OPINIÃO: SEMINÁRIOS DA OBRA

Bem, antes de tudo, é bom reconhecer que as pregações do chefe religioso e dos pastores nos seminários da ICM-PES são ocas. Sempre vazias!

Essas mensagens reveladas, segundo dizem, não educam no Evangelho de Deus, conforme o Novo Testamento. Por conseguinte, a ninguém prepara para os enfrentamentos das angústias, doenças, perdas e outros problemas da vida. Mensagens que a ninguém fortalece contra os pecados da carne, a soberba da vida e as cobiças dos olhos.

Mensagens reveladas… segredos da Obra, que arregimentam as pessoas e as submetem às rédeas do regime autoritário, discricionário e nervoso da ICM; para dele depender, para nele trabalhar na manutenção do sistema. Mensagens que provocam paixões doentias e fanáticas pela denominação (que dizem) evangélica: a Instituição ICM-PES.

Os seminários da ICM consistem em nada mais, nada menos do que isto: venda de um produto religioso. Para tanto, fazem de tudo para vender esse produto. Sim! Tal como aqueles seminários de comércio de avestruzes, dietéticos e estelionatos de pirâmides. Enfim, o marketing multinível!

Entendo que nas aulas, eles fazem exaustiva propaganda de tudo que diz respeito à ICM (doutrinas, ordens, normas, patrimônios, sistema etc.). Esta é a essência e assim será porque a obra é dinâmica, eles afirmam. Independente do título da aula, independente do seminário, independente do que for. Tudo desemboca na ICM-PES, a obra revelada deste a eternidade. Ocos os professores e tão pobres na sabedoria cristã e no Evangelho de Deus que, embora mudem o rótulo da aula ou o versículo inicial, sempre canalizam a mensagem revelada a tal mesmice de sempre.

Então, vamos destrinchar. Tudo é muito repetitivo lá nos seminários:

Primeiro – começam com um versículo bíblico qualquer, geralmente nos livros de Samuel, Reis, Gênesis, Juízes, Cantares. Raramente algum do Novo Testamento.

Segundo – a seguir, exaltam a condição da ICM-OBRA. Dizem que estão vivendo um momento profético, depois alegam que a Obra é dinâmica, e repetem novamente que a OBRA está vivendo um momento especial. Continuam dizendo que eles receberam um chamado, uma herança, um segredo; e que devem valorizar tudo isso como mistérios da OBRA. Tudo para seduzir e encantar como se fizessem parte de uma elite espiritual, qual seja, a ICM.

Terceiro – agora comparam a ICM e com as outras denominações (geralmente através de versículos que possuam certa dualidade, por exemplo: Maria e Marta; Saul e Davi; Israelitas e Filisteus; Egito e Canaã, e vários outros. É assim sempre! Anotem: SEMPRE! Escarnecem e ridicularizam tudo e todos que sejam referentes a outros grupos evangélicos e da Católica. Falam pela centésima vez do misticismo da pedra do Rio Jordão, do óleo do Monte Sinai, da Assunção de Maria, etc. Aquele besteirol todo que todo mundo já está cansado de saber. Mas repetem de novo e de novo… e de novo. E a manada finge estar se alimentando, dizendo: glórias!… glórias!… Obra maravilhosa!

Quarto – começa o momento das ameaças aos membros. Aliciamentos psicológicos e o pior: terrorismos! Com aquele escarnecimento mordaz comum entre eles, contam tristemunhos de pessoas que saíram da Obra; ou que desobedeceram as ordens do PES, ou que falaram mal das doutrinas da ICM; ou que foram congregar em outra denominação. Caluniam, difamam e injuriam os dissidentes. Usam o nome de Deus com ameaças de castigos e eternas punições. Terrorismos!

Quinto – já totalmente distantes do contexto do versículo lido no início, como pretexto para falar mal dos outros e exaltar o ídolo ICM-Obra, começam agora a mudar o rumo. Como não tem mais nada a falar, começam a falar de experiências, dando a entender que, por OBDC tudo que o PES manda (e desmanda) só ali nesta OBRA é que as pessoas serão vitoriosas e abençoadas. Chantagem pura! Os bonecos gostam das chantagens emocionais.

São as experiências de sempre: o aluno que recebeu cola de um anjo no vestibular de medicina; o pastor que teve uma experiência com uma senhora em Pernambuco e o filho na Bahia; o obreiro deficiente físico que censurou a esposa porque tinha que estar todos os dias numa igreja da Obra no interior; do pastor que falou mal da Obra, o Sinhô o proibiu de entrar no Maanaim. E assim morreu de câncer…

Experiências com o costumeiro objetivo de estimular a adoração à ICM e cegamente OBDC aos caprichos do sistema religioso. O indivíduo é formatado serviçal OBDC. O apelo é no sentido de que o servo da Obra continue obedecendo… obedecendo… obedecendo. O que fica é o seguinte: seja uma mula tapada e você será vitorioso, quanto o pastor que teve a esposa curada pelo anjo, o jovem que recebeu as repostas do vestibular de medicina, e o chefe icemita que tomou café da manhã com Deus.

Mas se o Papa aparecer, ele começa, claro, a falar das experiências íntimas com Deus, cheio de espetaculoso misticismo, para fascinar a platéia e afagar o ego narcisista. Sempre com os dissimulados e exagerados sentimentos de triunfo. Orgulho religioso e vaidade!

Por fim, oram em línguas tipo cantelamarras, owdrirreis, showrriras; se no final do seminário, pedem para os irmãos voltarem para casa no clamor; enquanto, se contorcendo nas cadeiras doidinhos para irem embora, os seminaristas obrais não mais aguentam besteirol e invencionices dos tantãs. O mantra repercutiu centenas de vezes: OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… OBRA!… Terrorismo!

Mudam-se os seminários, mudam-se os títulos das aulas, passam-se os anos, mudam-se os meios de transmissão: por meio de video-conferência ou satélite. A mesmice de sempre. O desânimo de sempre. Tudo é vaidade e correr atrás do vento…

Conclusão

Então, chegamos ao seguinte: o Evangelho de Deus nos garante ser a “paz de Cristo o árbitro” (Cl. 3.15); e a “constância de Cristo” (2 Ts. 3.5) provoca mudança e segurança em cada um dos que foram “feitos filhos de Deus” (Jo. 1.12), “selados para o dia da redenção” (Ef. 4.30).

Embora a introjeção da doutrina revelada na mente da manada de icemistas os leva, a fingir ser bênção o que estiveram ouvindo, eles fingem que dali sairão abençoados. Fachada! Esses seminários do Maanaim são extremamente cansativos, obstrutivos e repetitivos.

Entram vazios e saem mais vazios. Cessam as emoções na base de ESTA É A OBRA!… OBRA!… Cansados, entediados e até aterrorizados retornam para casa. Fingem sorrisos, fingem que o seminário foi bom. Gostam muito de usar aquele clichê: Quando venho para cá, não quero mais voltar! Tédio! Tudo um faz-de-conta.

Isso não passa de falsa piedade. Falsa humildade para alguém se exibir como crente espiritual. E até mesmo para esse indivíduo tido como servo da OBRA não ser julgado e rebaixado. A hipocrisia é tão gritante que, embora também fingidores os outros fazem questão de julgar e criticar os que faltam ao Maanaim, ou que não gostaram do seminário. Tão somente para se ostentar como crente espiritual, ou seja: o bom servo da Obra.

Percebem a mediocridade?

Por esses disparates em cada mensagem e nada mais que um pacto de mediocridade, os pastores fingem que ensinam e a manada finge gostar da revelação (leia-se fermento) do PES; de modo que, depois, fingem dizendo que o Maanaim é uma bênção, um pedacinho da eternidade.

Porém, o Evangelho de Deus não é nada disso. Graças damos a Deus e seja o Nome de Cristo Jesus glorificado. Quem conhece realmente a mensagem do Evangelho de Deus, sabe do que eu estou falando. Enche a alma de vida, de amor cristão, de amor de Deus, de sabedoria cristã; porquanto o Evangelho consola, estimula e fortalece; promove a esperança, a fé e o amor.

A Paz de Deus.”

Artigo da autoria de meu amigo Ireneu.

Estilizado publicado com autorização e revisão.

NOTAS

Acompanhe em https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas e ideias.

Caso faça cópia ou transcrição deste artigo mencione

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/03/opiniao-seminarios-da-obra/

Em nome da ética democrática que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem.

Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas no artigo como ilustração fora retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

134 Respostas para “OPINIÃO: SEMINÁRIOS DA OBRA”

  1. João de Carvalho disse:

    A Paz do Senhor Jesus

    Nas igrejas e seminarios evitam muito falar em dizimos, mas as despesas das igrejas querem jogar nas costas dos servos, até material de limpeza ficam fazendo vaquinha entre obreiros, isso é uma vergonha, só para continuarem com altos niveis de arrecadação e poderem fazer a partilha por ” LÁ ” no PES, não vemos outra explicação, mas pode ser que estejam gastando muito com advogados para se defenderem doa roubos milionarios de dizimos.

    Tem pastor que está se inspirando no gedelti, até quer ser arrogante igualzinho quando falam, que mal exemplo… lamentável, e as igrejas esvaziando e não dão o braço a torcer, não admitem os grandes erros da seita.

    Mas os maiores erros que cometem não é roubar dizimos, o maior erro é implantar na cabeça dos servos doutrinas criadas por homem, sem fundamentos biblicos, e seus ensinamentos como se tivessemos num campo de concentração nazista, e o Hitler ditando as ordens infundadas biblicamente falando.
    Pobres Pastores ungidos com falsa unção, a cada dia são mais desprezados e desacreditados, até mesmo pelos familiares, que começam a perceber o fanatismo religioso dentro de casa.

    Querem que façamos seminários a todo custo, para recauchutar a lavagem cerebral que um dia começaram, ou começar a lavagem cerebral naqueles que se achegam e se iludem com a primeira impressão que um dia nos iludimos.

    Estou arrumando “minha mala”, pos não quero ser culpado por manter minha familia num caminho de desgraça espiritual. Tenho pedido a Deus que me mostre a direção que devo seguir, para que não venha a se repetir as mesmas mentiras, escravidão, discriminação, roubos, etc …em nossas vidas.

    Estamos anciosos pelos resultados dos julgamentos, sei que tem muita gente acreditando que “LOBOS” são “CORDEIROS” e quando a casa cair completamente, vai ser escombro pra todo lado, por enquanto isso ai que vem acontecendo são as “MAROLINHAS”, o “TSUNAMI ” vem ai.

    Agora estão querendo proibir de ouvir a RADIO TROMBETAS, só porque o irmão Samuel percebeu o grande erro que estava cometendo em seguir essa seita. Continuo ouvindo a Radio Trombetas enquanto estiver falando a verdadeira palavra de Deus.

    Irmãos, aqui estou, arrumando minha mala, e criando meu plano de voo através do melhor manual para nossas vidas … a Biblia.

    Agradeço ao CV pelo espaço e informações que o Senhor tem tocado ao seu coração para que nossas almas não se percam.

    Toda Honra e Glória seja ao Senhor,
    A todos a Paz do Senhor

  2. Alandati disse:

    A DESOBEDIÊNCIA GERA DESOBEDIENTES

    Irmãos, eu gosto muito do texto bíblico da cura do servo do centurião. Transcrevo a citação, com destaques (Mateus 8:5-13):

    “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa; mas dize somente uma palavra e o meu criado há de sarar. Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa; mas dize somente uma palavra e o meu criado há de sarar. Porque também eu sou homem SUJEIO À AUTORIDADE e tenho SOLDADOS ÀS MINHAS ORDENS, e digo a um: vai ali, e ele vai; a outro: vem cá, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz. Jesus ouvindo isto admirou-se e disse aos que o acompanhavam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel encontrei TAMANHA FÉ. E digo-vos que muitos virão do Oriente e do Ocidente, e hão de sentar-se com Abraão, Isaac e Jacó no Reino dos Céus; mas os filhos deste reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes. Então disse Jesus ao centurião: Vai-te, e como crêste, assim te seja feito. E NAQUELA MESMA HORA sarou o criado.”.

    O que intriga é o que aquela autoridade conseguiu alcançar que fez com que o Senhor move-se toda a Eternidade em favor da sua causa?

    Vejamos a simplicidade do ensino: ele era um homem de autoridade, contudo reconhecia a soberania da autoridade maior, a de Jesus, sobretudo em uma seara que a sua ingerência não poderia atuar. Isso foi notável para que Jesus operasse no servo enfermo daquele homem.

    Continuemos em um entendimento das coisas de Deus: se formos submissos à Autoridade do Senhor nas nossas vidas, obedecendo a Ele, teremos por consequência, autoridade reconhecidamente justa e de fidelidade por aqueles que dependem de nossas orientações, filhos, enquanto pais; alunos, enquanto professores; ovelhas, enquanto apascentadores, etc.

    Agora, por outro turno, o contrário também é verdadeiro: se alguém decide desobedecer a Deus, não reconhecendo a Sua Autoridade plena na Sua vida, sendo senhor de si mesmo, a consequência é de discípulos, em relação a esta pessoa, também desobedientes a Deus, que atuam como alheios àquilo que Deus quer para a sua vida.

    O que gedelspapa fez em todo o tempo, em sua trajetória, desde a criação da seita, foi exatamente disseminar a desobediência à Autoridade divina, implementando tudo quanto é tipo de heresia no seio maranático!

    Meus queridos icemitas, o que vocês acham que estão estabelecendo de relação com Deus, enquanto replicam o gedeltismo? Ele já recusou a autoridade do Senhor em sua vida, enquanto buscou os seus próprios interesses! Os meia-solas, discípulos dele, também o fazem, a quem você tem reconhecido como senhor de sua vida, Jesus ou um homem? Jesus ou uma instituição? Jesus ou uma “obra” feita por homens?

    Quer ver um exemplo prático da herança do gedeltismo: professor de seminário adúltero gera adúlteros nas unidades locais. Será que você tem visto muitos casamentos serem destruídos pelo adultério na icm? Aí pode estar uma boa dica para que você entenda melhor o que está acontecendo.

    Quebre essa maldição na sua vida! Liberte-se da autoridade que não é legítima, pois não reconhecem antes a soberania do Senhor, referindo-me claramente à cúpula da ICM, e obedeça somente ao Senhor, o único que pode, NA MESMA HORA, operar um milagre na sua vida!

    A Paz do Senhor Jesus!
    .
    .
    Neste ponto a questão se resume: o centurião entendia a diferença entre autoridade delegada e autoridade absoluta (era assim que ele agia no cumprimento das ordens emanadas do Procurador do Império Romano).

    No caso concreto ele deveria recorrer à AUTORIDADE ABSOLUTA e por isso fez a petição, pois o texto registra (Mt. 8.5-7 cf. Lc. 7.1-10 – ênfase nossa):

    “Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, apresentou-se-lhe um centurião, implorando (gr. parakaleo): Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente. Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo [Eu vou restabelecer a saúde dele].

    O gedeltismo falhou por espiritualizar frases isoladas das Escrituras e com isso favorecer a falsa unção e o falso profetismo. Não se arrpende dos erros e sai pela tangente.
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/a-falsa-uncao-gera-morte/
    .
    Quando entendemos este ponto e passamos a exercer “fé em Jesus” nada nos será impossível. No exercício da “fé em Jesus” o crente age como autoridada delegada. Ele age em estrita obediência à AUTORIDADE ABSOLUTA, como está escrito (Jo. 15.5 – ênfase nossa): “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”

    Sem me alongar, aqui está a explicação das falhas horriveis dos meias-solas remendados diante das doenças e dos enfermos. O gedeltimo mentiu ao lhes prometer unção. Se meias-solas se acham na posse de autoridade delegada, o que receberam foi baseada em LNP, heresias e mitos que a ninguem conseguem curar. Falsos pastores estão fora da AUTORIDADE ABSOLUTA que emana dos Céus. Falsos profetas sempre inventarão profecias que não se cumprem. Podem amaldiçoar mas maldição sem causa não se cumpre. Podem instigar o ódio eperseguir; mas apesar de feridos e maltratados, os retirante enchem as estradas. O Deus das Escrituras não dorme nem tira férias. ALELUIA!!!

    Sei de algo que estremece as mãos e os joelhos dos donos de rebanho mancomunados com o “deus deste século”: se aqueles que dominam a ICM-PES perderam a vergonha, os que os obedecem perderam o respeito por si mesmos.

    CV.

    Aos que estão rompendo com o sistema apóstata e manipulador:

    Mergulhem nas Escrituras e na oração particular.
    Peço encarecidamente a atenção às lições do livro CURAI ENFERMOS E EXPULSAI DEMÔNIOS (T. L. Osborn, Graça Editorial).

  3. Rendido estou! disse:

    Alandati,

    eu presenciei o caso de um adultério de um meia-sola destruir o lar dele e o de um diacono. O diacono chorava copiosamente todos os dias. Foi uma tragedia!

