Desertores… quem são? E onde estão?

“Pois, onde há inveja e sentimento faccioso,

aí há confusão e toda espécie de coisas ruins.”

(Tg. 3.16)

  Aconteceu na elite da ICM-PES estruturada em mitos religiosos. Com a lente da Lei na intervenção oportuna do Ministério Público (Estadual e Federal), o Poder Público procura entender a ignomínia de atos ilícitos e penalmente puníveis (em tese) de membros da elite. Implosão planejada e queda previsível. Loucuras! Monturos!

Algo estranho está se formando na mente dos icemistas (especialmente nos meia solas de plantão), enquanto a agressividade evidencia o que acontece no coração de muitos. Chego a pensar que, na expectativa de faltar o que dizer para pessoas de seu relacionamento, a agressividade está em ALTA… e não exclui as mulheres.

Como explicar a desestruturação familiar nessa Maranata? Como explicar aos familiares e às pessoas de relacionamento, que os esgotos escancarados do palácio da rainha desfigurada exibem o que há de pior? Como explicar a ação de bajuladores de plantão inventando profecias para os gatunos sem vergonha?

Como explicar o escândalo da pirâmide de containeres com cerca de 1.000 processos no Judiciário Mineiro? Como explicar que Judas beijam Judas e concentram esforços malignos a fim de ocultarem as provas dos desvios do dinheiro eclesiástico. Há quem calcule em 400.000 US mensais nesses 5 (cinco) anos passados…

Como explicar dízimos consagrados ao Senhor direcionados para honorários advocatícios especializados (cujo esforço é arrastar ao máximo o trânsito em julgado da sentença condenatória)? Como explicar quarenta anos de negativa de regimento interno?

Como explicar a flagrante irresponsabilidade do mandatário que nada sabia porque entregava-se aos assuntos espirituais? Frase atribuída ao advogado-pastor Sérgio Souza com o bolso cheiro de gordos honorários em defesa da Obra revelada. E se o dominador do rebanho se esconde nessa desculpa inescrupulosa, como explicar a agressão constante com ardis da linguagem do não-pensamento, maldições, meias verdades, profetadas e revelagens em perseguição aos retirantes?

Como explicar astutas manobras palacianas em defesa da Obra: conspiração, falsa unção, fisiologismo político (inclusive com candidatos declaradamente kardecistas) e o velho voto de cabresto. Como explicar a esperteza do monarca passando pelas áreas de influência com desculpas esfarrapadas: O Presbitério não tem que dar satisfação a ninguém…. Tá tudo certo!!! Cortinas de fumaça e falta de vergonha. Frutos podres!

Como explicar que a cegueira dos formatados facilita fraudes nos negócios da ICM-PES, enquanto os ladrões dos dízimos gozam os mórbidos prazeres dos roubos? Para esses Judas os dias frívolos de gastança em ilhas de fortuna; e para o povão a miséria de cada dia de cortinas de fumaça e decepções com os construtores da Obra revelada. E como explicar que o ninho está sujo… muito sujo?

Pastor usou ‘visão’ para justificar desvio
Envolvido em compras foi preso pela federal
R$ 1,8 milhão doados por deputados à igreja
Igreja contratou sobrinho de presidente
Maranata: “uma igreja que surgiu da luta pelo poder”
Maranata pagou R$ 941 mil em materiais nunca entregues

Deste modo, diz-se que alguém está agressivo (criança, jovem, homem ou mulher) no contexto do processo psicológico. Mas quando a agressividade expressa, nitidamente, a personalidade da mulher no contexto cultural, familiar e social em que está imersa, além do desgastado maranatês percebe-se o potencial de destruição que o “outro evangelho” efetuou em sua mente, instigando o ódio religioso. Preocupação e surpresa.

Nesses contornos, o artigo não se destina, por si só, a analisar a agressividade no comportamento feminino; mas em muitas postagens notamos este comportamento doentio, quiçá esquizofrênico. Estranho as agressões – sem justa causa – nas postagens assinadas por mulheres de cuja alma e coração de esperar pronta sensibilidade. Por natureza! Entretanto, inchadas do eu-icemítico instigado pelo ódio escrevem como que fora de si mesmas, como que presas de surtos. E comigo exclamo: Está acontecendo aos nossos olhos! Estamos colhendo expressões de frutos podres.

O confronto!!! Que dor!!! Que fim triste nessa “jornada de quarenta anos”. Quem diria que os normais que ensinam nos Seminários da “Obra Maravilhosa nos conduziriam a um beco sem saída? Ora, entendemos que a falsa unção destrói e mata…

Observem esta postagem: Em 02/06/2012 às 19:15, no espaço destinado aos comentários e postagens referentes ao artigo A CONSPIRAÇÃO, Maria Sonia Dias Santos assim se expressa:

“Olá, sou Maranata e estarei esperando Jesus voltar nessa digníssima igreja. Inclusive, quero estar próximo ao Senhor Jesus, ouvindo você justificar: eu já fui um maranata. Só espero que você encontre alguma igreja que lhe caiba, pois desertor é sempre desertor em qualquer lugar. Sei que vai dizer que é mais uma falácia, mas não tem importância, já percebi o que está te incomodando: a consciência. Você me faz lembrar o que os anjos fizeram no céu para tomar o trono de Deus, mas tanto no céu como na terra, Jesus foi valente e nos fez vencedores.”

