DENÚNCIA contra pastores e membros da Maranata

Estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada são acusações.

Ação penal foi movida pelo Ministério Público Estadual (MP-ES).

 Vilmara FernandesDe A Gazeta

Entre eles, está o fundador e presidente da instituição, Gedelti Victalino Teixeira Gueiros. É a segunda vez que a denúncia é confirmada pela Justiça Estadual.

Todos foram acusados, em ação penal do Ministério Público Estadual (MP-ES), por crimes de estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada (nota fiscal fria).

Sede da Igreja Cristã Maranata em Vila Velha (Foto: Edson Chagas/ A Gazeta)Sede da Igreja Cristã Maranata, em Vila Velha (Foto: Edson Chagas/ A Gazeta)

Eles teriam praticado desvio de dízimo da igreja, envolvendo uma movimentação financeira da ordem de R$ 24,8 milhões, segundo o próprio MP-ES.

Ao processo, também, está anexada outra ação penal formulada pelos promotores por supostos crimes de ameaça praticados até contra promotores e juízes.

O processo, que teve início em 2013, tramitava em Vitória, onde a denúncia foi aceita. Duas audiências chegaram a ser agendadas e uma delas realizada no final de 2014. Mas, por decisão da Justiça, o processo foi transferido para Vila Velha, onde está localizada a sede da igreja.

Naquele município os trâmites foram reiniciados. As duas ações penais foram confirmadas novamente pelo Ministério Público Estadual e aguardava-se a decisão do Juízo da 2 ª Vara Criminal, o que ocorreu nesta quarta-feira (13) com a aceitação da denúncia mais uma vez.

O advogado Fabrício Campos que defende a Maranata informou que ainda não tinha sido notificado sobre a decisão e, quando isto ocorrer, as partes iriam confirmar a defesa já apresentada ou acrescentar novos argumentos.

NOTAS

Acesse

https://diganaoaseita.wordpress.com/

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

https://www.facebook.com/groups/retirante/

https://obramaranatarevelada.wordpress.com/

https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/

https://www.facebook.com/esperancadapromessa/?fref=nf

https://www.facebook.com/groups/maranatarevelada/?fref=ts

https://www.facebook.com/groups/453224961469057/?fref=ts

Agente de informação do PES, falso profeta, mau pastor e/ou meia-sola de plantão, faça cópia e entregue em mãos do dono da empresa multimilionária que nega transparência.

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas e ideias.

Caso faça cópia ou transcrição dos textos publicados neste Blog. Este artigo http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2016/04/7060/

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Expressões e frases em itálico aparecem em apostilas da ICM-PES.

Imagens colocadas no artigo como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

5 Respostas para “DENÚNCIA contra pastores e membros da Maranata”

  1. Cavaleiro Veloz disse:

    Continuar no ninho é carregar a Obra… e tem gente que gosta.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/a-falsa-uncao-gera-morte/

    DENUNCIAS do Ministério Público Estadual (Maranata I, Maranata II, Maranata III) foram recebidas, inclusive, com decisão de indisponibilidade dos bens.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2014/12/denuncia-recebida-indisponibilidade-dos-bens/

    Diversos procedimentos investigativos continuam juntando provas documentais da maior relevância.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/fundador-da-igreja-maranata-e-detido-e-presbiterio-e-interditado-no-es/

    Há certa expectativa de denúncia de crime de evasão de divisas e lavagem de dinheiro… Já existe delação premiada homologada (e ameaças de delações).

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/09/mais-denuncias-envolvendo-pastores-da-maranata/

    Não duvidem: o julgamento vem.

    Leia mais

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/negado-habeas-corpus-pelo-stf/

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2016/03/fase-da-cobranca-de-tributos/

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2016/03/fase-da-cobranca-de-tributos/comment-page-1/#comment-23209

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  2. jose pires disse:

    Nos estaremos ansiosos por este julgamento, mas uma coisa eu não entendo: isto tudo aconteceu por vaidade, porque eles sempre diziam que o ministério esta acima dos dons espirituais. Deu nisto? Não consigo pregar nada mais na igreja!
    .
    .
    José Pires,

    A apostasia comunitária encurralou a Maranata em beco sem saída. A enganação corre solta. A heresia entrou para ficar. Por isso mesmo a decadência da Maranata é notória.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-decadencia-da-maranata/

