O Armagedom!

 

Imagem relacionada

 

As profecias de Zacarias ocupam lugar central no Antigo Testamento com criteriosa expectação para o Novo Testamento. Este artigo mostra as principais profecias desse sacerdote-profeta concernentes a Israel, o Messias e o Reino Milenial.

  1. Ele virá de modo humilde e modesto

Zacarias 9:9

Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.

Zacarias 13:7

Ó espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o SENHOR dos Exércitos. Fere o Pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas; mas volverei a minha mão sobre os pequenos.

Mateus 21:5

Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, manso, e assentado sobre uma jumenta, e sobre um jumentinho, filho de animal de carga.

Mateus 26:31,56

Então Jesus lhes disse: Todos vós esta noite vos escandalizareis em mim; porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão.

Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.

  1. Ele restaurará Israel pelo sangue de seu concerto

Zacarias 9:11

Ainda quanto a ti, por causa do sangue da tua aliança, libertei os teus presos da cova em que não havia água.

Marcos 14:24

E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que por muitos é derramado.

  1. Ele será pastor das ovelhas de Deus que ficaram dispersas e desgarradas

Zacarias 10:2

Porque os ídolos têm falado vaidade, e os adivinhos têm visto mentira, e contam sonhos falsos; com vaidade consolam, por isso seguem o seu caminho como ovelhas; estão aflitos, porque não há pastor.

Mateus 9:36

E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor.

  1. Ele será traído e rejeitado

Zacarias 11:12,13

Porque eu lhes disse: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o meu salário e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata.

O SENHOR, pois, disse-me: Arroja isso ao oleiro, esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata, e as arrojei ao oleiro, na Casa do SENHOR.

Mateus 25:15,16

E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata, e desde então buscava oportunidade para o entregar.

Mateus 27:3,9,10

Então, Judas, o que o traiu, vendo que Jesus fora condenado, tocado de remorso, devolveu as trintas moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e os anciãos.

Então se realizou o que vaticinara o profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, que certos filhos de Israel avaliaram,

E deram-nas pelo campo do oleiro, segundo o que o Senhor me determinou.

  1. Ele será traspassado e abatido

Zacarias 12:10

Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.

Zacarias 13:7

Ó espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o SENHOR dos Exércitos. Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas; mas volverei a minha mão sobre os pequenos.

Mateus 4:30

Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

Mateus 26:31,56

Então Jesus lhes disse: Todos vós esta noite vos escandalizareis em mim; porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão.

Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.

  1. Ele voltará em gloria para livrar Israel de todos os seus inimigos

Zacarias 14:1-6

Eis que vem o dia do SENHOR, em que os teus despojos se repartirão no meio de ti.

Porque eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres forçadas; e metade da cidade sairá para o cativeiro, mas o restante do povo não será extirpado da cidade.

E o SENHOR sairá, e pelejará contra estas nações, como pelejou, sim, no dia da batalha.

E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul.

E fugireis pelo vale dos meus montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o SENHOR meu Deus, e todos os santos contigo, ó Senhor.

Mateus 25:31-33

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.

Apocalipse 19:15

E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso.

  1. Ele reinará como Rei em paz e retidão

Zacarias 9:9,10

Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.

E de Efraim destruirei os carros, e de Jerusalém os cavalos; e o arco de guerra será destruído, e ele anunciará paz aos gentios; e o seu domínio se estenderá de mar a mar, e desde o rio até às extremidades da terra.

Zacarias 14:9,16

E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o SENHOR, e um será o seu nome.

E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrarem a Festa dos Tabernáculos.

Romanos 14:17

Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

Apocalipse 11:15

E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.

  1. Ele estabelecerá o seu reino glorioso para sempre sobre todas as nações

Zacarias 14:6-19

E acontecerá naquele dia, que não haverá preciosa luz, nem espessa escuridão.

Mas será um dia conhecido do SENHOR; nem dia nem noite será; mas acontecerá que ao cair da tarde haverá luz.

Naquele dia também acontecerá que sairão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e metade delas para o mar ocidental; no verão e no inverno sucederá isto.

E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o SENHOR, e um será o seu nome.

Toda a terra em redor se tornará em planície, desde Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém, e ela será exaltada, e habitada no seu lugar, desde a porta de Benjamim até ao lugar da primeira porta, até à porta da esquina, e desde a torre de Hananeel até aos lagares do rei.