Prontamente, percebi a agressividade, a ardilosa insinuação de que o Blog é do Diabo e os preconceitos religiosos. Cansado de ler ofensas aos retirantes, deletar era o mais fácil e rápido. Mas considerando que “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” (Pv. 15.1), concedi o espaço para a postagem:

Olá, Maria Sônia, graça e paz em Cristo Jesus.

Bem vinda.
Esteja à vontade.
Viu? O som do TAMBOR chegou aos seus ouvidos.

Você não mais poderá dizer: NINGUÉM ME AVISOU.

CV.

Não posso dizer de outra forma: os filhos da heresia icemista andam no centro do erro, como filhos enganados pelo olhar caolho do construtor de heresias. Necessário é despertarem do sono (cf. Ef. 5.14), porquanto pela metade é impossível agradar a Deus (cf. Hb. 11.6). Mas assim não entendem…

Por fim, formatação icemítica é fato notório neste poço de iniqüidades: meia-solas reformados foram especialmente gerados na doutrina revelada (para serem manipulados) porque, como diz a Escritura (ênfase nossa): “não conhecem o Pai, nem a mim [Jesus]”. Por mais que ao coração doa dizer: o astuto encantador de formatados conseguiu enganar esta geração de icemistas apertada no beco sem saída e no rumo da “operação do erro”.

Por mim, pensei que a agressividade de Maria Sônia se desfaria… e me enganei. Enquanto amaldiçoava e atirava pedras instigada pelo ódio religioso, falou de deserção e declarou-se vencedora; e neste contexto ofensivo terminou lembrando a queda de Lúcifer… E a pergunta que não quis calar: desertores… quem são? E onde estão? Daqui em diante frente alguns falarão a respeito.

Prevendo facilitar a consulta das postagens que se seguiram, entendi reuni-las.

 

NOTAS

Acompanhe, por exemplo, em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz?fref=ts
https://www.facebook.com/velozcavaleiro?fref=ts

Aqui não é lugar para calúnias e difamações. Discutimos doutrinas, heresias e ideias à luz das Doutrinas Fundamentais como um dos capítulos da Teologia.

Caso faça cópia ou transcrição dos textos mencione a fonte. Este artigo http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/06/desertores-quem-sao-e-onde-estao/

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas nos artigos como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

212 Respostas para “Desertores… quem são? E onde estão?”

  1. Alandati disse:

    VÁ E NÃO PEQUES MAIS!

    Gostaria de introduzir o presente artigo com um texto da Palavra de Deus, com destaque nosso:

    “Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
    Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres.
    Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água.
    Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.
    E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.
    E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?
    O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
    Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.
    Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado.
    Então os judeus disseram àquele que tinha sido curado: É sábado, não te é lícito levar o leito.
    Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda.
    Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda?
    E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão.
    Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; NÃO PEQUES MAIS, para que não te suceda alguma coisa pior”.
    João 5:1-14

    O relato é interessante de um homem que tem um encontro especial com Jesus. Tudo desfavorecia a operação de um milagre, pois, a) era sábado, e não era lícito operar neste dia, conforme a lei; b) o homem já tinha trinta e oito anos que se acostumava com uma situação em sua vida, ligada à enfermidade, tanto é que foi encontrado deitado; c) ele dependia dos outros para que o carregassem até o tanque, após a agitação das águas; d) só o primeiro era beneficiado com a cura, dentro daquele “certo tempo” que o anjo descia ao tanque; e) quando ele diz que “enquanto eu vou, desce outro antes de mim”, demonstra que ele deve ter tentado receber a cura por aquela via, esforçando-se em chegar primeiro às águas para ter a benção dentro do “certo tempo”, mas que parecia desanimado em tentar de novo; e f) seria muito difícil ele achar alguém que não precisasse de cura, e que estivesse ali com o único propósito de carregá-lo até o tanque, além de precisar de uma pessoa com um bom preparo físico, pois dá para imaginar a competição que aquilo promovia.

    Bem, Jesus quebrou o protocolo daquele rito, e fez uma concessão a uma pessoal em separado. Aquele dia era o dia daquele homem receber a benção, e podemos dizer que, se ela não chegou antes, é porque era o “tempo certo” de Deus!

    Não importa o tempo que você ficou aprisionado no sistema gedeltiano, dependendo de outros para ser carregado até a benção, acreditando que era com o tal “entendimento de obra”, que mais fazia era deixá-lo acomodado, e esperando que o muito esforço de ir e vir, a mando de um pequeno grupo, era garantia de vitória, benção, cura, Jesus te alcançou! Ele viu a tua causa desde a Eternidade, e veio ao teu encontro. Tudo era desfavorável, mas o teu tempo coincidiu com o “tempo certo” de Deus, e Ele operou a libertação na tua vida. Louvado Seja o Nome do Senhor!

    O texto é mais profundo no relato da situação daquele homem. Os religiosos acusaram de estar carregando o leito no sábado, que não era lícito, mas Ele estava debaixo de ordem direta e expressa do Senhor Jesus: “Toma o teu leito, e anda”. Há muita riqueza nessas palavras, pois o entendimento do que era tradicional foi quebrado, e mais, não seria fácil para um homem, após trinta e oito anos acostumado a ficar deitado, andar. Os religiosos não estavam preocupados com o milagre operado pelo Senhor, mas sim em acusar aquele homem de algum possível delito. Mas o detalhe é que a ordem veio expressa de Jesus, portanto ele tinha respaldo para agir assim! A Palavra de Jesus garantia o escape das acusações!