    A linguagem do não-pensamento abriu a fantasia e isto se fez campo fértil para a mensagem além da letra. Falam bobagens, imaginam coisas vãs e inventam profecias (no modelo Obra) que o Diabo se agrada em ouvir, porquanto o Diabo “é o pai da mentira” e seus filhos fazem o que ele inspira e orienta. Leia mais

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/

    Assim, clamor, consulta e dons aparecem para confirmar o batismo com o Espírito Santo – entendeu a sequencia? Pergunta-se: como duas heresias (clamor e consulta) somadas a falsos dons conseguem impor como dogma e ratificar o que somente pode vir dos Céus?

    Baita mentira! Este não foi o ensino dos apóstolos de Cristo. Não existe isto no Novo Testamento. Não existe isto na Teologia Pentecostal.

    Esses hipócritas do Conselho Presbiteral se preocupam em agradar o dono da empresa, encurralar a membresia e dela extrair dízimos, impor o jugo do gedeltismo, manter a frequência aos cultos e nos seminários (com pagamento de seguros); fora o fisiologismo político que rendeu processos contra a fundação Manoel dos Passos Barros. E correm comunicados com mais jugo, mais não toqueis nos meus ungidos, e nada… nada mesmo com a esperança, a fé, a justiça, a misericórdia, a santidade, a sinceridade e o amor fraternal.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/11/a-babilonia-prostituida/comment-page-1/#comment-12331

    Evidentemente, com a enxurrada de erros e falsos dons gerados com o falso batismo com o Espírito Santo o mestre-profeta concebeu dois erros graves:

    1) aperfeiçoamento dos dons e
    2) ministério acima dos dons
    ;

    e isto passou a ser DOGMA, considerado mistério. Ora, o dogma religioso apresenta afirmações inquestionáveis que devem ser ensinadas com autoridade. Basta ver isto na ICAR: o Papa jamais se insurge contra o DOGMA e assim é na ICM: O Papa não contradiz o mistério da Obra. Assim, na ICAR e na ICM afirmam e insistem: o dogma foi revelado por Deus.

    Então, o ERRO ganhou a aura de FUNDAMENTOS DA OBRA e isto é ensinado com autoridade especialmente entre os PRINCIPIANTES na formatação no modelo Obra. O falante com pose de mestre nos seminários obedece o dogma e nem pensa: ele afirma, dogmatiza, insiste e os participantes recebem e passam a crer na crença do mestre-profeta.

    O pior acontece: para enfatizar o ensino do falso mestre algum profetizador de plantão despeja a profetada em cima do povo. Infelizmente, o erro continua entre eles, pois foi entregue com a força de mistérios da Obra que veio da eternidade.

    O que esperar de falsos profetas e de maus pastores, facilmente instigados pelo ódio religioso, impondo do DOGMA DO GEDELTISMO ?

    Que doutrina é essa?
    Que “evangelho” é esse?
    Que igreja é essa?
    Que OBRA é essa?

    Se mais não bastasse, não consigo dizer de outra forma: os filhos do gedeltismo andam no centro do erro comendo frutos da grande heresia maranática servidos por meia solas (Gedelti emprega essa expressão ao se referir aos pastores).

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/03/o-desastre-da-heresia-icemita/

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  3. DESFORMATADO disse:

    REALMENTE ESTOU DESAPONTADO com tanta mudança! do Espírito à carne em duas décadas!
    Mateus 7:16 Pelos seus frutos os conhecereis… são hoje arvores com seus frutos apodrecidos pela corrupção.

    e pensar que fomos um dia atraídos justamente pelos valores, e agora temos que ouvir que somos caídos por que a obra não mudou, realmente a obra do Espirito é imutável, porém a igreja cristã Maranata sim , esta mudou! mudou de igreja espiritual e fiel para uma brincadeira de servir à Deus e quem tem os olhos abertos é que está errado!

    C.V. o que se sabe sobre o Vale do Paraíba? pois pelo que li nas reportagens não é nada diferente por aqui!
    .
    .
    Amado irmão,

    A ideia de Maranata ser Obra do Espírito é mera propaganda enganando milhares de membros deles exigindo obediência. Deste modo, a especialidade do mestre-profeta é a formatação de membros obedientes e entre esses levantar obreiros e pastores no modelo Obra.

