora escancarado aos olhos da Sociedade.

   Apenas  iniciava o ano e Elson Pedro dos Reis, então presidente da entidade eclesiástica denominada ICM-PES, em 21.01.13 assinou QUEIXA-CRIME em face de Eduardo Teixeira Damasceno acusando-o de crime de difamação. Anexou cópia do longo TERMO DE DECLARAÇÕES do deponente perante o GETI-MP-ES de 14.03.12 e não satisfeito pretende aumento de penas (qualificadoras) contra o ex-pastor (Proc. 0005802-54.2013.8.08.0024).

A igreja (querelante) não se importa com a narrativa do depoente informando a existência de CAIXA DOIS e emissão de NOTAS FISCAIS FRIAS nos Maanains de Divinópolis (MG), Domingos Martins (ES); e fraudes na administração geral da sede em Vila Velha-ES, conforme o referido Termo. E caça o querelado com a acusação de difamação nos parágrafos seguintes da peça inicial:

“[…] Que apesar de não receber salários os pastores são beneficiados com um seguro de vida, em que a apólice é paga pelo presbitério da Igreja Cristã Maranata e que também em certa ocasião recebeu uma proposta de viagem ao exterior como forma de ressarcimento de suas funções perante o presbitério, porém, informa que não aceitou a realização da viagem que era para o continente Europeu, onde iriam ser realizados seminários nos anos de 2004/2005; Que todas as apólices de seguros são feitas pela Seguradora Angular; que a mesma é dirigida pelo Sr. Antônio Carlos Peixoto, que é membro da comissão executiva do presbitério da igreja cristã maranata; que além do seguro de vida a Angular também capta seguro de viagens de membros quando em deslocamentos para participação de seminários em todo o Brasil; […] Que o declarante informa também que foi oferecida através da empresa Angular o seguro de vida pessoal quando acontecia algum sinistro, os segurados eram constrangidos pelo próprio presbitério na pessoa do Sr. Antônio Carlos Peixoto a não exigir a cobrança do prêmio contratado. […] que esse seguro de vida foi ajustado com os membros com o devido conhecimento do presbitério, ressaltando que os corretores de seguro se dirigiam aos templos e que após os cultos as reuniões eram realizadas (para quem quisesse fazer adesão do contrato) […] que as lâmpadas usadas nas igrejas foram substituídas por lâmpadas “econômicas” em todo Brasil, sendo, que o fornecedor de todas essas lâmpadas era da empresa cujo sócio era o pastor Antônio Carlos Rodrigues de Oliveira Filho, que no momento não sabe declinar o nome da empresa e que esse fato foi notório e que todas as compras das lâmpadas econômicas eram realizadas diretamente pelo presbitério e os pastores recebiam apenas as lâmpadas em suas igrejas com ordens expressas do presbitério para substituí-las […] que o declarante tem conhecimento que até hoje a empresa pertencente ao pastor Antônio Carlos Rodrigues de Oliveira Filho detém o monopólio de fornecimento de lâmpadas para o presbitério e distribuído para a igreja […]”.

A seguir, leia o artigo Negócios nebulosos: seguros com antigas denúncias de caixa dois em Maanains e na Sede da ICM-PES; denúncias de fraudes e emissão de notas frias; estelionato e formação de quadrilha que cora o rosto do homem honesto e a mulher sincera. Para mal dos pecados quatro pastores foram presos em 12 de março deste ano (inclusive o Elson), apontados como agentes intelectuais que estariam interferindo no curso de investigações, ameaçando e intimidando testemunhas e até membros do MP-ES e do Judiciário; foram soltos no fim do mesmo mês; mas Elson foi destituído da presidência. Decreto Judicial.

Entre 19 pessoas denunciadas à Justiça pelo Ministério Público Estadual por crimes de estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada figura Gedelti Gueiros. No vértice da pirâmide de crimes em uma sofisticada organização criminosa. Não duvide o Decreto Messiânico é pleno de santidade:  Já está posto o machado à raiz das árvores…

  snapshop 36. Denunciei a implosão da ICM-PESe apontei o autor do desmonte: Gedelti Gueiros. Eu denunciei os maus pastores  da elite da ICM-PES como cúmplices do monarca religioso na prática de ilícitos penalmente puníveis. Então, escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e investigações da Polícia Federal e do Ministério Público realçaram os fatos e mais fatos anteriormente denunciados neste Blog; mas os bobos da corte palaciana não deram ouvidos. No entanto,a mídia evidenciou a fraude e os fatos, finalmente resultaram em DENÚNCIA do Ministério Público. Esta é a primeira de uma série…