    Meus irmãos, o momento é de ouvirmos a voz do Senhor, e o que vem da boca de Deus, por meio da Sua Palavra, e se estivermos agindo com essa direção, venceremos as acusações, as perseguições, as ofensas, pois somos gratos, por quanto Ele nos curou e falou conosco!

    Outro detalhe do texto é que aquele homem, mesmo tendo recebido a cura, ele não sabia quem era Jesus! Ele não conhecia o Senhor, pois quando foi perguntado sobre quem teria ditos aquelas palavras, ele procurou Jesus, sem saber quem era, mas não o encontrou, visto que Ele já havia se retirado, porque havia ali uma grande multidão.

    Queridos, quem viveu na seita icemítica, pode achar que conhecia Jesus, mas não o conhecia verdadeiramente, pois toda uma vida foi levada conforme orientação do pes, e não do Senhor Jesus. Mas apesar disso, era Jesus que te abraçava, enviava recursos, amava, usava de misericórdia, falava contigo, curava, libertava, respondia orações, mesmo quando nós agíamos insanamente cumprindo orientações humanas, e profecias inventadas pelo homem. Você nem eu conhecíamos a Ele na Sua Plenitude, conforme Ele realmente é, porque a “multidão” atrapalhava.

    Na seita maranata, é ensinado que Jesus age por meio de troca, enquanto prega que a quantidade e freqüência dos ditos “meios de graça” (termo desconhecido da Palavra de Deus), tais como madrugadas, jejuns, etc., garantiriam a resposta do pedido, mas aquele homem nem podia fazer por onde receber aquela cura, e Jesus o alcançou! Mostrando que Ele opera quando Ele quiser na hora que Ele quiser!

    Veja ainda: http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/04/deus-presenteia-a-quem-ele-quiser/

    O ensino poderia ficar por aí, mas a algo maior de ficaria para nós, através da vida daquele homem. Jesus o encontra de novo, no templo, e profere as seguintes palavras: “Eis que já estás são; NÃO PEQUES MAIS, para que não te suceda alguma coisa pior”.

    Que conforto! Que descanso! Que acalento! Que paz! Ouvir da boca do Senhor, aquele mesmo que havia lhe curado, que está são! Tem coisa melhor do que essa?

    Já extraímos um ensino: no templo, ou na congregação, deve haver uma palavra de conforto, e não de confusão, de dúvida, de discórdia, do contrário, não há razão em estar ali. A presença de Jesus é a garantia dessa certeza de vitória.

    Por último, o Senhor dá um conselho aquele homem: “NÃO PEQUES MAIS, para que não te suceda alguma coisa pior”.

    Eu perguntaria: será que Jesus fabricou um super servo que não podia mais pecar a partir dali? A ordem para não pecar mais era para não ter mais pecado algum? Como um homem iria cumprir uma orientação em não pecar mais?

    Não era nada disso! Jesus o alertava para que não repetisse os mesmos erros de outrora! Os equívocos cometidos naquele período de acomodação e enfermidade! Trinta e oito anos, dependendo dos outros para que recebesse uma benção! Acomodado com a busca a Deus, e justificando muito bem as suas derrotas!

    Será que você não está fazendo isso, enquanto comete os mesmos erros dos quais participava na seita gedeltiana?

    A ordem do Senhor é NÃO PEQUES MAIS!

    Se você assim proceder, coisa pior não te sucederá!

    Pense nisso!

    A Paz do Senhor Jesus!

  2. aline dias disse:

    NOBRE CV. como voce sempre questionou as mazelas da ICMs vou deixar aqui algo que muitos vão achar que é mentira.Na cidade de cachoeiro uma mulher,serva do Senhor, recebeu um convite para ser candidata a Vereadora.Atendendo a orientação de um Pastor, a mesma na sua humildade enviou uma cartinha as mais de 20 igrejas espalahadas no muncipio e o seu esposo durante 60 dias visitou igreja por igreja da ICMs enmtregando as em maos aos membros.nesta carta a irmã pedia tao somente oração e que os irmãos desse um apoio a ela.Para surpresa de todos, até de pessoas que não comungam na ICMs,ela so recebeu 3 votos de membros da igreja no municipio e ate sabem quem votou.parece que fizeram uma lavagem nos mebros para HUMILHAR a probrezinha da irmã;.è impossivel que em mais de 20 igrejas ninguem votaria na pobre coitada sem que alguem nao desse a famosa orientação.a ele anao deram a minima atenção mas ao candidato do PR AMOS MARCELINO um pastor da area de cachoeiro levou o cidadao de igreja em igreja apresentando aos membros e a pobre irmazinha nao deram sequer uma palavra de apoio. fica aqui minha indignação com com esta organização que sempre disse que deveria viver no corpo mas que de corpo nao tem nada.nunca vi ninguem ser tao humilhada assim na minha vida.FICA AQUI MEU DESABAFO. embora reconheça que o motivo do site seja outro,mas como vejo sua determinação em publicar as mazelas da ICMs deixo aqui meu desabafo.Paz alline de cachoeiro

    em tempo: não tenho medo de represália. por isso coloquei meu nome e a cidade e ate bairro se for preciso. moro em cachoeiro, gosto da familia da candidata, conheço sua indole, como mulher , mae e serva de DEus e nao vou ficar assistindo de camarote esses fariseus maranaticos de cachoeiro deixar uma irma passar por uma vergonha dessas. alinne dias . se quiserem me add no face ja comecei a me manifestar por la tbm pois muitos precisam conhecer a verdade.