    Á luz dos FATOS e das Escrituras Sagradas essa ideia precisa ser reavaliada.

    A Maranata nasceu de dissidência dentro da Igreja Presbiteriana (Vila Velha-ES). Esta rebelião foi liderada por Gedelti e familiares que queriam impor o pastoreio desta igreja nas mãos de Jedaias Gueiros. Não conseguindo, romperam e saíram apara organizar a ICP-PES depois chamada de ICM-PES.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-igreja-de-seu-abilio/

    Cabe a pergunta: como esta igreja estava no Espírito, se a ICM foi gerada em dissidência, cresceu dominando as igrejas de outras cidades, juntou recursos a perder de vistas e o dono da empresa cobiçou e desviou dinheiro e bens?

    Claro que a farsa é a de sempre: a ICM-OBRA com sede em Vila Velha-ES não é diferente das unidades locais debaixo de interesses inconfessáveis do dono da empresa e do jugo do presbitério pseudocarismático. O olhar caolho do dono da empresa confere, controla, desvia, determina, explora, inspeciona, manda e ele diz: nesta Obra manda quem pode e obedece quem tem juízo.

    Em resposta à parte final da postagem acesse leia com comentários

    No Vale do Paraíba (SP)

    fariseu manda no rebanho
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/02/fabrica-de-demandas-judiciais/comment-page-2/#comment-9411

    igrejas vazias
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/o-clamor-publico/comment-page-5/#comment-9144

    negar os fatos é o mais comum
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/comment-page-3/#comment-10470

    pastor ficou rico da noite para o dia
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/08/coisas-da-banda-podre/comment-page-1/#comment-11222

    O que está faltando é alguém DENUNCIAR AO MINISTÉRIO PÚBLICO e já expliquei como se faz.

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  4. Paulo disse:

    Bom tarde Paulo.

    Aqui a postagem de sua autoria em 02.07.2013. Declaro que mantenho o que disse nessa ocasião. Esperava nova postagem dentro de 06 meses, mas em vão…

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/01/nao-se-turbe-o-vosso-coracao/comment-page-4/#comment-8921

    Em estilo itálico segue a sua postagem de hoje. Comentando parte por parte e em estilo normal.

    …………..

    Caros, boa tarde.

    1. Algumas reflexões nesses anos todos:
    O problema não é o “clamor”, enquanto doxologia, como o desejo de agradar a Deus, porque não deixa de ser uma expressão de uma igreja, da mesma forma que é a reivindicação do “poder do sangue de Jesus”, que muitos utilizam, também no sentido de uso por servos que se comportam como verdadeiros adoradores.

    Argumento falacioso –

    A Maranata começou de dissidência e rebelião. Ao depois a liderança pseudocarismática desprezou a grandeza do “evangelho da graça poder de Deus e sabedoria de Deus”; e debandou em erros, os piores. Não duvide: a decadência da Maranata é notória e o Presbitério não se sente culpado.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-decadencia-da-maranata/

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2014/08/o-presbiterio-nao-se-sente-culpado-sera/

    Aqui começa o embaraço (jogo maligno) de palavras que se fazem tropeço: misturar clamor pelo sangue de Jesus (heresia originalmente papista) com poder do sangue de Jesus (fato escriturístico, histórico, irreversível, salvífico e teológico) coisas completamente distintas que nunca se misturam.

    Clamor pelo sangue de Jesus emociona, entristece e oprime; e por falta de amparo no Novo Testamento erra o alvo específico do eterno, inefável e perfeito sacrifício do “Cordeiro de Deus” (Jo. 1.29) consumado na cruz do Calvário.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/06/o-comeco-do-fim/

    Clamor pelo sangue de Jesus é fruto de falsa unção. Coxear entre dois pensamentos – clamor e poder – está fora do plano salvífico; e ai mora o perigo, porque a falsa unção mata e lança no inferno porque é essencialmente maligna.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/a-falsa-uncao-gera-morte/

    Clamor pelo sangue de Jesus é heresia dos antigos papistas; poder do sangue de Jesus é garantia, propiciação, realidade revelada e transcendente. Esta heresia foi incorporada na ICM bem no início e entrou na grade de matérias (Principiantes) nos primeiros seminários do Maanaim, em Domingos Martins (ES).