Então, o berro do dono do rebanho ecoava: QUEM ME DERA SE O BRASIL ACEITASSE A OBRA! Espasmos e estertores mortais. Finalmente, o maranatismo monárquico e pseudocarismático entrou em um beco sem saída. O poder corrompe, especialmente o poder religioso. O monarca quadragenário imita o bispo de Roma. O ódio religioso ainda é inflamado pelos dominadores de rebanhos com o mesmo princípio: espada em nome de Deus e morte aos infiéis! Morte aos amalequitas…

Se esta ICM-PES fosse a igreja da Idade Média, os inquisidores palacianos teriam queimado muita gente nas fogueiras da Inquisição Satânica. Por decreto papal.

 

snapshop 37. A DENÚNCIA do Ministério Público Federal descreve o EVENTO pr. Júlio (pgs. 135-143) apontando a conduta desse oficial da PM-ES correndo atrás de interesses ilegítimos junto ao TJ-ES. Em 04.02.2010. A Operação Naufrágio mostrou os esgotos na cúpula do Judiciário Capixaba.

A GAZETA nos remete ao episódio lamentável ocorrido na corporação da Polícia Militar deste Estado envolvendo esse mesmo oficial da PM-ES.  Em 30.09.2010. Ficou registrado. Gedelti Gueiros comenta este episódio:

“Por determinação, não devemos falar sobre o assunto até para não prejudicar os familiares”, assinalou Gedelti. Mas destacou que, “do ponto de vista pessoal, se fosse envolvido em algum tipo de conflito não teria dúvidas, se afastaria do ministério em respeito à comunidade.” E foi isso que aconteceu?! Nada! Ele não se afastou e fez o pior: excitou iniquidades, equipou o desfile final, indicou o amigo como interventor da Maranata, ficou preso preventivamente e agora é acusado de três crimes. Com outras 18 pessoas.

Quanta hipocrisia, hein Gedelti!?

  snapshop 38. Continuam sem explicação os acidentes com o Pr. Júlio Cesar, outro com Pr. Joelson e a misteriosa morte do Pr. Cesar Firme ao fazer um exame. O que está por trás das mortes de Julio Cesar, Joelson e Cesar Firme, os quais  eram peças importantes no procedimento investigativo instalado pelo MP em 2012?

Cesar Firme, segundo parentes, foi fazer um exame chamado cateterismo e teve um infarto fulminante. Alergia ao medicamento injetado? Choque anafilático? Excesso de contraste? Superdosagem? Como e onde ocorre o choque anafilático?No depoimento de Marcelo Oliveira no PA/PES/ICM consta que César Firme era quem mais pedia a emissão de Notas Fiscais.

Os investigados desse esquema devem se preocupar porque as coisas estão muito esquisitas, mortes estranhas, pastores morrendo até em exames de rotina. Testemunhas importantes e morrem do nada! Passados seis meses da misteriosa morte a viúva de César Firme espera o pagamento do seguro. NOTA: Por telefone acabamos de receber a notícia de que a viúva de Júlio ainda não recebeu o seguro de vida.

snapshop 39. Forte rejeição a Maurício Caetano (snapshot 4.) na igreja do bairro Mar Azul – Vila Velha – ES. Membros da igreja insistem – na cara dele –  declaram estar envergonhados e não mais o aceitam. Não engoliram a fuga de Maurício para se esconder na Europa neste período conturbado de DENÚNCIAS do MP-ES contra 19 pessoas incluindo Gedelti Gueiros. Mauricio Caetano ficou com medo de ser preso a ponto de ter dormido no carro.