  3. Alandati disse:

    LIBERTOS DA SAMAMBAIA CHORONA!

    O artigo se baseia na parábola da SAMAMBAIA E DO BAMBU, cuja autoria é desconhecida:

    “”Olhe em redor. Você está vendo a samambaia e o bambu?”

    “Sim, estou vendo”, respondi.

    “Pois bem, quando Eu semeei as samambaias e o bambu, cuidei deles muito bem. Não lhes deixei faltar luz e água. A samambaia cresceu rapidamente. Seu verde brilhante cobria o solo. Porém, da semente do bambu nada saía.

    Apesar disso, eu não desisti do bambu. No segundo ano, a samambaia cresceu ainda mais brilhante e viçosa. E, novamente, da semente do bambu, nada apareceu.

    Mas, eu não desisti do bambu. No terceiro ano, no quarto, a mesma coisa. Mas, no quinto ano, um pequeno broto saiu da terra. Aparentemente, em comparação com a samambaia, era muito pequeno, até insignificante.

    Seis meses depois, o bambu cresceu mais de 50 metros de altura.
    Ele ficara cinco anos afundando raízes. Aquelas raízes o tornaram forte e lhe deram o necessário para sobreviver.

    A nenhuma de minhas criaturas eu faria um desafio que elas não pudessem superar.”

    E, olhando bem no meu íntimo, disse: “Você sabia que durante todo esse tempo em que você vem lutando, na verdade, estava criando raízes?

    Eu jamais desistiria do bambu. Nunca desistiria de ti. Não se compare com outros. O bambu foi criado com uma finalidade diferente da samambaia, mas ambos eram necessários para fazer do bosque um lugar bonito.

    Seu tempo vai chegar”, disse-me Deus. “Você crescerá muito!”

    “Quanto tenho de crescer?” Perguntei.

    “Tão alto como o bambu?” Foi a resposta. E eu deduzi: Tão alto quanto puder!”.

    COMENTÁRIO DIGA NÃO ÀSEITA:

    Quanto tempo vivemos dentro da seita, sem produzir absolutamente nada para o Senhor, apesar de acreditarmos que fazíamos isso!

    Andávamos como cegos, sendo guiados por cegos (http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/02/cegos-guiando-cegos/), servindo aos homens e não ao Senhor!

    As nossas sementes pareciam infrutíferas!

    Nosso trabalho parecia que era em vão!

    Glórias a Jesus que Ele não desistiu de nós!

    Fomos libertos da escravidão maranática!

    Hoje, na condição de retirantes de um sistema herético, que nos distanciava da Verdade encontrada na Palavra de Deus, podemos crescer tanto quanto o Senhor permitir, e atingir “alturas” antes inimagináveis, exatamente porque a “samambaia chorona” (obra) não nos tampa mais a visão correta das coisas!

    Use o teu esforço, meu irmão, para crescer para o alto, como o bambu, e não para baixo, como a samambaia!

    “Tudo posso naquele que me fortalece”

    Filipenses 4:13

    A Paz do Senhor Jesus!

    Alandati.

    Publicado em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/12/libertos-da-samambaia-chorona/

  4. Alandati disse:

    O EFEITO DOMINÓ!

    Toda denominação evangélica que surge de dissidência e disputas pelo poder eclesiástico está no caminho de dissidências, isso é só questão de tempo.

    Explico: as pessoas que saem de alguma denominação por causa de um racha, e que se organizam, basicamente, com as mesmas características da onde saíram, com os mesmos defeitos.

    Não é fácil mudar a mentalidade de um povo que fica 20, 30, 40 anos debaixo do comando de uma elite orgulhosamente religiosa… Infelizmente, a icm-pes é um exemplo.

    Conheço denominações novas que se formaram por causa de disputas internas, que originaram novo racha, que no princípio parecia tudo estar melhor, mas à medida que o tempo passa, a coisa piora… e a tendência é ter mais rachas, porque o indivíduo saiu, mas a mente não mudou!

    Pense: se você saiu de uma seita ou denominação, não se precipite: busque o SENHOR e a sua Palavra. Mergulhe nas Escrituras Sagradas, porque do SENHOR vem a direção.

    Se fosse eu escolher, escolheria denominações centenárias, bem estruturadas, mas também poderia congregar em lares com amados cristãos bíblicos, nascidos de novo e de bom testemunho.

    O importante é que somos templo do Espírito Santo, como declara a Palavra:

    “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito Santo habita em vós?”.

    l Coríntios 3:16

    O importante é crer nas promessas maravilhosas da Bíblia.

    Por exemplo, esta que Jesus disse:

    “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós,pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.”.

    João 15:7

    Um abraço fraternal a todos irmãos em Cristo!

    Pr. Eduardo Gil Vasconcellos.

    COMENTÁRIO DIGA NÃO ÀSEITA:

    Na matemática, como uma ciência exata, pode ser deduzida uma resposta, digamos assim, impossível, a um cálculo, apenas por perceber que alguns resultados possíveis tendem àquele resposta.