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2010/06/o-comeco-do-fim/

    Clamor pelo sangue de Jesus NÃO é doxologia (do grego δόξα [doxa] “glória” + -λογία [-logia], “palavra”) no pleno sentido da teologia ortodoxa. Doxologia é, portanto, uma fórmula de louvor e glorificação para honrar a Deus. Além do louvor, a doxologia atribui glória e honra a Deus. Como exemplos de doxologia temos 1 Cr. 29.10-12; Rm. 11. 33-26; Ap. 5.12-14.

    Como conseguir atribuir honra e louvor a Deus com heresias e mitos propalados por sectários? Como defender servos verdadeiros adoradores mergulhados em clamor herético para justificar profetadas e revelagens? Quem está na heresia NUNCA adorará a Deus em espírito e em verdade.

    2- A grande questão que eu vejo sendo muito problemática é: se não clamar pelo sangue de Jesus, não tem perdão (como assim?), se não falar do sangue não tem perdão (como assim?). Se não iniciar clamando não tem a mesma bênção (qual livro? qual capítulo? qual versículo?) Isso sim, é um desvio da pureza bíblica (preocupação do Apóstolo Paulo com a fuga da simplicidade que há em Cristo), mas que infelizmente não deve ter nenhuma mudança.

    – Argumento falacioso

    Como dito acima, a heresia do clamor pelo sangue de Jesus entrou na Maranata com a aura de doutrina revelada. Consequentemente cada mestre obrático acrescenta, aumenta, distorce, manipula e torce o mistério da Obra gerando medo e opressão. Nesse sentido o clamor esquizofrênico (maranático-papista) nada mais é que mantra opressivo e reza traumatizante.

    3- Sonho com a Maranata clamando ou não, de acordo com a liberdade que Cristo dá e não por conta de dogmas impostos. Não se pode impor uma verdadeira adoração.

    – Argumento falacioso

    Coxear entre dois pensamentos leva aos erros que se perdem de vista. Liberdade? Liberdade para errar e continuar errando? O dogma foi imposto e você o aceita em gênero, número e grau: se ajoelha no início do culto profético, entre outros; clama pelo sangue para cada consulta enganadora de dom errático (no modelo Obra) e de si mesmo exige o clamor pelo sangue em cada oração particular. Ora, isto é formatação idiotizante. Opressão religiosa. Prisão pseudocarismática. Reza sem sentido.

    Leia o mandamento para os crentes (Ef 4.27): “Não deis lugar ao diabo.” Leia também (Rm 6.16): “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” O gedeltismo sectário o condicionou em um devotado devedor e servo da Obra. Os embaraços emocionais, psicológicos e volitivos induzem os formatados idiotizados à servidão os quais seguem tradições de homens que guiam incrédulos para o inferno.

    http://lh5.ggpht.com/_Xd8weybQdWc/TUSjql52MMI/AAAAAAAAAYE/U7TnI97z11s/s400/Buraco%20-%20Inferno.png

    O ensino do Novo Testamento é claro (Gl. 5.1): “Foi para a liberdade que Cristo nos libertou! Portanto, permanecei firmes e não vos sujeiteis outra vez a um jugo de escravidão.” No contexto de devedor da Obra… servo da Obra… e referência na unidade local como V. declara de si mesmo, a sua ideia de liberdade que Cristo dá foge, compulsivamente, à responsabilidade do cidadão do Reino.

    4- A verdadeeira adoração pode ser expressa mencionando-se o sangue ou não, desde que professada em espírito, na entrega da alma remida, e nunca porque se não fizer está errado, ou incompleto, ou carnal.

    – Argumento falacioso

    A verdadeira adoração começa com obediência ao que Deus disse do jeito que Ele disse. Desvirtuar o “evangelho da graça poder de Deus e sabedoria de Deus” e mergulhar em heresias expressa incredulidade, oposição ao ensino da Escritura e resistência o Espírito de Cristo.

    5- E nisso….estamos discernindo corretamente o Corpo de Cristo? (Que o Senhor desperte mentes, muito mais do que simplesmente intelectuais, mas íntimas de Jesus Cristo, para nos instruir na Verdade), afinal tem muita gente temente a Deus nesses aprisco.