No sábado ele queria um mega culto, uma festa para dizer que ele chegou da Europa, como se fosse uma volta triunfante com direito a ônibus de aluguel para trazer as crianças do bairro de Terra Vermelha, um período de louvor com mais de 30 louvores e muito bala… bala bala cheiaaa… meu povo cheguei… chuliei, chulei ei ei…  tô presente…. balalaika bolacheia naaaaadaaa… quero ouvir o brado do maurício maranaaaaaata… oshirimiei miei… malabacheia…

Porém, ele não contava que a membresia local está acordando e não mais o suporta. No momento em que ele dirigiu-se ao púlpito para pregar, diversos membros da igreja e instrumentistas se levantaram e saíram revoltados. Querem a saída desse pastor; mas ele insiste em invoca o poder do presbitério e diz: – só quando ossorrevelá.

   snapshop 40. CARTA DE ESCLARECIMENTO em que o Pr. Arlínio de Oliveira Rocha reconhece a gravidade da DENÚNCIA do MP-ES, informa que foi pastor voluntário desta igreja e que ele, esposa e filhos sofrem com esta situação. Esclarece que foi empregado desta Igreja e obrigado a obedecer, irrestritamente, a pessoa do Presidente; e colocou-se à disposição do MP e da Polícia Federal; mas não deixa, claro, haver rompido com o sistema.

Interessante! Esta notícia aparece com o número – 40 – que nos faz lembrar o artigo triste fim de jornada quarenta anos.

  snapshop 41. A falsa unção destrói famílias, fomenta o falso profetismo e gera a morte espiritual. Ela expressa o coração do anticristo dominando o rebanho e levantando homens com autoridade eclesiástica para representar os interesses do palácio da rainha desfigurada.

A ordem do dono da fábrica de meias-solas: “… quero neste mês sejam ungidos 500 e ordenados todos os outros. Não precisa seguir nenhum critério, só quero que os pastores que se manifestaram indiferentes com os acontecimentos, sejam deslocados de suas igrejas; caso eles recusem ou apresentem desculpas, recebam isso como desistência do ministério e não entreguem igreja nenhuma a eles. E no final completou: esta orientação é para ser cumprida imediatamente. Comecem a convocar os coordenadores das áreas. Não quero nenhum papel aqui, nenhum dom; só quero que troquem um terço dos ministérios; mas vejam bem o que estarão fazendo. Vocês sabem que estamos passando tudo isso por causa de daqueles que levantamos com os dons que vocês trouxeram. Nós não estamos precisando disso, precisamos segurar o que temos, vocês sabem disso.”

Infelizmente, a fábrica de meias-solas funciona como pandulho gerador de homens manipuláveis…

  

snapshop 42. Beneficiados do palácio da rainha desfigurada existem aos montes: cartão sem limites, carros, gasolina, restaurante, salários e viagens ao exterior. Boa vida custeada com o trabalho suado das ovelhas. Diversos mercenários mamam nas muitas tetas da quarentona, como no caso de defensores do sistema que ganham benesses habitando em imóvel da Igreja com despesas pagas pelo PES, quer dizer: despesas pagas com dízimos dos crentes. Caso do Pr Den, de uma próspera imobiliária. Em Campos de Goitaquases – RJ.

snapshop 43. Arlínio Rocha declarou: foi uma ameaça velada de morte. “Para Gustavo Varella, um dos advogados da Igreja Maranata, as declarações do pastor Arlínio Rocha são uma estratégia infantil para transferir a Gedelti Gueiros o foco da ação penal. “É inacreditável que uma pessoa que tenha participado durante tanto tempo de uma administração só agora, depois de denunciada pelo MPES como participante de uma quadrilha, venha dizer que não leu o que assinou. É muito esquisito. É estranho que alguém, a essa altura, venha dizer que assinava documento a pedido de outro”, opinou.”

Estratégia autodefensiva, dissimulada e irresponsável é a de Gedelti Gueiros, dizendo que a culpa é dos pastores subalternos. Escapismo clássico: não falei, não ouvi, não sei, não vi… Fuga à responsabilidade! Impossível maquiar a força do gedeltisno que chega ao absolutismo na base de falso profetismo. Infelizmente, havendo implodido as bases da estrutura eclesiástica, este líder religioso encurralou a membresia em um beco sem saída.