    Por exemplo, quando queremos dividir a unidade (1) por ∞ (infinito). A conta seria 1 / ∞.

    Se queremos dividir uma laranja para infinitas (incontáveis) pessoas, matematicamente a conta seria impossível, mas pela “regra do dominó”, chegamos a um resultado perfeitamente aceitável, acompanhando o comportamento dos resultados anteriores, bem próximos do ∞ (infinito).

    Vejamos:

    1 / 10 = 0,1;

    1 / 1000 = 0,001;

    1 / 1.000.000 = 0,000001

    Percebemos que, quanto maior é o número que divide a unidade, o resultado se aproxima de ZERO.

    Deduz-se então que um número infinitamente grande, ou seja, o ∞ (infinito), quando divide a unidade (número um), o resultado é ZERO, pela “regra do dominó”!

    Resposta então: 1 / ∞ = 0 (ZERO).

    Podemos dizer isso mesmo sem poder enxergar o infinito, visto que ele é inatingível!

    O nome “regra de dominó” vem daquela brincadeira de enfileirar as peças desse jogo, espaçadas por uma distância menor que o comprimento de cada uma delas, e que, ao caírem, vão desencadeando um espetáculo vistoso aos olhos, principalmente se forem coloridos, com um belo desenho final. Quem aciona a brincadeira em um lugar, derrubando a primeira peça, não precisa ver que a última cairá no “infinito”, lugar que não está a sua vista.

    Aí vem a pergunta: o que tem a ver isso com o caso icm?

    Bem, os icemitas usam a revelagem, para tentar acertar o que vai acontecer no futuro, mas o sensato, simplesmente isso, pode usar a regra do dominó, e não precisa estar em um lugar ou outro para saber no que vai dar se forem tomadas determinadas atitudes. Isso é sabedoria, e vem de Deus!

    O texto do nosso pastor Eduardo Gil demonstra isso nas suas palavras, que devem ser consideradas!

    Pense nisso!

    A Paz do Senhor!

    Alandati.

    Recomendo outros artigos nossos que abordam o caso icm pelo lado da ciência, a quem interessar possa:

    http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/14/a-matemaranatica/

    http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/13/a-dinamica-da-obra/

    http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/09/21/o-trabalho-do-servo-inutil-na-obra-e-nulo/

    Publicado em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/14/o-efeito-domino/

  5. Alandati disse:

    DEIXANDO O HABITAT ARTIFICIAL DA OBRA

    O habitat significa um espaço ocupado pelos seres vivos, onde há permanência e desenvolvimento. Nele encontram-se as condições climáticas, físicas e alimentares para o desenvolvimento de uma determinada espécie.

    Comparando o crente à uma espécie, como a própria bíblia o faz, chamando-o de ovelha, podemos logo imaginar qual seria seu habitat. Cito o texto da Palavra:

    “O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
    Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
    Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
    Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
    Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
    Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias.”.
    Salmos 23:1-6

    O próprio Salmo citado acima descreve um lugar de refrigério e descanso para a alma, águas tranquilas, pastos verdejantes. E, espiritualmente, o descreve também como um lugar de justiça, bondade e misericórdia, além de mostrar que nesse habitat, ninguém temeria o mal e, nem o bordão ou o cajado já que estes, são para consolo.

    Outra condição que se encontra neste habitat seria a garantia de vitória sobre os inimigos e a unção sobre a cabeça.

    Agora vamos conferir se a seita maranata é um habitat onde se encontram as condições necessárias para o desenvolvimento de uma ovelha.

    Lembro-me que diziam nos seminários que o Salmo 23 é o estatuto da ovelha. Logo se poderia esperar que, ali, a ovelha poderia exigir e desfrutar de todos benefícios dispostos neste estatuto.

    Mas, voltando à conferência do habitat seita maranata:

    Já encontramos discrepância entre o que se vive na icm com a frase “O Senhor é o meu pastor”, visto que a mesma, na maranata, poderia perfeitamente ser trocada por ” A obra é minha pastora e tudo me faltará”, pois:

    -os pastos são secos (mensagens vazias, além da letra);
    -as águas são agitadas, tempestuosas (profetadas, perseguições, discriminações, preconceitos, falta de amor);
    -não há descanso (excesso de atividades, reuniões,cultos, limpeza, manutenção);
    -a justiça cambaleia (dois pesos, duas medidas);
    -bondade e misericórdia não passam nem perto desse habitat (vídeos do GG amaldiçoando);
    -o medo é constante, já que o cajado e o bordão são para ameaçar e bater na ovelha;
    -a derrota diante do inimigo é certa, já que o Senhor não é o pastor;
    -a unção é só para os fingidos pastores (não toqueis nos meus fingidos).

    Irmãos, confiram, analisem bem o habitat onde vocês estão vivendo. Mas sejam sinceros.

    Você está se desenvolvendo como crente?
    Você está feliz?
    Quem é o seu pastor?

    “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará.”.
    Salmo 91:1

    É interessante também perceber que, na natureza, os animais migram de seus habitats naturais, constantemente, dependendo das mudanças de condições, sobretudo climáticas.

    As aves migram no inverno em busca do calor. Algumas espécies da fauna marinha fogem dos esfriamentos do oceano. E muitos outros exemplos há nesse sentido.