E habitarão nela, e não haverá mais destruição, porque Jerusalém habitará segura.

E esta será a praga com que o SENHOR ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca.

Naquele dia também acontecerá que haverá da parte do SENHOR uma grande perturbação entre eles; porque cada um pegará na mão do seu próximo, e cada um levantará a mão contra o seu próximo.

E também Judá pelejará em Jerusalém, e as riquezas de todos os gentios serão ajuntadas ao redor, ouro e prata e roupas em grande abundância.

Assim será também a praga dos cavalos, dos mulos, dos camelos e dos jumentos e de todos os animais que estiverem naqueles arraiais, como foi esta praga.

E acontecerá que, todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrarem a Festa dos Tabernáculos.

E acontecerá que, se alguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, não virá sobre ela a chuva.

E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, não virá sobre ela a chuva; virá sobre eles a praga com que o SENHOR ferirá os gentios que não subirem a celebrar a Festa dos Tabernáculos.

Este será o castigo do pecado dos egípcios e o castigo do pecado de todas as nações que não subirem a celebrar a Festa dos Tabernáculos.

Apocalipse 11:15

E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.

Apocalipse 21:24-26

E as nações dos salvos andarão à sua luz; e os reis da terra trarão para ela a sua glória e honra.

E as suas portas não se fecharão de dia, porque ali não haverá noite.

E a ela trarão a glória e honra das nações.

Apocalipse 22:1-5

E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.

No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.

E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.

E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome.

E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre.

Assim começa a profecia final: “Eis que vem o dia do SENHOR”.

Cenário assustador! Israel se acomoda com as promessas do Grande Homem e este indivíduo exige adoração no templo em Jerusalém e quebra o acordo na metade da última das setenta semanas de anos. Ironicamente, Israel entrará no pior de sua existência: “o tempo da angústia de Jacó” (Jeremias 30:7).

No encerramento das profecias de Zacarias o que aparece é o Armagedom!!! Nações do mundo se unem às nações vizinhas e todos estarão contra Israel.

Parece incrível que alguém tenha alcançado este final. Para salvar o seu povo o Messias Plenipotenciário intervém do Céu, destrói os exércitos do Anticristo e impede a destruição de Israel.

NOTAS

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/02/arrebatamento-ja/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/01/a-ultima-chamada/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/02/fico-com-as-escrituras/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/a-quarta-trombeta-soara/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/02/a-chave-de-toda-profecia/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/03/o-desastre-da-heresia-icemita/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/05/nada-a-ver-com-o-arrebatamento/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/10/fatos-da-escritura-profetica-parte-i/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2017/10/nao-se-espantem-nem-tenham-medo/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/o-lago-de-fogo-eterno-esta-preparado/

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

3 Respostas para “O Armagedom!”

  1. Cavaleiro Veloz disse:

    A abordagem das principais profecias em Zacarias aparece em 8 tópicos:

    1. Ele virá de modo humilde e modesto
    2. Ele restaurará Israel pelo sangue de seu concerto
    3. Ele será pastor das ovelhas de Deus que ficaram dispersas e desgarradas
    4. Ele será traído e rejeitado
    5. Ele será traspassado e abatido
    6. Ele voltará em gloria para livrar Isael de odos os seus inimigos
    7. Ele reinará como Rei em paz e retidão
    8. Ele estabelecerá o seu reino glorioso para sempre sobre todas as nações

    A Conclusão do Templo e Promessas Messiânicas é o tema do Livro de Zacarias (520-470 a.C.)

    As oito visões de Zacarias (1.7 a 6.8) incentivavam os judeus e garantiam a continuidade de Judá e de Jerusalém, porquanto Deus cuida de Israel, seu primogênito (cf. Êxodo 4:22).

    Conforme os registros históricos, o templo de Salomão fora saqueado e destruído pelos babilônios em suas investidas contra Judá e Jerusalém, ao tempo do ministério profético de Jeremias; mas a Babilônia foi invadida por uma coalizão de exércitos vindos do Norte sob o comando de Ciro (mencionado por Isaías pelo nome, 150 antes cf. Isaías 45:1-7), dando fim ao império de Nabucodonosor (Daniel 1.21; 5.21, em 539 a.C.). Ciro (550-530 a.C.) ordenou o fim do cativeiro dos judeus e 50.000 judeus regressaram a Judá. O templo foi completado e dedicado sob o ministério profético de Ageu e Zacarias (516-515 a.C.).