    Eu sei q isso pode acontecer com qualquer um, mas na icm-obra o professor de seminário ensina aos obreiros a deixar mulher e filhos pra trás nos finais de semana e feriados (sem falar nos cultos durante a semana, quando o obreiro tem q estar na igreja todas as noites, sem hora pra voltar pra casa). Os compromissos da icm estão acima dos compromissos familiares – pois assim fomos ensinados em todos os seminários, encontros e reuniões da icm.

    Alguns desses obreiros chegam a dar a vida para agradar os meia-solas. Se tornam motoristas particulares, porteiros e zeladores das unidades locais. Correm de um lado pro outro cumprindo ordens, e, fazem de tudo pela obra-icm, sem medir esforços. Mas em casa…. os filhos ficam órfãos de pai e as esposas se tornam viuvas de maridos (vivos) – quanto maior a posição hierarquia eclesiástica do marido na icm, maior a sua solicitação no “projeto” e maior a sua ausência dentro de casa.

    Deixar a esposa sozinha em casa cuidando dos afazeres domésticos e dos filhos, enquanto o marido cuida da obra revelada do sinho, se tornou um exemplo esdrúxulo de obra como forma de vida para muitos obreiros.

    O ensino nos seminarios fica claro na mente do icemita formatado: quanto mais se abandona o lar, mais espiritual se torna o obreiro e maior a chance de subir nas cobiçadas posições da hierarquia das organizações maranata (inclusive com direito a emprego dado por políticos eleitos pelos maranatas). E mais, quanto menos a esposa atrapalhar a ascensão hierárquica do marido, melhor o exemplo de esposa modelo, serva do sinho.

    Herança maldita!

  4. pr.eduardo gil vasconcellos disse:

    É “VERGONHOSSO!

    Um pastor que da aulas no seminário ser um adúltero dito por um familiar da própria esposa, aquela que gosta de uma profetada, ele ganha uma mesadinha do PES, pois pela informação de um familiar dela o casamento é de fachada. já faz algum tempo e familia quietinha.

    também… o Comendador e o Pes compram todos que querem se vender. Esse pastor vendia até remédios para emagrecer com faixa preta. teve uma membra da seita que vendeu, para uma pessoa que não era da seita,o coração dessa pessoa acelerou que foi parar no pronto socorro,o marido queria botar na justiça. Isso ocorreu em Santa Maria-RS alguns anos atrás.

    As pessoas não imaginam quanta sujeira esta escondida pelo Comendador e o Pes. Quando descobrirem que a tal Obra Maravilhosa não passa de covil de salteadores, tem gente que vai surtar! falei

  5. Eurípia Inês disse:

    Irmão Alandati,

    Agora, com seu comentário, é que entendo a proibição de se falar em cura na ICM. Como iríamos profetizar cura se o nosso Jesus não é autoridade reconhecida nem adorada lá dentro? E isso começando da alta cúpula.
    Como Jesus ia delegar sua autoridade a nós, como o CV explica, se Ele próprio não era considerado e exaltado com autoridade absoluta?

    Jesus curou o servo do centurião porque este, mesmo sendo autoridade, reconhecia a autoridade superior de Jesus e por isso teve seu servo curado. Teve fé qdo Jesus disse: “Eu irei curá-lo”.
    Eu pergunto:
    -Que dia observamos humildade na ICM?
    -Quando Jesus foi o centro dos cultos?
    -E a fé em Jesus, alguém demonstrou ter?

    O ministério de Jesus foi a oferta salvação pela grça o que inclui a cura das doenças e a perdão dos pecados; mas infelizmente como Jesus NUNCA foi autoridade absoluta nessa seita, fica explicada a impossibilidade de cura das doenças e proibição de se falar neste assunto (e perdão fica condicionado à heresia do clamor). Seu lugar e sua autoridade foram usurpados.

    Quero citar um exemplo de cura que presenciei independentemente dessa proibição.

    Uma amiga minha foi acometida de uma doença que a deixou em cadeira de rodas. Eu a acompanhei, e orei, a levei à igreja. Eu a animava e consolava mas dizia com toda certeza que ela não iria ficar naquela cadeira. Ela iria andar porque Deus testificava isso para mim.

    Eu a aconselhei a não comprar equipamentos de apoio que ela precisou usar. Disse a ela que alugasse porque aquela deficiência era provisória. Assim ela fez e alugou cadeira de rodas, muletas e por fim bengala. E nesta sequência ela foi curada e hoje, para honra e glória do Senhor Jesus ela foi curada e anda com perfeição igual a vocês.

    Irmãos, mesmo tendo esta certeza, eu não pude falar na igreja. Um diácono bradou: “…Aqui não falamos em cura.” Isso eu ouvia de pastores também.

    Agora, tudo está claro pra mim. A autoridade máxima de ICM realmente não tem poder para curar. Não tem!

    Irmãos, não há outro conselho a dar a vocês que estão presos à esta seita, a não ser, o de ler a Palavra de Deus, principalmente os Evangelhos onde mostram o ministério de Jesus. Também o livro que o CV insiste em que leiam: “Curai enfermos e expulsai demônios” pois foi essa a grande autoridade que Jesus delegou a nós. Eu estou lendo e digo que nunca aprendi tanto do Evangelho puro, genuíno que Jesus nos deixou.

    A paz do Senhor Jesus a todos.
    Eurípia Inês
    .
    .
    Amados,

    Esta postagem de Alandati oportunizou-me algumas pinceladas sobre a diferença essencial entre a autoridade delegada e a autoridade absoluta. Eurípia está lembrando essa diferença.

    Fácil de entender e permitam-me os exemplos: o guarda de trânsito (autoridade delegada) determina que o motorista estacione o veículo, porque o Estado lhe deu essa autoridade. Exemplos os mais diversos caberiam aqui; mas vamos ao que diz respeito à “fé em Jesus” (At. 3.1-8 – ênfase nossa):

    “Pedro e João (autoridades delegadas) subiam ao templo para a oração da hora nona. Era levado um homem, coxo de nascença, o qual punham diariamente à porta do templo chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam. Vendo ele a Pedro e João, que iam entrar no templo, implorava que lhe dessem uma esmola. Pedro, fitando-o, juntamente com João, disse: Olha para nós. Ele os olhava atentamente, esperando receber alguma coisa. Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno (autoridade absoluta), anda! E, tomando-o pela mão direita, o levantou; imediatamente, os seus pés e tornozelos se firmaram; de um salto se pôs em pé, passou a andar e entrou com eles no templo, saltando e louvando a Deus.”

    Deste modo, no momento em que o crente em Jesus exerce fé na palavra que Deus disse, do jeito que Ele disse, ele é capaz de trazer à existência as coisas que ainda não existem, como está escrito (Hb. 11.1,6): “Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem. De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam.”

    Falando e pensando em termos das Escrituras, este é o princípio da ORAÇÃO DA FÉ. Mas a atenção dos icemitas foi desviada para MITOS e desde o momento em que o chefe religioso destituiu a Cristo Jesus de Seu Apostolado, Messianato e Sumo Sacerdócio a autoridade absoluta de Cristo Jesus foi desprezada.

    Heresia do mestre-profeta insistindo em que a ICM é a exclusiva Igreja Fiel a ser arrebatada antes da quarta trombeta.
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/a-quarta-trombeta-soara/
    .
    Esta grandiloquente heresia está atrelada ao PIOR: o mestre-profeta da MARANATA ensina que o anjo das trombetas joga do fogo do altar – símbolo do Espírito Santo – sobre os homens para que recebam alegremente as intervenções de Deus. Por conseguinte, com esta heresia Gedelti Gueiros destituiu a Jesus de Seu Apostolado, Messianato e Sumo-Sacerdócio.
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/03/o-desastre-da-heresia-icemita/

    LAMENTÁVEL!

    CV

  6. ninha disse:

    gostaria de saber qula igreja deus mostrou a vocês para serem agora ae a volta de jesus?
    .
    .
    Olá, ninha

    Existe apenas uma “igreja de Deus …corpo de Cristo”. Deixei algumas notas em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/04/lavando-os-pes/

    O que disto passa e coisa de gente.

  7. Bola pra frente disse:

    Fala sério! Ir a seminário em pleno feriado de 7 de setembro só para ouvir pastores falarem mal do MM?

    Que tristeza! Quando é que a maranata vai parar de escravizar seu povo? Ou melhor, quando esse povo vai parar de se deixar escravizar?

    Sai dela povo meu!