    Bem, a previsão do tempo icemítico é de tsunami. Veja em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/30/previsao-do-tempo-icemitico/. Você quer permanecer em um lugar que não te oferece condições favoráveis para ter uma vida plena com Deus?

    Outro fato curioso, na natureza, é que o animal é um grande meteorologista. O homem, quando está presente no habitat do animal, ao estudá-lo, percebe que o mesmo conhece bem quando as mudanças vão ocorrer, e geralmente os bichinhos dão noção exata do tempo certo que as atitudes deverão ser tomadas, a título de prevenção, no intuito de evitar um desastre.

    Quem for esperto, perceba que é o momento de correr!

    Outra coisa, a icm, se você parar para pensar direitinho, não é o habitat do servo honesto e fiel, conforme a Palavra de Deus, pois há enormes heresias, não há transparência, não há consideração com o servo, nem satisfação do que estão fazendo com os bens comuns aos membros, onde todos vivem à mercê de orientações inventadas e mentirosas, e com a maldade de serem chamadas de revelação de Deus! Esse habitat, projetando um ideal que não existe, é artificial!

    Muitas vezes, o homem tenta aprisionar os animais em um habitat que não é o melhor para ele. Assim gedelspapa e os asseclas tentam provar que o habitat “obra” é o melhor do mundo, mas o teu lugar de habitação não é nessa obra, mas do lado de Jesus, em lugares de mergulho na Palavra pura e simples, conforme os textos bíblicos que lemos, e ainda mais, em moradas preparadas para nós na Eternidade:

    “Na casa de Meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, Eu vô-lo teria dito; pois vou preparar-vos lugar. E se Eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos receberei para Mim mesmo, para que onde Eu estou estejais vós também.” João 4:2-3

    Volte as suas origens! Deixe o habitat artificial da obra gedeltiana e se volte ao seu Criador, que quer te dar muito melhor qualidade de vida!

    A Paz do Senhor!

    Eurípia Inês e Alandati.

    PS: Se quiserem se basear em nós para tomarem decisão, por favor nos assemelhem a bichos dentre aqueles mais simpáticos, por favor!

    Publicado em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/17/deixando-o-habitat-artificial-da-obra/

  6. Alandati disse:

    SAINDO DE CIMA DO MURO!

    Há uma passagem bíblica curiosa a respeito da vida de Raabe.

    O texto base se encontra no Livro de Josué: “E Josué, filho de Num, enviou secretamente, de Sitim, dois homens a espiar, dizendo: Ide reconhecer a terra e a Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e dormiram ali. Então deu-se notícia ao rei de Jericó, dizendo: Eis que esta noite vieram aqui uns homens dos filhos de Israel, para espiar a terra.” Josué 2:1-2

    Josué capitaneava uma tomada da cidade de Jericó, e enviava então dois espias para tal cidade, os quais encontram guarida na casa de uma mulher prostituta, chamada Raabe. O rei de Jericó tomou conhecimento da presença dos espias na casa de Raabe, mas a mulher escondeu os homens no telhado, entre as canas de linho, que pusera em ordem sobre (verso 6) “Porém ela os tinha feito subir ao eirado, e os tinha escondido entre as canas do linho, que pusera em ordem sobre o eirado.”.

    Nos versos 9 a 11 do mesmo capítulo 2 de Josué, Raabe testemunha de tudo que ouviu a respeito das bênçãos que Deus operara no meio do povo de Israel, destacando a passagem do Mar Vermelho, e que teria ouvido que aquela terra era prometida pelo Senhor a eles, e que todos os moradores de Jericó estariam com “os corações desmaiados”, e o pavor teria caído sobre eles, com a expectativa dessa tomada da cidade: “E disse aos homens: Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desfalecidos diante de vós.
    Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom e a Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes.
    O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR vosso Deus é Deus em cima nos céus e em baixo na terra.” 2:9-11

    Nos versos 12 e 13 Raabe faz um pedido àqueles homens, que fizessem beneficência à família dela, assim como ela também tinha feito beneficência com eles: “Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR, que, como usei de misericórdia convosco, vós também usareis de misericórdia para com a casa de meu pai, e dai-me um sinal seguro, De que conservareis com a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis as nossas vidas da morte.”

    Os espias de Josué confirmam a beneficência àquela mulher e seus familiares, impondo uma condição: que ela não denunciasse o que tinha acontecido em sua casa (v. 14): “Então aqueles homens responderam-lhe: A nossa vida responderá pela vossa até à morte, se não denunciardes este nosso negócio, e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade.”

    Raabe aceita o acordo feito com eles (2.21): “E ela disse: Conforme as vossas palavras, assim seja. Então os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela.”

    Outro detalhe importante no texto é que Raabe morava SOBRE O MURO (v.15): “Ela então os fez descer por uma corda pela janela, porquanto a sua casa estava sobre o muro da cidade, e ela morava sobre o muro.”

    Meus irmãos, a obra que GG construiu está em ruínas: http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/05/a-obra-esta-em-ruinas/!

    O barco está afundando: http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/09/29/o-titanic-obra-esta-afundando/!

    Já chegou o som do tambor aos ouvidos do rei de Jericó, o qual tenta perseguir os retirantes com o desejo de matá-los: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/!

    A previsão do tempo é de tsunami: http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/30/previsao-do-tempo-icemitico/!