Nove promotores integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) assinam o pedido de abertura de ação penal pública contra os denunciados. O MP-ES não teve dúvidas em apontar Gedelti Gueiros no “vértice da pirâmide do crime” no contexto de uma SOC – “sofisticada organização criminosa”, acusando-o oficialmente de três crimes: apropriação indébita, estelionato e formação de quadrilha.

   snapshop 44.  O desmonte começou. O poder camaleônico criou esse gigantismo pseudocarismático, onde cada unidade local é ardilosamente atrelada ao emissário do dominador do rebanho de Deus, o exclusivo formador de meias-solas do PRD (palácio da rainha desfigurada). O gedeltismo como forma de vida fomentou o poço de iniquidades agora escancarado aos olhos da Sociedade. Quando mais o Ministério Público investiga, mais aparece para investigar.

   snapshop 45. Ailton, do RH do PES, recebeu R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais) para ficar quietinho. Eber Santana recebeu R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais) como acordo para não entrar com processo contra a Maranata. Além disso, por fora recebeu mais R$ 100.000,00 (cem mil reais) de AA. Outro Ailton, no sul do Brasil filmou contrabandos dessa banda podre da Maranata e também recebeu R$ 180.000,00 (cento e oitenta mil reais) para esquecer… BASTA de CAIXA DOIS!!! O dízimo continua como artigo corrupção na Maranata.

Interesses inconfessáveis nas viagens ao exterior. Membros da banda podre envolvidos em movimentação de depósitos bancários escusos para contas de laranjas dificultam investigações. O denominado VPR (vértice da pirâmide do crime) em uma SOC (sofisticada organização criminosa) manipula os recursos.

Ministério Público, essas denúncias merecem investigação e a pergunta permanece: Judas, cadê o dinheiro?

  snapshop 46. R$ 3.000.000,00 – três milhões de reais foram dados por Ademar na compra de uma fazenda em Jabuticabeira – Guarapari – ES. Na semana passada. Negócios escusos. Pr. Iraldo, irmão da juíza Hermínia, vizinha de Gedelti, é sócio de um empresário da Construtora ABC chamado Ademar, diácono Maranata. Esta construtora fica dentro do estacionamento do Hospital Santa Mônica em Vila Velha. Foco de emissão de notas frias. Marcos Batista Nakamura (conhecido como também Japonês) é laranja de Ademar na assinatura de diversos contratos referentes à construtora ABC. Jovem pobre que empresta seu nome para negócios de ungidos da ICM. Ele é responsável por assinar e emprestar seu nome em negócios escusos. Ministério Público investigue!

  snapshop 47. DECISÃO JUDICIAL entranhada no PIC/MPES 11/2013, expedida em 08.03.13 às 23:55 hs., sexta feira imediatamente anterior ao desfile final de 10.03.13 ordena a prisão de Elson Pedro dos Reis, então presidente da ICM, do ex-presidente Gedelti Gueiros e outros dois pastores, Amadeu Loureiro e Carlos Itamar Coelho. O Magistrado baseou-se em provas, inclusive em 17 (dezessete) depoimentos de testemunhas, destacando:

“Testemunha Diego Quintino de Souza: (…) que três semanas antes da Operação Entre Irmãos o declarante foi procurado pelo pastor de sua localidade, Maurício Gomes Caetano, o qual manifestou o descontentamento e nervosismo do pastor Gedelti Vieira, investigado, com  as declarações prestadas, porquanto seriam estas mentirosas; (…) que a pessoa de Lucas Ávila também testemunhou sobre os fatos  e, segundo ouviu dizer, acabou sendo procurado por Carlos Pimenta, advogado prestador de serviços da ICM, o qual negociou a produção de uma declaração pública de retratação em troca de não processar Lucas; (…) que pessoas que trabalham dentro da ICM falam sobre as ameaças de processo contra o depoente ; que os processos ao uma forma de constranger o depoente a mudar os depoimentos já prestados, pois todos que o processam conhecem as condições econômicas do depoente e sabem que não tem condições de pagar as indenizações pedidas (…); que sofre ataques dentro da igreja, à sua honra, ao ser chamado de mentiroso, etc, e que recebeu duas ligações telefônicas “mandando calar a boca para não apanhar até morrer” (…)

Consultando autos de processos no TJ-ES, encontro demanda judicial 0005234-05.2013.8.08.0035 onde Igreja Cristã Maranata – Presbitério Espírito Santense, em 19.03.13 demanda em face de Diego Quintino de Souza.

12/04/2013 Sentença sem julgamento de mérito Verifico que consta dos autos o pedido de desistência do feito e que a parte requerida sequer foi citada. Ante o exposto, e sendo prescindível a anuência da parte requerida face a não citação da mesma, JULGO EXTINTO O PROCESSO SEM RESOLUÇÃO DO MÉRITO na forma do art. 267, VIII, para os fins previstos no art. 158, parágrafo único, ambos do CPC. Custas pela parte requerente. SIGAM OS AUTOS EM SEGREDO DE JUSTIÇA, ARQUIVAR.