  8. Willian Lipaus disse:

    seus ridículos vão aceitar jesus e deixa aquele povo em paz , conheço varias pessoas da icm que são maravilhosas de bom testemunho.que so falam do amor de jesus ,se vocês fossem um pouco mais racionaos nao estaria difamando e sim orando por eles .seus lixo .vcs que sao os bonzão converte eles ,imbecis sem que fazer,discipulos do cao,
    .
    .
    seus ridículos… estão difamando… seus lixo… imbecis… discipulos do cao…

    Comece por aqui

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/02/operacao-abafa-desvio-de-recursos/

    Conteste o artigo, se é que V. conseguirá. Peça ajuda a alguns levantados pastores mas ele evitarão o assunto.

    willianlipaus@hotmail.com
    Endereço IP: 177.40.140.47

    Então, willian lipaus, olha ai o retrato da liderança:

    Investigação chega a líderes da Maranata
    https://www.youtube.com/watch?v=U4egV1Z5lrg

    Na mira do inquérito criminal aberto pelo Ministério Público Estadual estão o presidente, Gedelti Gueiros, e demais membros da cúpula da igreja

    http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/03/a_gazeta/minuto_a_minuto/1144943-investigacao-chega-a-lideres-da-maranata.html

    NÃO ADIANTA entrar aqui com pedras. Se V. quer mesmo aparecer, faça o seguinte: vá pra frente da sede da ICM-PES, lá em Vila Velha-ES, na Rua Torquato Laranja, 90; e denuncia os donos de balcões de negócios, os estelionatários, os falsos profetas e os maus pastores, se é que você consegue abrir a boca, deixar de ser cego e deixar de ser surdo.

    Mas se você acha que as DENÚNCIAS deste Blog nada valem; que o Ministério Público está errado; que os procedimentos do Judiciário estão errados e que a Sociedade está errada em esperar resposta, arme um palanque em defesa do maranatismo pseudocarismático e berre elogios ao dono da empresa, até espumar pela boca e cair desmaiado (acredito que vc ganhará elogios e diploma de servo da Obra).

    Outra estratégia, aliás para chamar atenção: tira a roupa, fique nu e corra pelas ruas da cidade, gritando contra as autoridades que investigam os crimes (em tese) cometidos pelos Judas que beijam Judas nos becos escuros do palácio e do poço de iniquidades da rainha desfigurada. Com certeza V. vai conseguir holofotes no Cidade Alerta, no Youtube…

    CV.

  9. Setestrelo disse:

    Olá irmã Desirre, Paz!
    Nós só temos esse Blog pra expressar a nossa indignação pelos maus tratos sofridos por homens q se embruteceram e maltratam as ovelhas do Senhor.
    Não adianta reclamar com o presbitério, eles não estão nem aí para o sofrimento das “pobres ovelhas do rebanho” (Jeremias)
    Na Igreja de Marechal Hermes tem um diácono que foi reclamar com o presbitério dos maus tratos de um pastor chamado Ancelmo. Resultado, o pastor Sérgio Novo deixou o diácono no banco. E depois foi lá na Igreja de Marechal Hermes e fez uma grande festa. O pastor Gedeuti do presbiterio soube de tudo isso e não fez nada.
    Uma tristeza!

  10. Juan disse:

    “Indiferente” comet 10 set 00;10
    Para começar o seu “nome” já diz tudo. indiferente é aquele que não está nem aí para os acontecimentos, tanto faz a agua correr pra cima ou pra baixo, tá tudo bem, são pessoas sem amor próprio, aceitam tudo sem questionar, ou aceitam por estar tirando algum proveito próprio.
    Em segundo lugar, ninguém aqui está falando mal destas pessoas simples, sim, existe pessoas maravilhosas dentro da icm e que são motivos de oração sim. Mas estamos falando do sistema maranatico que aprisiona as pessoas, separa as famílias e tantas coisas mais. Estamos falando do que acontece no “alto clero”, onde não há amor pelas ovelhas, mas há sim, um grande amor pelo dinheiro, onde as profetadas e revelagens jorram aos montões para continuar aprisionando as pessoas.
    Por enquanto é só, se precisar falo mais “indiferente”

  11. desirre disse:

    minha familia esta doente de tanto serem massacradas por esse cordenador e adorador de GG. estou me referindo a esse cordenador murilo de Dq de Caxias – RJ. O q esse homem tem feito com o rebanho é um absurdo.

    Gostaria desse espaço p pedir a esses irmãos p não aceitarem essas revelagens, profetadas reunioes sem a presença de Deus.

    Vamos reagir meus irmãos! Parem de ir a essas reunioes. Cuidem de suas familias (Josué 24:15): ¶ Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. O Espírito Santo esta onde existe amor, paz, harmonia. Chega de ser submisso ao homem, cuidem de suas familias.

    obrigado ao irmão e amigo que criou esse Blog. paz
    .
    .
    Nota:
    Republicação do post enviado em 08.08.12
    CV.

  12. Firme nas promessas disse:

    Indiferente post de 10/09

    ACORDA!!!!

    NÃO ADIANTA entrar aqui com pedras.
    Entendeu? Ainda não? Então tá.
    Ridículo é você em querer defender o sistema ICM-PES que alguns defendem por ignorância, mas outros por cumplicidade (devem estar ganhando muito bem para isso).

    Claro que existem pessoas maravilhosas dentro da ICM, que realmente amam a Deus (eu me incluo); mas estão dominados. Que pena! Morrem de medo das pragas e maldições proferidas pelo chefe muito religioso e seus meia-solas. Infelizmente, muitos desta geração dominada pelo gedeltismo continuam como se nada do que acontece aos olhos de todois lhes dissesse respeito.

    O CV é o atalaia de Deus, para anunciar a verdadeira face deste sistema e o Blog tem alcançado seu propósito com seus artigos e comentários.

    O som do tambor tem chegado longe… muito longe… chegando no coração das pessoas. Os fatos e a verdade exposta aqui tem libertado vidas nos mais diversos lugares. Algo extraordinário que ninguém pode parar.

    Quem passa por aqui… basta ler atentamente… basta dar ouvidos ao que o Espírito Santo está falando… e nunca mais será o mesmo. ACORDA!!!

    Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

    Paz


    .
    Pois é. A formatação deixa o icemita dependente na crença do chefe cheio de meias-verdades, este ai que domina o rebanho, nunca presta contas e está envolvido com processos judiciais. Quem continua preso ao sistema (por cumplicidade, igonância ou interesse escuso) joga pedras em quem AVISA DOS PERIGOS da má escolha; mas nunca demonstra o poder e sabedoria de quem anda na “fé em Jesus” e nem tem coragem de denunciar os erros dos meias-solas e do monarca religioso.

    Vai lendo, willianlipaus. O som do TAMBOR continua ai nos seus ouvidos.
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/
    .
    Você não mais poderá dizer: NINGUÉM ME AVISOU.

    CV.

  13. ovelha perseguida disse:

    Irmãos eu quando sai dessa igreja ICM , ainda eu tinha esse costume de consultar o senhor na palavra mas eu não tinha a resposta ,tinha e não tinha ,era confuso , era ainda um vazio e…eles de lá me ensinaram que quando fosse consultar a palavra era assim: quando abri a bíblia e falar coisas boa é que ta dizendo sim …e quando falar coisas ruim é não… Estranho né ?

    Deus com tanto poder.. ia falar assim através de sim e não ? Deus falava no meu coração:
    – Não minha filha… você não precisa mais disso,…
    – Eu dizia como Senhor ? eu preciso saber das coisas , eu preciso consultar, saber o que realmente é da tua vontade..
    – Minha filha você aprendeu isso lá …mas isso não é meu , eu não falo assim com meus filhos , eu dou o melhor pros meus filhos , eu sei o que eles precisam e eu dou …. não precisa me consultar , é eu mesmo que estou falando com você, eu te dou fica tranquila ….eles vão saber por mim , isso de consultar é coisa deles lá ….eu não quero você usando mais isso .

    Foi difícil …eu esquecia e ia consultar …ai vinha O Senhor falando :

    – não quero você usando mais isso …até que larguei…

    Eu sorria e tinha vontade de chorar ao mesmo tempo e foi assim que eu fui conhecendo esse Deus de verdade…. que lá eles dessa igreja ICM não conhece e fica mostrando um Deus que não existe.

    eu hoje sou liberta eu tenho tudo na mão , eu não preciso consultar mais , Jesus é comigo em tudo , hoje eu tenho tudo …..DEUS.. vai dar aos seus amados o melhor.

    Sabem irmãos, pela minha experiência aqui fora vejo que quando eu tava lá naquele sistema ICM eu fazia tudo do jeito que eles mostravam lá , e eu nunca tive sucesso em nada , nunca tinha alegria , hoje eu percebo que quando você se liberta daquilo lá é que as coisas boas vai se aproximando da gente , hoje eu tenho Deus de verdade…..
    .
    .
    Acredito que a experiência de vida molda a maneira de pensar. Como construir saídas? Como curar feridas? Como obter respostas? Como podemos processar a restauração? Nas angústias como respirar?