    A qualquer momento “Jericó” será derribada, e o interessante é que há muitas raabes vivendo em cima do muro:

    “Eu não tenho para onde ir!”.

    “Eu sei que está tudo errado aqui, mas não há lugar melhor do que a obra!”.

    “O que vão falar de mim se eu me retirar! Vou ser caluniado igual a todos que assim procederam!”.

    “Vou perder uma vida de experiências com Deus (mesmo que sejam com doutrinas antibíblicas)!”

    Sugestão: http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/31/precisamos-separar-o-precioso-do-vil/

    “Eu nasci aqui, cresci aqui e queria morrer aqui na obra!” (http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/08/31/o-efeito-gabriela/)

    “Está tão bom aqui! Apesar dos rumores de delitos gravíssimos, eu tenho vivido momentos muito gostosos aqui na obra!”

    “Eu não dou mais o “dízimo”, mas eu vou continuar indo, à espera de alguma mudança um dia!”

    “Eu entreguei todas as minhas funções, por me sentir mal, mas vou permanecendo aqui, até as coisas melhorarem!”

    “Não sinto mais nada nos cultos, mas não me sentiria bem em nenhum outro lugar, então vou ficando!”

    Amados, o primeiro esclarecimento que deve ser feito é que os muros das cidades de Jericó, a exemplo de muitos outros das cidades do oriente, não são estreitos como os nossos aqui. Na verdade, os muros eram os delimitadores das cidades que mantinham segurança contra invasores, e eram bastante largos. O de Jericó chegava a ter quase três metros de largura, e portanto justificando o estabelecimento de residência de alguém, como no caso de Raabe, sem comprometimento de estabilidade física mesmo.

    A estrutura portanto da obra aparenta ser bem arquitetada, ninguém pode falar ao contrário disso! Imaginem a quantidade de material gasto para construção de um muro que cerque toda uma cidade, por menor que ela seja? E ainda dessa espessura?

    Mas vamos analisar um aspecto humano, racional mesmo: se tivesse de haver algum ataque, por onde começaria? Qual seria o alvo mais fácil? Certamente que os que estariam sobre o muro tornar-se-iam mais suscetíveis ao abate, e por isso Raabe estava apavorada mais do que os outros.

    Há um outro texto bem interessante para citarmos, que alerta sobre a indecisão Apocalipse 3.1: “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.”

    Qual é o recado então?

    Aqueles que estão felicíssimos da vida na obra, tendo experiências incontáveis, sem problema algum de injustiça, sem perceber sectarismo, facciosismo, perseguição, preconceito, maledicências, esquemas escusos, discriminações, politicagens, apadrinhamentos, acobertamentos de erros, intolerância, falta de amor, obscuridade, falta de transparência, mentiras, falsidades, competição, avareza, heresias, apostasias, profetadas, revelagens, mistérios, segredos, adultérios, que fiquem dentro da “cidade”, resistindo ao que Deus está oportunizando, de conhecer a VERDADE, sem subterfúgios e mirabolâncias humanas.

    Mas se há alguém que viva ainda em cima do muro, achando que tudo vai desabar do lado e você vai permanecer de pé, porque é super-servo, não está olhando para o homem, mesmo que perceba que tudo está corrompido, a estrutura está podre, o conselho é FOGE DELA, POVO MEU!

    Não corra o risco de perder a sua “casinha” construída “sobre o muro”, porque exatamente o muro, a base que está tanto considerando, é que vai ser o primeiro a desmoronar.

    O grito vai ser dado a qualquer momento! A estrutura vai virar escombros!

    Faça como Raabe, perceba o que vai acontecer! Seja esperto e providencie a sua mudança, com segurança, enquanto há tempo!

    Se estiver no interesse do Evangelho de Cristo, verdadeiro, sem intervenção humana, por certo, Ele é fiel e justo para te dar o escape. Veja o que aconteceu com Raabe:

    “Porém a cidade será anátema ao SENHOR, ela e tudo quanto houver nela; somente a prostituta Raabe viverá; ela e todos os que com ela estiverem em casa; porquanto escondeu os mensageiros que enviamos.” Josué 6:17

    “E naquele tempo Josué os esconjurou, dizendo: Maldito diante do SENHOR seja o homem que se levantar e reedificar esta cidade de Jericó; sobre seu primogênito a fundará, e sobre o seu filho mais novo lhe porá as portas.” Josué 6:26

    As perguntas ainda patentes são: por que estão saindo tantos da obra neste momento? Será que estão todos realmente caídos? Será que as pessoas estão ficando loucas, depois de tantos anos de entrega e serviço de coração, para Deus e não para o homem? Você é leviano ao ponto de afirmar que todos os que saíram não tem compromisso com a Eternidade de Deus? Será que você não está em cima do muro?

    Pense nisso!

    A Paz do Senhor Jesus!

    Alandati.

    Publicado em http://diganaoaseita.wordpress.com/2012/10/22/saindo-de-cima-do-muro/

  7. Eurípia Inês disse:

    Irmãos retirantes,

    Encontrei hoje as anotações do último seminário manaínico presencial que participei. Presencial porque foi de última hora, dada a saída inesperada de cinco pastores aqui da região.