    Então, aparecem os livros pós-exílicos: Ageu (520 a.C.), Zacarias (520-470 a.C.) e Malaquias (430-420 a.C.).
    Importante salientar que o sacerdote-profeta Zacarias profetizou a respeito da morte expiatória de Cristo pelas mãos dos judeus; mas no fim dos tempos eles compreenderão esta ofensa terrível e isto os levará a prantear amargamente e arrependidos a fim de serem salvos (Zacarias 12.10 a 13.9 cf. Romanos 11.25-27).

    Zacarias 12:10 a 13:1-9

    10 Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e prantearão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.
    11 Naquele dia será grande o pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadade-Rimom no vale de Megido.
    12 E a terra pranteará, cada família à parte: a família da casa de Davi à parte, e suas mulheres à parte; e a família da casa de Natã à parte, e suas mulheres à parte;
    13 A família da casa de Levi à parte, e suas mulheres à parte; a família de Simei à parte, e suas mulheres à parte.
    14 Todas as mais famílias remanescentes, cada família à parte, e suas mulheres à parte.
    1 Naquele dia haverá uma fonte aberta para a casa de Davi, e para os habitantes de Jerusalém, para purificação do pecado e da imundícia.
    2 E acontecerá naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, que tirarei da terra os nomes dos ídolos, e deles não haverá mais memória; e também farei sair da terra os profetas e o espírito da impureza.
    3 E acontecerá que, quando alguém ainda profetizar, seu pai e sua mãe, que o geraram, lhe dirão: Não viverás, porque falaste mentira em nome do Senhor; e seu pai e sua mãe, que o geraram, o traspassarão quando profetizar.
    4 E acontecerá naquele dia que os profetas se envergonharão, cada um da sua visão, quando profetizarem; nem mais se vestirão de manto de pelos, para mentirem.
    5 Mas dirão: Não sou profeta, sou lavrador da terra; porque certo homem ensinou-me a guardar o gado desde a minha mocidade.
    6 E se alguém lhe disser: Que feridas são estas nas tuas mãos? Dirá ele: São feridas com que fui ferido em casa dos meus amigos.
    7 Ó espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o Senhor dos Exércitos. Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas; mas volverei a minha mão sobre os pequenos.
    8 E acontecerá em toda a terra, diz o Senhor, que as duas partes dela serão extirpadas, e expirarão; mas a terceira parte restará nela.
    9 E farei passar esta terceira parte pelo fogo, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro. Ela invocará o meu nome, e eu a ouvirei; direi: É meu povo; e ela dirá: O Senhor é o meu Deus.

    Romanos 11.25-27

    Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.
    E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades.
    E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados.

    “O SENHOR é minha bandeira.”

    CV.

  2. Cavaleiro Veloz disse:

    Trump reconhece Jerusalém como capital de Israel e ordena transferência de embaixada americana

    Decisão é considerada polêmica, uma vez que os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado.

    Israel considera Jerusalém sua capital eterna e indivisível.

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/trumpreconhece-jerusalem-como-capital-de-israel.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1

  3. Cavaleiro Veloz disse:

    TRAIÇÃO E ARMAGEDOM!

    “As profecias que preveem a maior batalha do mundo são muito específicas para que sua exatidão seja negada. A situação como apresentada pelos profetas há cerca de 2500 anos atrás com respeito aos “últimos dias” (também chamados de “dias vindouros” – Gênesis 49.1; Isaías 2.2; Atos 2.17; etc.) encaixa-se precisamente em nossos dias: a terra de Israel, após ficar desolada durante séculos, é novamente habitada pelo “povo que se congregou dentre muitos povos”. Isso certamente descreve a situação atual.

    A precisão inegável e milagrosa da profecia até esse ponto exige que levemos a sério tudo mais o que ela diz sobre os eventos futuros. Não está especificado nas Escrituras o papel que a ilusão demoníaca dos OVNIs poderá ter, se de fato tiver algum, no desenrolar das profecias a respeito de Israel. É interessante, no entanto, que numa reunião na África do Sul, um grupo internacional de ufólogos incentivou a abertura de uma embaixada para extraterrestres – em Jerusalém – para dar-lhes ‘um lugar seguro’ para pousar. 1 Mais uma vez o papel de destaque de Jerusalém nos eventos vindouros parece ser amplamente reconhecido.

    Continuando com o que parece ser o futuro próximo, a profecia declara que Israel estará num estado de complacência, sentindo-se seguro (como aqueles que “estão em repouso, que vivem seguros” – Ezequiel 38.11). A aliança de sete anos com o Anticristo, que permitirá a reconstrução do Templo, uma concessão inesperada para Israel, terá sido aceita por um mundo unificado pela catástrofe. À medida que esquece o terror, ainda esperando que o Anticristo seja capaz de conseguir o retorno de vários milhões de desaparecidos, o mundo entrará numa época de prosperidade internacional inédita na sua história. É então que o julgamento de Deus começará a cair sobre os rebeldes da terra numa série de calamidades cósmicas, como descritas no livro de Apocalipse. Israel, porém, será como uma pequena ilha intocada pelos desastres naturais que devastarão outras partes do planeta em sua volta.

    Ironicamente, Israel terá entrado involuntariamente na sua hora de maior perigo, “o tempo de angústia para Jacó” (Jeremias 30.7). Atraído por uma falsa sensação de paz e segurança sob acordos com seus vizinhos (garantidos pelo Anticristo como parte da aliança que ele confirma com Israel durante a septuagésima semana de Daniel), Israel estará mal preparado para o ataque surpreendente que será montado contra ele. Nessa hora todas as nações do mundo se unirão aos vizinhos árabes de Israel para executarem uma última tentativa de solução da questão judaica.

    A Bíblia chama isso de guerra de Armagedom. Ela resulta de uma traição pelo Anticristo, que quebra sua aliança e se volta contra Israel. Para salvar Seu povo, Cristo intervém do céu e destrói o Anticristo e seus exércitos, impedindo assim a destruição de Israel. Paulo escreveu a respeito do Anticristo: “A quem o Senhor Jesus… destruirá, pela manifestação de sua vinda” (2 Tessalonicences 2.8). No próximo capítulo analisaremos em detalhes como Cristo salvará Israel.

    O Arrebatamento virá antes

    A intervenção de Cristo em Armagedom é conhecida como a segunda vinda de Cristo, que muitos cristãos erroneamente creem ser o mesmo evento que o arrebatamento. No arrebatamento, porém, Cristo virá para Seus santos (Seus verdadeiros seguidores), enquanto, na segunda vinda, Ele virá com Seus santos e para Israel, para resgatá-lo em meio a Armagedom. A Bíblia nos diz claramente que “naquele dia estarão os Seus pés sobre o Monte das Oliveiras” (quando Ele intervirá em Armagedom); Ele trará “todos os santos” do céu com Ele (Zacarias 14.4-5; Judas 14-15). Logo, só se pode concluir que anteriormente Ele deve ter levado a Igreja, Sua noiva, para o céu. Portanto, a segunda vinda e o arrebatamento, que a precede, são dois eventos distintos.

    Separados por sete anos, o arrebatamento acontece no começo da septuagésima semana de Daniel, e a segunda vinda, no fim dela. Nós sabemos que Cristo vem para resgatar Israel no final da Grande Tribulação em meio a Armagedom, quando Seu povo estará prestes a ser aniquilado. Também sabemos que Ele vem para arrebatar Seus santos ao céu numa época de paz e prosperidade. A Bíblia claramente afirma que antes que lhe sobrevenha “repentina destruição” em Armagedom, o mundo deve se sentir confiante de que alcançou “paz e segurança” (1 Tessalonicenses 5.3). Nesse ponto o arrebatamento acontecerá, num ambiente mundial de complacência orgulhosa e rebelião contínua contra Deus e nenhum medo de Seu julgamento – a mesma atitude da humanidade logo antes do dilúvio nos dias de Noé.

    Os cristãos também serão pegos de surpresa no arrebatamento, a menos que estejam andando em íntima comunhão com Cristo. Ele nos advertiu: “Por isso ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do homem virá” (Mateus 24.44). Certamente isso não está descrevendo a segunda venda, porque em meio a Armagedom todos saberão que Cristo está prestes a voltar. Até o Anticristo saberá disso, e será forçado a recuar de seu ataque contra Israel “para pelejarem contra [Cristo]” (Apocalipse 19.19).

    1. U.S. News & Word Report, 10 de abril de 1995, p. 14

    DAVE HUNT – JERUSALÉM – Um Cálice de Tontear, ATUAL, 1999, Capítulo 20, pg 365-367. (Download gratuito)

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.