Na iminência da DENÚNCIA em que MP-ES não teve dúvidas em apontar Gedelti Gueiros no “vértice da pirâmide do crime” no contexto de uma “sofisticada organização criminosa”, acusando-o oficialmente de três crimes: apropriação indébita, estelionato e formação de quadrilha, a demandante desistiu da ação contra Diego.

Resta saber se este cidadão está disposto a requerer ressarcimento por danos morais.

 

snapshop 48. A Nota de Esclarecimento do Conselho Presbiteral da ICM-PES falando pelo porta-voz Renato Duguay Siqueira, coronel reformado da Polícia Militar, evidencia o imbróglio pseudocarismático em que o gedeltismo encurralou a membresia.

Duguay Siqueira participava da diretoria da Fundação Passos Barros e é um dos militares que comandaram a rebelião de coronéis contra o ex-secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, após a publicação do livro Espírito Santo que relata a participação de militares, incluindo coronéis, na morte do Juiz Alexandre Martins Filho.

Este membro do Conselho da Maranata está processando o Juiz Carlos Eduardo Ribeiro Lemos e Rodney Miranda por publicarem um livro que arrebenta com o crime organizado no Estado. Autores de outro livro, como aparente tese de defesa que aceita tudo, escrito como resposta ao primeiro, respondem demanda por ressarcimento de danos. A resposta do Juiz Carlos Eduardo Ribeiro Lemos: Não Vamos Nos Intimidar (vídeo em duas partes).

Por estas e outras razões, a tal Nota de Esclarecimento do Conselho Presbiteral assinada por Duguay Siqueira expõe ainda mais a ferida mortal desta Igreja. O objetivo sub-reptício de Gedelti Gueiros através deste Conselho é dar ares de exibição de força, pelas mãos de terceiros como pretendeu no desfile final à sombra do Mandado de Prisão. Por assim dizer, a Nota de Esclarecimento não passa de mais um tiro pela culatra.

snapshop 49. Coisa de espertos. Cópias autênticas de documentos públicos enviados ao SITE informam escrituras expedidas em cartórios diferentes, em épocas diferentes, medidas diferentes e um confuso emaranhado de doa não doa, pedaço pra cá, pedaço pra lá, toma e retoma com respeito às áreas rurais onde foi erguido o Maanaim de Domingos Martins – ES.

  De mais estranho, por quê a escritura de 2001 apresenta Arlínio O. Rocha como procurador da ICM-PES quando havia um Departamento Jurídico na empresa? Sete (7) advogados assinaram a petição em que o dominador do rebanho de Deus queria o fechamento da Comunidade Já Fui Um Maranata – JFUM. Não conseguiu.

Como estamos diante desse poço de iniquidades agora escancarado aos olhos da Sociedade, creio que o Ministério Público esteja de posse de cópias dos documentos; mesmo porque a autodefesa, a avareza e a dissimulação ficaram notórias em quem já está considerado o VPC – vértice da pirâmide de crimes em uma SOC – sofisticada organização criminosa. De passagem, o exame imparcial, ainda que pouco profundo dos textos, de fato nos permite a intenção sub-reptícia de possível retomada da parte principal com as benfeitorias existentes. Voltaremos ao assunto…

   snapshop 50. A DENÚNCIA do MP-ES pretendendo ação penal pública incondicionada contra 19 pessoas integrantes de SOC – sofisticada organização criminosa apontando Gedelti Gueiros no VPC – vértice da pirâmide do crime foi distribuída à 8ª. Vara Criminal, Comarca de Vitória – ES. Ao consultar o andamento processual nada encontro de DECISÃO. Apenas informes de petições e mais petições.

A demora de impulso inicial é insustentável, não se justifica e cabem medidas próprias para saneamento do mal. A demora é para proteger os corruptos da elite da Igreja Cristã Maranata?

A Sociedade insiste em providência mas parece que o d. Magistrado espera algo acontecer de interesse de alguém ou de alguma entidade. Faltando o impulso processual a denúncia começa a se arrastar. Homens honestos e mulheres sinceras estão perguntando algo estranho à grandeza do Direito: quanto custa? Milhares de doentes foram esquecidos, milhares de lares foram destruídos, milhares de sofredores nesses anos ignorados enquanto maus pastores tripudiavam deles. Nada a alegar de peculiaridades do caso.