    Argumento falacioso

    Com heresia ninguém agrada a Deus, pelo contrário, O ofende. Para quem aparece falando de nos instruir na Verdade o coxear entre dois pensamentos é lamentável.

    Ficar se contorcendo, como um malabarista, para defender certo desejo de agradar a Deus cometendo iniquidade? Que desejo é este? Que Deus é este? Que evangelho é esse?

    Escute: depois de se apresentar como referência na igreja (que jactância, hein?!) V. ainda continua andando em círculos? Ainda argumenta falaciosamente para defender heresias maranáticas que atraem o julgamento? O Juízo vem!

    Faça um favor a si mesmo e mostre-nos, no Novo Testamento, algum dos apóstolos ou crentes em Jesus clamando pelo sangue de Jesus.

    FINALMENTE, se alguém começa errando e mergulha em erros, nada consegue, se não, andar em círculos, achando-se orgulhosamente referência da igreja. Lembra? Foi assim que V. se apresentou neste Blog em 12 de julho de 2013 às 15:20. Cerca de 3 anos.

    O clamor bíblico é pelo NOME DE JESUS. A única vez, na Bíblia, que se clamou pelo sangue de Jesus foi para maldição, quando os judeus disseram: “caia sobre nós seu sangue”, significando no contexto: “caia sobre nós a culpa de sua morte”. E a culpa de haverem clamado o juízo sobre si mesmos caiu sobre eles por ocasião da destruição do Templo Judaico em Jerusalém, 70 d.C.

    O gedeltismo (ideologia Obra como forma de vida) imergiu a Instituição em certa espécie de eclesiasticismo espúrio, herético, nem evangélico, nem pentecostal, nem protestante. E ficou cada vez mais distante da noção de “igreja de Deus… corpo de Cristo”.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/a-igreja-de-seu-abilio/

    O maior problema do cristão ainda é começar no espírito e terminar na carne. Como está escrito (Gl. 3.3): “Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?”

    Quero deixar exatamente isto: no dia a dia, se não seguirmos a Cristo com fidelidade, fatalmente continuaremos servos do pecado, fazendo as “obras da carne” (Gl 5.19) e sem poder para “desfazer as obras do Diabo” (1 Jo 3.8), o “deus deste século” (2 Co 4.4); e pior: carregando na consciência “uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.” (Hb 10.27).

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  5. henrique maillard disse:

    É no muito ouvir a palavra, e ela é penetrante; assim o Faraó Gedeoth envia palha via satélite para os seus suditos fazerem tijolos para a obra. E o deus OBRA se fortaleceu, vejamos: “uma palavra de glorificação ao SENHOR por parte de um varão” – Óh senhor que OBRA maravilhosa, só aqui nesta igreja temos à OBRA e assim servimos esta OBRA, e nos dedicamos à OBRA pois somos fiel a OBRA…

    PEDRO foi chamado para ser pescador de homens. A ICM como as demais instituições os pescadores pescam nos aquários já Cristianizados, aí é fácil converter um Cristão ao Cristianismo e mergulha-lo [BATISMO] e mante-lo mergulhado no seu aquário, para que a redinha não o capture para um aquário onde a ração vem em forma profetagem [cartomancia].

    ICM é uma cópia da Católica

    OBS: O Vaticano é uma cidade onde os seus membros tem que pagar para visitá-lo, e estes que patrocinam esta cidade nem estão registrados como contribuinte [se bem que dízimos e oferta são para deus] o Vaticano comanda as Igrejas mundo à fora

    OBS: ICM tem a cidade Presbitério, enfim é a mesma politica…
    Por incrível que pareça a muitas nesta mesma politica, sera o que chamamos de Denominações não são na verdade DOMINAÇÕES e nos manter no seus respectivos aquários QUADRADO [Ide e fazei discípulos e não membros]

    Graças a ICM expondo sua nudez veremos a nudez das demais. E aos ICEMITAS que se mantiveram fieis ao Faraó GDTH, não tem mais o fardo pesado das palhas para fazer os tijolos para o deus OBRA porque os 5500 templos já estão construídos, se cada um render por baixo a quantia [livre] de R$5000 x 5500 = pequenas Igrejas grandes negócio ÈÈ UMA BÊNÇÃO…

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.