    Aprender a compreender o que Deus fala é algo extraordinário, especialmente considerando o que estiver na medida da fé que Deus reparte aos que O temem

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/quando-deus-fala/

    CV.

  14. daniely disse:

    gostaria de saber agora em que denominação congrega o cavaleiro veloz, meu esposo tem vontade de servir ao Senhor , porém não gosta da ICM , tem os motivos, gostaria de alguma ajuda sobre isso!
    .
    .
    Amados,

    Chegou o momento de abrir as asas e sair do ninho. Não a procura de outro ninho mas de estarem disponíveis diante do Altíssimo Deus e Senhor de todos.

    Não queiram procurar a igreja desse ou daquele irmão (decepções ocorrem). O melhor é orar e aguardar com paciência a direção do Senhor.

    CV.

  15. Alandati disse:

    JEJUM CASQUINHA DE VIDRO: QUALQUER COISA QUEBRA!

    Meus amados, às vezes, coloco-me a pensar e chego à conclusão que não entendemos em profundidade o fenômeno que nos acontece, enquanto retirantes.

    Vivíamos confortáveis, pensando em estar no lugar onde terminaríamos a nossa vida terrena, e com convicção de Eternidade.

    As discussões sobre temas bíblicos, para nós, catedráticos no conhecimento do MAL (Mistério Além da Letra), e supostos detentores de todos os segredos de Deus, conforme nos fizeram acreditar, eram simplesmente para verificarmos o quanto as pessoas estariam distantes de nós, principalmente no quesito “obra revelada” e “eternidade”.

    De frente com a realidade que, de fato, vivíamos enganados, cometendo enormes heresias, e ao invés de estarmos seguros, na verdade, corríamos um imenso perigo, de agradar aos homens e desagradar a Deus, começamos a rever os nossos conceitos.

    Nesse ponto, já destaco que SOMOS PRIVILEGIADOS por isso, visto que a pior coisa, em um debate ou discussão, é um dos participantes simplesmente entrar com o intuito único de provar que está certo, e atropelar o outro, convencendo-o do seu ponto de vista.

    Com a falsa estrutura, chamada obra, sendo retirada de debaixo de nossos pés, arrancando fora o pes (no singular e sem acento), deparamo-nos com conflitos relacionados à verdadeira vida cristã, de alguém sério e interessado em obedecer às Escrituras.

    Inúmeras dúvidas surgiram, e o mais interessante disso tudo é que, quase nada, nas condutas do dia-a-dia na seita poderá ser aproveitado, pois fazíamos predominantemente coisas sem amparo bíblico, e que, se pararmos para pensar, nem coerência, racionalmente falando, essas práticas tinham.

    Vivemos um misto de estarrecimento, pelo fato de termos sido tão facilmente enganados e conduzidos por veredas estranhas, sobretudo com relação ao que a Bíblia diz, e de alegria, pelo descortinar de uma porta, aberta por Deus, oportunizando o aprendizado genuíno, puro, conforme a Sua Maravilhosa Palavra para nossas vidas, e nesse último aspecto é que imputo como um privilégio o momento que estamos vivendo, do conhecimento da verdade.

    Eu costumo dizer para as pessoas que conheço, e estiveram relacionadas, de alguma forma, à seita, que o privilégio consiste no fato de, inexplicavelmente, coube ao Senhor, em determinado momento, desligar uma chavinha no nosso cérebro, que desfez a conexão com a alienação, rompendo com o comando hipnótico (http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/03/atencao-icemita-desligue-o-piloto-automatico/) que nos prendia inconscientemente ao hábito induzido de não pensar (http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/09/17/o-habito-induzido-de-nao-pensar/)

    A Bíblia já é a revelação de Deus! Se eu conhecer e aplicar, na minha vida, a Palavra, simplesmente a Palavra, estarei vivendo as maravilhas de Deus, e estarei dando passos para a Eternidade! Louvado Seja o Nome do Senhor!

    A questão agora se resume em interpretar as Escrituras, e o ponto de vista do outro, diferente, que antes não valia absolutamente nada, para nós formatados no maranatês, tem um valor agora sem medida, no sentido de construção da melhor forma de agradar a Deus, que é o objetivo de todo servo fiel!

    Uma questão intrigante dentro deste contexto, e que aqui iremos abordar, é do jejum.

    Na seita, como se faz o jejum?

    Aprendemos a coisa bem cartesiana, assim:

    – é chamado de “meio de graça”;

    – o jejum é se privar de todas as necessidades da carne, principalmente da alimentação;

    – o horário predominante é o da 00:00 h às 09:00 h. Há ainda aquele, feito pelos componentes do Grupo de Intercessão (http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/10/cha-com-bolachas/), que começa também meia-noite, mas se estende até o meio-dia;

    – perto do horário de início, o seguidor de tal prática deve estar atento, pois deverá iniciar o jejum, e esse início, na seita, é chamado de “consagração” propriamente dita, que é uma oração consagrando os motivos daquele jejum;

    – de igual forma, o término do jejum, na seita, não pode passar simplesmente pelo horário que é atingido pelo relógio, mas seguido também de uma oração, que na seita, é chamada de “entrega”;

    – qualquer pensamento “impuro”, ou até mesmo uma discussão, ou o esquecimento que leve a chupar uma bala, ou tomar um gole d’água, levava à temível e assombrosa “quebra” do jejum.

    O que a Bíblia fala sobre o jejum?

    Separamos algumas citações bíblicas a respeito do jejum, para comentarmos e, ao final, tentarmos chegar a uma conclusão a respeito do tema:

    Nas duas passagens que seguem, descobrimos que o jejum é uma forma de demonstrar a Deus a nossa grande necessidade da Sua ajuda.

    “Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.” 2 Crônicas 20:3

    “Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda a nossa fazenda.” Esdras 8:21

    Em hipótese alguma o jejum deve ser usado para causar uma boa impressão nos outros.

    “Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.” Mateus 6:17-18

    O jejum pode ser relacionado a um regime alimentar, ou seja, de parte da alimentação e nem sempre de tudo que se possa comer e beber.

    “Naqueles dias eu, Daniel, estive triste por três semanas. Alimento desejável não comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas.” Daniel 10:2-3

    Dentro desse assunto, já destacamos que jejuns muito demorados, enquanto considerado de privação total de alimento, seja comido ou bebido, levaria o homem à loucura por vezes, por exemplo, se ele não ingerisse água por três dias ou mais, além de ter uma grande chance de sofrer enormes problemas de saúde, ocasionados pela desidratação e seus agravamentos.

    O jejum não é uma “ferramenta” que haja necessidade de sempre ser utilizada, pois o próprio Jesus afirmou isso em sua Palavra:

    “Disseram-lhe, então, eles: Por que jejuam os discípulos de João muitas vezes, e fazem orações, como também os dos fariseus, mas os teus comem e bebem? E ele lhes disse: Podeis vós fazer jejuar os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então, naqueles dias, jejuarão.” Lucas 5:33-35

    Há alguns jejuns que não são aceitos por Deus:

    “Todavia me procuram cada dia, tomam prazer em saber os meus caminhos, como um povo que pratica justiça, e não deixa o direito do seu Deus; perguntam-me pelos direitos da justiça, e têm prazer em se chegarem a Deus, Dizendo: Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso? Por que afligimos as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que no dia em que jejuais achais o vosso próprio contentamento, e requereis todo o vosso trabalho. Eis que para contendas e debates jejuais, e para ferirdes com punho iníquo; não jejueis como hoje, para fazer ouvir a vossa voz no alto. ” Isaías 58:2-4

    Não desejamos aqui esgotar o tema, e muito menos sermos os donos da verdade sobre o assunto, mas algumas considerações podemos chegar a respeito do jejum e algumas ponderações a respeito da sua prática.

    O jejum não é simplesmente deixar de comer e/ou beber, e sim uma consagração (adoração a Deus). E a Ele que será feita a oferta e não aos homens, a pedido dos homens, para agradar aos homens.

    Por mais que encontremos uma motivação, digamos assim, para o uso do jejum, que não será sempre necessário, o objetivo em fazer uso do jejum não é a solução propriamente dita do problema, mas a busca pela presença e a declaração expressa que precisamos da ajuda do Senhor para aquilo. Não é um toma-la-da-cá. Eu faço jejum e Deus resolve o meu problema.

    A Bíblia não esmiúça sobre detalhes da prática do jejum, tais como duração, dias, e muito menos sentencia que deverá haver privação total de tudo que é inerente à carne, como fazíamos na seita, e isso é perfeitamente razoável quando entendemos que é um ato pessoal e íntimo de cada um. Deus vai tocar em cada servo, requerendo dele tal prática, e não o homem, que tenta colocar metas para a membresia, objetivando resultados pré-estabelecidos. Isso não é natural, e portanto não vem de Deus, e me arrisco em dizer que nem agradará a Deus, visto que foi estabelecido pelo planejamento humano e não divino.

    Aqui então já combatemos a denominação de meios-de-graça, utilizada pela “obra”, levando ao entendimento errôneo que se faz para aquela finalidade (graça) a ser recebida por Deus. O que se atribui a Deus uma face de negociador com o homem, promovendo escambo de uma coisa pela outra. Você faz jejum e Deus dá aquilo que você pede! Absurdo!

    Ser arma infalível, como é tachada na obra gedeltiana, assim como os outros ditos “meios-de-graça”, também não é verdadeiro, visto que Deus não aceita todo jejum que é feito!

    Gostaria de terminar com um exemplo prático de um irmão de determinada denominação que me fez muito pensar no assunto, e com certeza vai mexer com a possibilidade de questionamento e ponderação dos irmãos:

    Um servo de uma denominação evangélica, dentro de uma conversa com outro servo, retirante da icm, dizia que estava fazendo jejum de coca-cola por aqueles dias. Isso mesmo: de coca-cola!

    Em primeiro momento, um bom icemita formatado, e até um ex-icemita, liberto da formatação, ou seja, qualquer um tomaria a postura de chacota, gozação, ridicularização, mas o ex-formatado se conteve, e perguntou: como se dá isso?

    O servo, sério, humildemente respondeu: “É porque eu gosto muito de coca-cola, e por estar passando por uma dificuldade na minha vida, para a qual preciso da intervenção de Deus, eu estou me privando disso, que gosto muito, para invocar a Sua presença e adorá-lo, expressando a minha dependência dEle e requerendo que esteja comigo.”.

    Aquele servo meditou mais profundamente sobre o assunto, e começou a considerar aquela prática do irmão como correta, visto que é algo pessoal dele com o Senhor, e não dizia respeito a mais ninguém, dentro da sua intimidade e no mister de adorar a Deus!

    Fica então esse singelo estudo, para meditação dos irmãos!

    Temos muito que aprender ainda sobre esse assunto, mas faço a introdução, para que também não fiquemos usando em vão uma benção na vida do servo, que é o jejum, principalmente quando descobrimos como usá-lo, assim como Deus quer de nós!

    Mas uma coisa é certa, o jejum, conforme fazíamos e alguns fazem na obra, não encontra respaldo bíblico, e portanto pode ser que não esteja agradando ao Senhor.

    Outra coisa: Todo o tempo do jejum dormindo?! Que consagração (adoração, oração, entrega) a Deus há nisso? Qualquer pensamento, beber um copo d’água, discussão quebra esse jejum casquinha de vidro da obra! E o que foi feito até então, não é aproveitado? Que dúvida! Metas inatingíveis! Que sufoco!

    Há um detalhe: quando um cristal bem fino é quebrado, não serve depois para mais nada, pois tem que ser jogado fora! Não tem como colar e usar de novo!

    Assim é o jejum casquinha de vidro da obra: quebrou (ou seja, descobriu-se que é fajuto), então joga-se fora!

    Eu já joguei o meu fora, e faço conforme a requisição do meu Senhor, quando for da vontade dEle e como Ele orientar. Glórias a Jesus por esse entendimento maravilhoso!

    Não faço constantemente, porque Jesus falou que não seria necessário sempre, mas quando faço, tenho o sentimento real que estou agradando a Deus! Isso é maravilhoso!

    Experimente isso na Tua vida, icemita!

    Que Deus abençoe a todos!

    A Paz do Senhor!

    Alandati.

    Recomendo a leitura dos artigos do irmão Ézio Luiz Pereira, que abordam o assunto de forma genérica, com tamanha propriedade, como lhe é peculiar:

    http://www.ezioluiz.com.br/2011/12/01/fe-unico-%E2%80%9Cmeio-de-graca%E2%80%9D/ e http://www.ezioluiz.com.br/2012/10/17/santificacao-imposicao-eclesiastica-ou-voluntariedade/

    Publicado em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/11/01/jejum-casquinha-de-vidro-qualquer-coisa-quebra/

  16. […] Por mais incrível que pareça, a Mensagem do ilustre Pastor Presidente da ICM-PES produziu resultados imediatos nos cultos proféticos, púlpitos e Seminários da Obra. Seguem algumas expressões com que ex-icemitas agüentam discriminação e ódio religioso por parte dos formatados servos da Obra:

    adúlteros, alcoólatras, amantes da carne, bêbados, blasfemadores, caídos, caluniadores, criminosos, defensores da mentira, desgraçados, desocupados, diabólicos, endemoninhados, errantes, excluídos, exibidos, filhos do diabo, heréticos, hipócritas, homossexuais, ímpios, impostores, infames, infiéis, inimigos da Obra, inimigos de Deus, invejosos, irresponsáveis, libertinos, lobos, malditos, mentirosos, mexeriqueiros, mulherengos, mundanos, nuvens sem chuvas, obstinados, pedófilos, pederastas, perdidos, pérfidos, perniciosos, possessos de demônios, profanadores, rejeitados, servos inúteis, sem religião e sem temor a Deus, tarados, traidores, vadios, viciados, volúveis…

    O que era de se esperar?

    Os aprendizes de dominadores de rebanhos, como formatados e obedientes servos da Obra, continuam especialistas em ameaças, discriminação religiosa, imprecações, profecias de infortúnios e xingamentos. […]

  17. […] Certamente, V. já ouviu estas e outras frases nos seminários da Obra pela boca do icemita-mor ou de alguns dos defensores do gedeltismo (os quais nada mais são do que emissários do PRD – leia-se: palácio da rainha desfigurada. […]

  18. Alandati disse:

    CRENTE CINDERELA!

    É maravilhoso poder saber qual é a verdadeira vontade de Deus para tudo em nossas vidas.

    Esse texto que você cita em Mt. 6:17-18, diz claramente que não precisamos mostrar que estamos jejuando.

    Na seita maranata nós fazemos exatamente o contrário pois como esse jejum é via circular do pes, todos ficam sabendo que estamos jejuando. Só aí já estamos contra a Palavra.

    O que dizer quando íamos em algum evento como aniversário e, quando chegava meia noite virávamos a cinderela porque tínhamos que, ou voltar para casa, ou ficar ali vigiando passando constrangimentos por não poder comer ou beber mais nada?

    E quando era um churrasco no sábado, aí meu irmão, a luta era grande com a sede que passávamos.

    Quando lembro de tantos ridículos em favor de uma obra que nunca passou de invenção de um jogador de pragas, eu sinto até vergonha de ter me deixado enganar por tanto tempo.

    Glórias a Deus que estamos livres e agora temos irmãos que nos ajudam com esclarecimentos tão importantes como este.

    A paz do Senhor Jesus a todos.

    Eurípia Inês.
    Publicado no artigo JEJUM CASQUINHA DE VIDRO: QUALQUER COISA QUEBRA! cujo link é http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/11/01/jejum-casquinha-de-vidro-qualquer-coisa-quebra/comment-page-1/#comment-1091

    COMENTÁRIO DIGA NÃO ÀSEITA:

    Está todo bonitinho, arrumadinho, conversando, comendo, bebendo, rindo, mas de repente, ao soar o sinal da meia-noite, há a transformação para a preocupação, pressa, encerramento de assuntos, transtorno, busca por água incontrolável, constrangimento, seriedade, privação, aperto, meu Deus, quanta ignorância!

    Será que o icemita pensa que ninguém do seu lado percebe o que acontece? A transformação da “bela cinderela” em gata borralheira?

    Meus queridos, há pessoas que sempre nos amaram, amigos, nossos familiares, esses mesmos que o líder da seita fala para você se afastar e esquecer, e com certeza, reparam em nós, com relação a nossas atitudes, e isso é motivo de comentários depois.

    Quer ver algo que era comum nessa seita?

    Supostamente Deus havia revelado uma serenata, mas ela não poderia ser em nenhum outro dia, mas tinha que ser no sábado, quando se faz o jejum.

    Alguns pensavam: Senhor, será que não tinha outro dia para revelar tal coisa, mas tinha que ser exatamente no dia da “consagração!?”. Eu confesso que era um desses. Mas sabe o que eu fazia? Sabia que o Senhor não era Deus de confusão, e por estar servindo a Ele, ao término do evento, mesmo que avançasse da meia-noite, eu ficava tranquilo, comia, bebia, e só depois começava o jejum casquinha de vidro!

    Mas nem todos pensavam igual a mim, e imagine cada situação que acontecia, de constrangimento, como a irmã Eurípia declarou.

    Uma irmã, até mesmo após o artigo, relatou que um dia foram para uma visita promovida por pessoas da seita, mas ao chegar a meia-noite, mesmo trabalhando para o Senhor, e sem ter comido absolutamente nada, o diácono que estava à frente daquela visita, impediu que qualquer um comesse ou bebesse, sob a alegação que havia começado o jejum! Imaginem: os irmãos morrendo de fome e sede, com olhares de “cachorro babão”, salivando, e tendo que contemplar salgadinhos de toda a espécie, refrigerantes, sucos, água, doces, e não poder comer nada! Viraram “abóboras”! O dono da festa ficou sem entender absolutamente nada! O resultado foi opressão para todos daquele grupo!

    Outro, há muitos anos, relatava que tinha uma prova de concurso no domingo, e fez o jejum “casquinha”! A prova começava às 08:00 h, portanto antes do término do jejum, o que impediu dele comer alguma coisa, e achou muito inconveniente e vexatório levar um lanche para tomar café-da-manhã na hora da prova. O que aconteceu então foi que o irmão ficou com sua barriga roncando, de fome, e isso era ouvido por todos na sala em que estava, tomada pelo silêncio e atenção, próprios em dia de prova. Ele ficou envergonhado com aquela situação, levantou e abandonou a prova. Depois, ele mesmo me disse que aprendera: quando estivesse fazendo prova, não faria mais jejum!

    Uma irmã muito querida também me relatou que trabalhava no serviço público federal e estava, em um dia, atendendo o público, mas estava sob o propósito do jejum “casquinha”, e ainda não havia dado 09:00 h, e a irmã passou mal, desmaiou e ao ser atendida pelo médico, ele perguntou se ele não tinha comido nada, e ela, constrangida teve que afirmar que não, mas “preservou a obra”, não declarando o porquê, visto que era o jejum “casquinha”.

    Será que não tem mais casos de constrangimento como esses, ocorridos na seita? Certamente que sim!

    Se fosse de Deus essa prática, da forma que é orientado, isso tudo iria acontecer?

    Pare de passar vergonha com essas “revelagens” da obra! Isso não vem de Deus!

    Pare de ser crente cinderela, pois até mesmo que sua carruagem vire abóbora, você não vai poder comer, porque estará de jejum!

    A Paz do Senhor!

    Alandati.
    Publicado em https://diganaoaseita.wordpress.com/2012/11/03/o-crente-cinderela/

  19. Lucky Costa disse:

    Deus abençõe a todos.

    Gostaria de deixar um estudo(resumido) sobre como identificar seitas e heresias e porque combate-las. Espero que seja de ajuda para os que frequentam esse blog-ministério:

    IDENTIFICANDO UMA SEITA

    A FRASE PARA PENSAR
    Você está disposto a fazer pela VERDADE o que as seitas e seus adeptos fazem pela MENTIRA?

    Todas as pessoas têm o direito de professar a religião de sua escolha. A tolerância religiosa é extensiva a todos. Isso não significa, porém, que todas as religiões sejam boas. Nos dias de Jesus existiam vários grupos religiosos: saduceus (At 5.17), fariseus (At. 15.5), essênios, zelotes e herodianos. Os dois primeiros grupos tinham posições religiosas distintas (At 23.8). Mesmo assim, Jesus não os poupou, chamando-os de hipócritas, filhos do inferno, serpentes, raça de víboras (Mt 23.13-15,33). O Mestre deixou claro que não aceitava a idéia de que todos os caminhos levam a Deus. Ensinou que há apenas dois caminhos: o estreito, que conduz à vida eterna, e o largo e espaçoso, que leva à destruição (Mt 7.13, 14)

    Os apóstolos tiveram a mesma preocupação: não permitir que heresias, falsos ensino, adentrassem na Igreja. O primeiro ataque doutrinário lançado contra a Igreja foi o legalismo. Alguns judeus-cristãos estavam instigando os novos convertidos à prática das leis judaicas, principalmente a circuncisão. Tais ensinamentos eram uma ameaça à Igreja. Foi necessário que um concílio apreciasse essa questão e se posicionasse. Em Atos 15.1-35, temos a narrativa que demonstra a importância de consideramos os ensinos que contrariam a fé cristã. Outras fontes ameaçam a Igreja. Entre elas destacamos a pluralidade religiosa. (…)

    Restante em
    CACP Ministério Apologético
    http://www.cacp.org.br/como-identificar-uma-seita/
    .
    .
    Lucky Costa

    Esta mesmo artigo já foi indicado aqui e o link leva o interessado ao atigo completo.

    Olhe este outro: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/o-grilo-canta-na-carcaca/

    CV.

  20. Sai e estou satisfeito disse:

    O culto
    Aula de Seminário

    – Culto religioso: Satisfaz o proposito do homem nesta vida terrena. Argumento artificial, miticismo, materialismo. Pratica litúrgica (cada um representa o seu papel), mascara para enganar, técnica de avivamento espiritual, ponto de vista pessoal, comunhão com a carne, corpo sem governo, serviços remunerados (todos ganham salários), ministério profissional, crescimento agregados, sem eternidade, sem disciplina, palavra na letra, culto sem revelação, culto da apostasia, culto sem vida, nega a fé,cultura evangélica, sem conversão, literatura evangélica, sem novo nascimento, adora o cordeiro morto.

    – Culto da Oubra: Culto de dentro para fora, do desconhecido para o conhecido, Primeiro o espiritual depois o material, o clamor, o espirito revela, na revelação, vida revelada (nova forma de vida), jesus remidor (morrer para a carne todos os dias), Jesus vivo (ressuscitando em novidade de vida), Jesus virá (é a esperança na volta de Jesus, isto é a nossa a alegria), No culto da oubra tudo aponta para a eternidade, adora o cordeiro vivo. O culto da oubra trás três benefícios- Regeneração (entra triste e sai alegre, entra na luta e sai com a vitoria), União (A Igreja-corpo unida no espirito-amor), Alento (consolo na luta-vem a alegria e o refrigério.

    Meu Deus!
    Como conseguimos viver todo esse tempo nesta mentira.

    Hoje dou glorias a meu Deus por me fazer viver a Palavra Verdadeira.

    Abraços a todos e a paz do Senhor Jesus.

  21. pr.eduardo gil vasconcellos disse:

    Os seminários da seita herética continuam conduzidos e ministrados por pastores que foram denunciados como participantes da SOC – sofisticada organização criminosa.

    Imaginem o Koalace enrolando a lÍngua e dizendo maracutaias, maracutaias, o Vértice da Piramide do Crime interpretando, e parte da membresia glorificando e dizendo esta obra é do sinhô… que maravilha é esta obra!!

    TRAGÉDIA!!!!

    Seita maligna. Esses mais pastores brincando de ser Deus!

    Saia desta encrenca chamada seita maranata.

  22. pr.eduardo gil vasconcellos disse:

    Algo interessante em

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/snapshot-news/

    CV.

  23. Pedro Henrique disse:

    Quero deixar aqui um conselho pra quem vai subir pra sofrer a lavagem cerebral no Maanaim se vc se deparar cm um brucutu que sò anda de roupa preta, dizem que è um mugido da seita maligna, abre o olho, foge dele, alem de truculento anda armado pra defender os ladroes.

    Sem educaçao tal como o Papa GG tbm num è pra menos tà na escola concordam? vai ficar rico rapidinho….

    saudaçoes em Cristo.

  24. JANETE disse:

    APDS á todos! Diante de tudo o que tenho lido percebo que as pessoas que estão de certa forma falando parecem não estou afirmando, estão ou foram de alguma forma feridos e magoados pela ICM. Irmãos não quero de forma nenhuma agredir os irmãos. Já fiz parte da igreja em questão e como vcs tb me decepcionei com coisas que eu ví e outras tantas que ouví falar. Saí da igreja e fui para outra denominação e infelizmente naquilo que a primeira não errou a segunda errou e vice-versa. Frequentei então outras igrejas na tentativa de encontrar um lugar que eu pudesse dizer que encontrei a verdade, mas, novamente me equivoquei. Mas chegou um momento que Deus falou ao meu coração “Olhai para o alto “, então pude perceber que o que eu buscava não encontraria em igreja alguma mas em Cristo Jesus. Meu conselho de irmã em Cristo é: foi perseguido e magoado perdoe!, não existe uma igreja pura e sem máculas com a igreja primitiva. Onde os pastores estão errando prestarão contas a justiça e a Deus pois tem apascentado a sí próprios. Nenhum pecado ficará encoberto, quantas igrejas nesta última hora estão envolvidas em escândalos, e outras que ainda não estão poderão estar. Meus irmãos vamos colocar a mão no arado e o principal liberar perdão e que Deus abençoe a todos.
    .
    .
    Olá, Janete,
    Bem vinda.
    É este o alvo do Blog: auxiliar especialmente o icemita a desviar o foco da instituição pseudocarismática para o retorno ao “evangelho da graça de Cristo”.
    Interessantemente, desde que a amada irmã declarou “já fiz parte da igreja em questão”, compreende que existem milhares de crentes ameaçados, angustiados, decepcionados, feridos, intoxicados com meias verdades, profetadas e revelagens. Milhares romperam e outros estão neste processo. Muitos enfrentam e enfrentarão decepções com escolhas inoportunas e intempestivas; mesmo porque o antigo conselho de Deus já proclamara (Amós 5.4-15 – ênfase nossa):

    “Pois assim diz o SENHOR à casa de Israel: Buscai-me e vivei.

    Porém não busqueis a Betel, nem venhais a Gilgal, nem passeis a Berseba, porque Gilgal, certamente, será levada cativa, e Betel será desfeita em nada.

    Buscai ao SENHOR e vivei, para que não irrompa na casa de José como um fogo que a consuma, e não haja em Betel quem o apague.

    Vós que converteis o juízo em alosna e deitais por terra a justiça, procurai o que faz o Sete-estrelo e o Órion, e torna a densa treva em manhã, e muda o dia em noite; o que chama as águas do mar e as derrama sobre a terra; SENHOR é o seu nome.

    É ele que faz vir súbita destruição sobre o forte e ruína contra a fortaleza.

    Aborreceis na porta ao que vos repreende e abominais o que fala sinceramente.

    Portanto, visto que pisais o pobre e dele exigis tributo de trigo, não habitareis nas casas de pedras lavradas que tendes edificado; nem bebereis do vinho das vides desejáveis que tendes plantado.

    Porque sei serem muitas as vossas transgressões e graves os vossos pecados; afligis o justo, tomais suborno e rejeitais os necessitados na porta.

    Portanto, o que for prudente guardará, então, silêncio, porque é tempo mau.

    Buscai o bem e não o mal, para que vivais; e, assim, o SENHOR, o Deus dos Exércitos, estará convosco, como dizeis.

    Aborrecei o mal, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo; talvez o SENHOR, o Deus dos Exércitos, se compadeça do restante de José.”

    Por oportuno, mais de 200 artigos estão a sua disposição.

    Saúde.

    CV.

  25. […] snapshot 73. Deste modo, a avareza, a autodefesa, a dissimulação e a mentira estão no nascedouro da Maranata. Então, além de desvios de dízimos e ofertas, apareceu o caixa dois nos seminários – a fábrica de formatados. Destes, os mais intoxicados como fermento do gedeltismo foram habilidosamente promovidos a meias-solas (expressão com que o líder religioso ridiculariza os pastores subalternos) facilmente manipulados na base do ossorrevelô.Imperioso lembrar o voto de cabresto no final de 2010 e a prova da indisfarçada manipulação dos pastores. […]

  26. […] Pois bem. Desde os primeiros seminários ouvíamos o mestre-mor e emissários do palácio da rainha desfigurada insistindo em palavra revelada garantindo que a Obra é filho único… e que não haveria outra.

    Que mentira!!! […]

  27. Alandati disse:

    VOCÊ NÃO PERCEBE QUE COME MACARRÃO INSTANTÂNEO TODO DIA NA OBRA?

    Bate bola com Stanislaw Ponte Preta a respeito da alimentação rápida, prática, e fácil, mas que pode causar prejuízo.

    Veja a comparação com o alimento que é oferecido na obra em http://diganaoaseita.wordpress.com/2013/09/03/voce-nao-percebe-que-come-macarrao-instantaneo-todo-dia-na-obra/

    Graça e Paz,

    Alandati.

  28. Rendido estou! disse:

    Segundo o gedeltismo, não basta crer em Cristo simplesmente, é necessário fazer parte do “corpo” (icm), pois só a oubra tem salvação (…e a suficiência de Cristo vai para o beleléu).

    Para agravar o horror dessa doutrina anti-cristo, Amd ainda saía por ai dizendo que não havia tempo para começar uma outra oubra (ABSURDO!). Ele chegou a dizer (veio ao meu conhecimento) que a IEL dos EUA, não completaria um ano de existência, pois se chegasse a completar um ano, ele deixaria de ser pastor. Pode!?

    Pois é, um ano se passou, e agora? Cadê o Amd?

    Mestre da doutrina revelada, professor da aula “síndrome da queda espiritual”, idolatrado e temido como um dos principais patrocinadores da oubra revelada… agora ele deve explicações sobre a sua conduta e seus atos durante todos esses anos de “ministério”. GG o bancou, mas não adiantou… a sua queda tá dando o que falar!

    Faço questão de afirmar que não sou da IEL, mas compartilho essa informação para mostrar até onde vai a soberba e arrogância dos “principais” protagonistas dessa novela SAMARANATAIA.

  29. […] Estou disponibilizando este espaço com o objetivo específico de – mais uma vez – denunciar discriminação e maus tratos que famílias inteiras passam nas mãos dos meias-solas remendados, criados à imagem e semelhança do pai da Obra e constantemente empanzinados com mitos religiosos em cultos proféticos e seminários nos Maanain’s. […]

  30. Espelhos… disse:

    […] Aquilo que Deus nunca disse, nem passou pela mente de Deus é o que mais se vê na boca dos mestres e pastores, porquanto a doutrina revelada espalhada pela elite da ICM-PES credita aos falsos dons espirituais a base da doutrina dos seminários nos Maanain’s. […]

  31. […] Começo por aqui:

    1. A maior preocupação de Gedelti e essa: “consolidar as doutrinas da obra”. Com esse entulho a formatação continua e a membresia continua dizimando e presa ao sistema.

    2. Assim você entende as falas de alguns do Conselho: Duguay explica a formatação e disse em uma entrevista: “fomos gerados por uma doutrina e somos fiéis a ela, pois ela mudou a nossa vida”; e Gilson esnoba o orgulho religioso: “foi para preservar os nossos valores, e são esses valores que vão nos fazer passar uma herança para uma próxima geração de servos do Senhor na obra…”.

    Evidentemente, denominada doutrina revelada além da letra não passa de grande ofensa à Inerrante Palavra do Eterno e Todo-Poderoso.

    Desde que a crença do chefe religioso foi institucionalizada, os icemistas estão aguardando a quarta trombeta que vai tocar – promete o mestre primaz – “num abrir e fechar de olhos” – quando, então, a Igreja Fiel (leia-se: ICM-Obra) será arrebatada.

    Este assunto continua insistentemente lembrado ao povo nos seminários dos Maanains e publicações. […]

  32. […] Dura verdade! Ávidos de aprenderem a caminhar pelos meandros dos mistérios da Obra, cada encantado com a Obra Maravilhosa adquire certeza da necessidade dos encontros do Maanain. Dois, no máximo três dias nos seminários de fins de semana… Então, em Nome de Deus, começa a ação esquizofrênica dos líderes do maranatismo-monárquico-pseudocarismático na mente dos principiantes. […]
    .
    .
    http://cavaleiroveloz.com.br/

    https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

    https://www.facebook.com/groups/retirante/

    https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  33. […] Não se iludam. A falsa unção gera morte. A Maranata continua dominada por mercenários palacianos envolvidos em diversos processos no Judiciário. Igrejas morrem e a Maranata não é exceção.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/a-falsa-uncao-gera-morte/

    Nos cultos proféticos da Maranata os emissários do palácio da rainha desfigurada (o mestre-profeta os chama de meia-solas) amoldam os dons conforme instruídos nos seminários da Obra e introjetado na mente deles. Por oportuno, a massa é fermentada com fermento de homens mercenários mergulhados em iniquidades inconfessáveis. […]

  34. A Implosão disse:

    […] Portanto, cabe a pergunta: por que acontecem essas implosões? Resposta: porque a linguagem do não-pensamento ampara doutrinas erradas, dissimula os erros dos líderes, excita a formação de balcões de negócios e facilmente instiga o ódio religioso. Exemplo disto é o falso profetismo nos cultos proféticos e nos Seminários da Obra, especialmente onde a formatação é introjetada na mente dos participantes ao som de Deus revelou! O custo disso se mostrará… o Dia se aproxima. […]

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.