Afinal, o magistrado imagina empurrar o MP-ES e a Sociedade com a barriga? É estranho. Certas demoras desagradáveis fazem pensar em interesses pessoais, políticos e pressões, especialmente quando algum político enche a cabeça do presidente do Egrégio Tribunal com sonhos de ingressar na senadoria…

Então o círculo se fecha nesse poço de iniquidades: na dependência do CEM – curral eleitoral maranático a corrupção pode se fortalecer; mas estão esperando votos de um homem com dois braços quebrados (quem lê entenda). Estamos na iminência de outra operação para desarticular forças contrárias, interesses de coronéis eclesiásticos ou de corporação político-religiosa?

Com um mês de DENÚNCIA o d. Magistrado da 8ª. Vara Criminal, Comarca de Vitória – ES ainda não deu sinal de interesse em apurações. Mas a boca miúda reclama e olha para o Palácio da Justiça e lança perguntas:

Senhor Presidente do Eg. TJ-ES,

Se a certeza, como princípio, significa que diante da infração o processo penal deve ser célere, certo e efetivo para dar a cada um aquilo que é seu, porque o magistrado não se importa?

Se a JUSTIÇA SE NEGA A EMPUNHAR A ESPADA o que será nesse caso?

 

More news later…

ttp://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/

Sei de algo que está roubando o sono até de meia-sola remendado que se droga para dormir durante a viagem de fuga para o exterior: está na hora de alguns começarem a pensar que é melhor falar a verdade do que continuar como boi de piranha do PRD – palácio da rainha desfigurada.

Relembre o caso Maranata

> Bens de pastores da Maranata crescem 6 vezes

> Pastor briga para retomar a liderança da igreja Maranata

> Operação apreende documentos em sedes da Igreja Maranata

> Fraude derruba toda a cúpula da Igreja Maranata

> Igreja Maranata: dízimo desviado em fraude milionária

> Pastor usou ‘visão’ para justificar desvio

> Envolvido em compras foi preso pela federal

> R$ 1,8 milhão doados à igreja

> Igreja contratou sobrinho de presidente

> Maranata: “uma igreja que surgiu da luta pelo poder”

> Maranata pagou R$ 941 mil em materiais nunca entregues

> Maranata: líder da igreja é investigado

> Crimes federais investigados

 

NOTA

Acompanhe https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

Aos nove Promotores de Justiça integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) que assinaram pedido de abertura de AÇÃO PENAL PÚBLICA, pelo brilhante, meticuloso, paciente e sério trabalho, mesmo diante de todo tráfico de influencia desses astutos dirigentes. PARABÉNS!!!

Aqui não é lugar para calúnias e difamações: discutimos doutrinas e ideias.

Cite a fonte caso faça cópia ou transcrição dos textos publicados neste Blog. Este artigo http://cavaleiroveloz.com.br/?s=snapshot+news

Continue em  http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante.

Evitem postagens fora do FOCO do artigo. Imagens colocadas no artigo como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
136 comentários em Snapshot News
 
Maranata: 19 denunciados por estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada

Eles teriam praticado desvio de dízimo da igreja, envolvendo uma movimentação financeira da ordem de R$ 24,8 milhões

13/05/2013 – 22h47 – Atualizado em 14/05/2013 – 00h07
Cláudia Feliz | cfeliz@redegazeta.com.br
Foto: Reprodução/TV Gazeta

 Reprodução/TV Gazeta

Ex-presidente Gedelti Victalino Gueiros (à direita) é acusado de três crimes

Pastores da Igreja Cristã Maranata – entre os quais o fundador da instituição e presidente do seu Conselho Presbiterial, Gedelti Victalino Teixeira Gueiros – estão entre 19 pessoas denunciadas à Justiça pelo Ministério Público Estadual por crimes de estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada. Elas teriam praticado desvio de dízimo da igreja, envolvendo uma movimentação financeira da ordem de R$ 24,8 milhões, segundo o próprio MPES.

Nove promotores integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) assinam o pedido de abertura de ação penal pública contra os denunciados, que terão dez dias de prazo, a partir da citação judicial, para responder às acusações.

Leia mais »

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
194 comentários em Maranata: 19 denunciados por estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada