Agradando aos homens e desacatando as Escrituras – Parte III

Esta é a terceira parte da série “Agradando aos homens e desacatando as Escrituras”. Acesse aqui: Parte I e Parte II.

Terceiro Capítulo

 A antiga promessa do derramar do Espírito Santo (Jo. 1.32-33; Lc. 24.49) foi confirmada no Pentecostes (At. 1.5,8; 2.1-4) e em outras ocasiões (At. 10.44-48; 19.6), como está escrito (At. 2.39):

“Pois para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar.”

Esta promessa foi confirmada conforme o modelo do Novo Testamento a exemplo do que aconteceu em Éfeso: Paulo expôs as Escrituras, impôs as mãos sobre aqueles homens piedosos e falavam em línguas e profetizavam.

Nada de bibliomancia (consulta) e clamor inconseqüente: erro em cima de erro. Mas os icemistas continuam errando…

Carlos e Marcelo desejam que Benício compreenda que a falsa unção gera a morte. Depois de ferir o Testemunho de Deus a respeito de Seu Filho Unigênito e ferir a Doutrina da Tri-Unidade da Divindade, não há quem consiga ficar em pé diante do Mediador da Nova Aliança e nosso Sumo Sacerdote.

Ninguém conseguirá entender o Evangelho e exercer fé em Jesus independentemente de sinceridade e verdade a toda prova. O Evangelho é absoluto, exclusivo. O Evangelho é fogo purificador. Fogo santificador.

Olhando para Benício, vê-se que ele abaixou a cabeça, meio sem graça, com o bombardeio de perguntas. Ele não tem como dar respostas sem condenar a si mesmo.

Querendo defender-se, desferiu o mantra:

– O que digo é o seguinte: o mestre ensinou, fez o apelo e fui à frente. Então ele disse do púlpito: clamem pelo sangue de Jesus, consultem ao Senhor pela Palavra, abram a Bíblia para ver se houve confirmação do batismo com o fogo do altar. Se alguém tiver alguma dúvida os pastores estão ai para orientar na consulta e decidir.

– Benício… assim?! Desse jeito?! Esta prédica é rotineira?

Benício pisca e repisca os dois olhos e continua: Eu chorava sem parar… e até hoje me emociono com a cena. Eu fiz exatamente como ele mandou e assim, a resposta foi positiva confirmando o meu batismo. Daquela hora em diante até fiquei na expectativa de ser levantado para o ministério da Obra. Justamente! Quanta emoção invadiu o meu coração naquele momento… Esta Obra é demais… e olhem: este assunto foi lembrado na Grande Evangelização do Mineirão em Belo Horizonte – MG.

– Sei… Mas Benício, – Carlos insiste, – estamos falando do ardente batismo com o Espírito Santo e você está falando de batismo de anjo-que-joga-fogo-na-cabeça-de-crente que acredita na crença do mestre. Agora, responda com base nas Escrituras… claro, se você conseguir: o ardente batismo com o Espírito Santo é apenas choro e emoção ou autoridade e poder de Deus para testemunhar a favor de Jesus? Você entendeu o que acabei de dizer?

– Gente! – Benício desconversa, pisca os olhos e continua com os jargões – a Religião não alcança a Obra e não entende esta Obra… Esta Obra é mistério revelado para Igreja Fiel. Maranata! Obra é Obra…

– Foi assim, Benício? – Carlos insiste. De acordo com a crença do chefe religioso e mestre-primaz, o seu batismo de fogo do altar jogado na sua cabeça despertou em você até o augusto desejo de ser pastor da Obra…

– Justamente! Não estou falando? Obra é Obra. Simples, não é? Vocês entendem?

– Não, Benício, – Marcelo intervém, – não é simples, assim, como você diz, mas já entendemos o que aconteceu: a burocracia da sua doutrina é interessante. Como o mestre ensina e de acordo com o que você chama de doutrina revelada, o fogo do altar, símbolo do Espírito Santo, derramado pelas mãos do anjo sobre a sua cabeça é o batismo com o Espírito Santo.

– Justamente! E Benício franziu as sobrancelhas como que desejando conseguir concordância no que havia dito. Porém, Marcelo insistia em fazê-lo conhecer o erro em que estava mergulhado.

– Este batismo foi confirmado pela consulta a Palavra debaixo do clamor pelo sangue de Jesus. Não foi isso que você declarou?

– Justamente! Justamente! E pisca e repisca os olhos…

– Então, – Carlos intervém, – lá no seminário você estava ouvindo o discurso do mestre sobre a quarta trombeta e no final da aula ele, muito seguro de si, profetizou: o anjo joga o fogo do altar sobre a cabeça dos homens para que recebam com alegria o poder de Deus. Finalmente, consta no relatório que você foi batizado com o fogo do altar – símbolo do Espírito Santo.

– Isto mesmo, Carlos! Essas anotações aparecem na minha ficha… com certo destaque manuscrito: ele absorveu a Obra… é um servo da Obra.

– Interessantes esses destaques na ficha de pastor da Obra, – Carlos comenta, – e continua: mas você, Benício, se recorda do texto da confirmação do tal batismo, como você diz, batismo com fogo do altar – símbolo do Espírito Santo?

– Sim… que bênção! Confirmado debaixo do sangue de Jesus e sacramentado. Assim é a palavra revelada na Obra. Aliás, você já sabe que só a Obra tem a palavra revelada. Não é? Portanto, como diz o mestre, a mescla que se dane!

– Mas, diga-me, qual foi o texto?

– Ah! Boa pergunta. Foi em Atos 28.26: “Vai a este povo e dize-lhe: De ouvido, ouvireis e não entendereis; vendo, vereis e não percebereis.” A Obra é mestra. Aqui está a palavra revelada. É assim na Obra. Eu me firmei na primeira parte do versículo. Justamente. Marquei a minha Bíblia em vermelho que é a cor do sangue de Jesus: “VAI A ESTE POVO E DIZE-LHE”. Por isto eu digo: Ai de mim se sair da Obra… sou servo da Obra. Você ouviu?

– Ouvi, Benício. E diante do que você aprendeu de seu mestre-primaz e senhor, recordo-me do que Deus falou pelo Profeta Isaías a respeito daqueles que se julgam sábios aos seus olhos mas jeitosamente torcem as Escrituras (Is. 29.13-14):

“O Senhor disse: Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim, e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, que maquinalmente aprendeu, continuarei a fazer obra maravilhosa no meio deste povo; sim, obra maravilhosa e um portento; de maneira que a sabedoria dos seus sábios perecerá, e a prudência dos seus prudentes se esconderá.”

A ser continuado… (Parte IV)

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

4 Respostas para “Agradando aos homens e desacatando as Escrituras – Parte III”

  1. […] Fixe a atenção no seguinte: observe como o Benício insiste nesse batismo com o fogo do altar . […]

  2. allefh disse:

    acho que vç naum tem servisso naum so sabe falar dos outros se vc quiser eu arranjo um trabalho na fazenda linpando coco de vaca  ai acho que vc vai se oucupar ne

    …..

    allefh ambrosio

    allefhambrosio@hotmail.com

    IP: 189.76.222.30

    Além de não ter coragem, nem garra, para CONTESTAR O ARTIGO, V. demonstra a FORMATAÇÃO que lhe foi introjetada. E por isso V. se dá bem nos cultos proféticos…

    Claro exemplo de SIMEI que nada mais fazia, do que jogar pedras; mas teve o seu fim, aliás, bem merecido… Convém a mim e ao SITE, cumprir o que é justiça de Deus.

    Por agora deixo de lado a ofensa, para lhe propor algo mais interessante do que V. fez: abrir a boca e deixar sair sujeira:

    a) conte neste espaço o que V. tem feito para DENUNCIAR as fofocas e mentiras que se ouve nos cultos proféticos;

    b) conte neste espaço como foi que Deus o impulsionou numa poderosa profecia, que abalou os corações dos falsos obreiros e falsos profetas, a ponto de se arrependerem das mentiras que pronunciam em Nome de Deus.

    Por último, faça um favor à sua alma preciosa e arrependa-se de seus pecados. Não seja mais um bobo da corte, como o Benício, doente de formatação maranática mas imprestável para o REINO DE DEUS.

    No amor de Jesus.

    CV.

  3. Elias disse:

    Allefh meu filho, me ajuda!!!!!

    Este blog tem o costume de respeitar todos os que entram e deixam os seus comentários. Mesmo que muitos deles não tenham profundidade e interesse na verdade como o têm este blog,  respeitamos, independente do que escrevem e como escrevem. Mas como o seu comentário ao entrar neste blog parece NAUM(não) ter este objetivo, coisa de quem NAUM(não) tem SERVISSO(serviço), vou te dar uma sugestão: Vai se ocupar com algo que te de retorno como… estudar um pouco da lingua portuguesa!! O que voçê acha?!!

    Graça e Paz!!

    …….

    É isto, Elias.

    Cada capítulo da HERESIA ICEMITA cega, confunde, desespera e desvia o crente em Jesus do alvo maior que é adorar ao Senhor “em espírito e em verdade”. Isto exige sinceridade a toda prova.

    Este conjunto de erro em cima de erro e o falso batismo com o Espírito Santo abriram portas para essa coisa enlouquecida que se vê. De endoidecer!

    Feridas foram abertas e não saram. O fracasso é geral. O mal está feito. Os icemitas foram atropelados pelo gedeltismo; mas Blog está cumprindo objetivo proposto e não se desvia.

    Nesse enfoque, pretendendo facilitar a compreensão do mal que está feito e oferecendo ajuda para se verem livres dessa maldade, o artigo mostra a realidade. Lendo e pensando, milhares abriram os olhos; mas alguns icemitas não querem ver e lançam pedras.

    Porém, situação deplorável é a de alguns desesperados, que nada tendo para dizer, lançam estrumes.

    Vamos em frente.

  4. Emílio Cerqueira disse:

    É o seguinte:
    A onça não está arrotando nem rugindo nem engasgada muito menos tossindo… ela esta esturrando mentiras pelas janelas. Eita!
    Ficou difícil. Cansei. A onça não consegue andar sem mentiras: falsos dons, meias verdades, profetadas etc e tal. Coisa de doido. Se alguem faz perguntas o dono da onça fica bravo e solta os cachorros. Não aprendem e ficam felizes com essa coisa de OSSORREVELÔ. Desculpe: Feliz? felicidade ou ignorância?
    Fábrica de doidos. Perderam o controle, e alguém inventou um tal de aperfeiçoamento dos dons e virou revelação. Burrice e confissão das mentiras deles. É gente contaminada deixando doença por onde passa. andam como zumbis. Sem cura . Tá lembrado da Palavra de Jesus? Onde estiver o cadáver, ai se ajuntarão os abutres. Fico pensanso…
    Onde está a verdade? Nas Escrituras, claro. Em Jesus que nos deu o Espírito de Deus, é claro. Mas ess liderança doida não quer saber da verdade e coça os ouvidos atrás de novidades, de políticos…. Cansei.
    Saia de lá enquanto é tempo, adore a Deus, faça o bem ao próximo e curta a vida com a família…

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.