    Tal seminário contou com a nobre presença de um emissário do pes. Um altivo pastor que trouxe a NOVÍSSIMA mensagem:

    “A obra de Davi e a obra de Saul”
    (alguém de vocês já ouviu falar?)

    Bem, já que vocês retirantes passaram 10, 20, 30 anos e não aprenderam o que é “obra de Davi e obra de Saul”, vou relembrar os principais tópicos pra refrescar a memória de vocês.

    Foi assim, aquele bla, bla, bla obrático bem peculiar à obra, claro! E dá-lhe obra:

    A obra de Davi e a obra de Saul… a obra no começo o Senhor deu as primeiras mensagens… as experiências… Davi é entendimento de obra…o segredo da obra de Davi… pobre e necessitado… o servo só tem uma coisa a dizer: eu sou pobre e necessitado.

    Deus me chama para a Obra… Davi não queria cargo… não se exaltava… a nossa luta não é por cargo é para servir à Obra… Davi subia chorando porque era perseguido pelo filho… nós vamos chorar pela Obra… nossa luta é permanecer na Obra… a Obra é maior que as ovelhas… a Obra não depende de mim… segredo do servo: não sou nada, levo a arca porque a Obra é com lágrimas… meus feitos, meus títulos, minha vida nada velem, só a Obra… quem sou eu?… nada, a Obra é tudo… Obra, Obra, Obra, Davi, Davi, Davi,…

    Agora querem menos culto, menos oração…? Não! Precisamos de mais culto, mais madrugada, mais oração, mais poder… mais alegria na obra do sinhô… amamos a obra…

    Amados, só no último momento da mensagem é que o pastor do pes, falou o nome de Jesus.

    Bem, porque esta lembrança tão desagradável neste dia?

    Porque este dia é dedicado àqueles que já partiram desta vida, então, gostaria de trazer à memória de vocês a morte daquela que também já partiu, “a obra de Davi”, sabendo que esta tomava o lugar de Jesus em nossos corações.

    Tendo a certeza de que essa morte (obra de Davi), trouxe grande alegria e alívio a todos nós retirantes, lembremos-nos de ser gratos a Deus por tão grande livramento.

    Acho que devemos sempre agradecer a Deus por ter nos libertado, porque, irmãos, só Ele com seu poder para agir em nossas mentes e nos despertar e nos dar coragem para sair.

    Todos nós sabemos o quanto é doloroso saber que fomos desrespeitados traídos, feridos e dominados pela LNP linguagem do não-pensamento, que nos capturou de tal forma que não conseguíamos enxergar tal domínio maligno.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/

    Este foi o grande mal.

    Devemos ter gratidão a Deus por ter chamado e preparado irmãos como o CV que, anos e anos antes já alertava quanto aos perigos desta obra enganadora, destruidora e altamente dominadora.

    Sabemos que os nossos amados que já partiram, Deus está cuidando, mas nós os vivos podemos dizer: “Este é o dia que fez o SENHOR; regozijemo-nos e alegremo-nos nele.” Salmo 118:24

    É isso irmãos, alegremo-nos e regozijemo-nos neste dia pela nossa liberdade reconquistada em Jesus e por Jesus.

    A paz do Senhor Jesus a todos.

    Eurípia Inês.
    .
    .
    É isso:

    Aqueles formatados intoxicados com a enganação da LNP (linguagem do não pensamento) que introjeta o enigma OBRA na mente de cada um, falam OBRA 5 (cinco) vezes por dia (estimativa por baixo).

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/

    Assim, cada um deles

    em 10 anos fala 18.250 vezes a palavra OBRA;
    em 20 anos fala 36.500 vezes a palavra OBRA;
    em 30 anos fala 54.750 vezes a palavra OBRA;
    em 40 anos fala 73.020 vezes a palavra OBRA.

    Com esta enganação Obra de Saul… Obra de Davi o mestre-monarca-profeta achincalhava a igreja presbiteriana (onde ele havia liderado a conspiração e dissidência) e exaltava a Igreja-Fiel: a última igreja que veio da eternidade. E astutamente conseguia formatar a membresia nos cultos proféticos e nos seminários de onde levantava/levanta os valetes, digo, valentes Obra Revelada.

    http://doutrinarevelada.blogspot.com.br/2009/05/os-vanentes-da-obra-davi.html

    Apenas promessas de valentia… Esses valentes da Obra Revelada mas corriam/correm ao primeiro rosnar de um demoniozinho qualquer…

    Difícil ficarem livres da formatação.

    Este cálculo deve ser elevado ao quadrado, no mínimo, para meias-solas remendados – fora as vezes que falam OBRA nas pregações de OBRA, profetadas de OBRA e revelagens de OBRA -, marca registrada dos filhos do gedeltismo andando ao redor da letra, ops, “além da letra”.

    Mas considerando que para o eminente icemita-mor (mestre dos mestres da OBRA, o grande defensor da “imagem da OBRA” e pai da OBRA) a média é 100 vezes por dia falar OBRA, cumulativamente nesses 43 anos de OBRA, deve haver alguma fórmula matemática para esse cáculo; e peço ajuda ao ilustre Prof. ALANDATI (mas o cálculo é pra mais de milhão).

    CV
    .
    E o Prof. ALANDATI, às 12:38, respondeu, “in literis”:

    Amado CV,

    a fórmula de progressão de vezes que foi falada a palavra “obra”, seria a seguinte equação do primeiro grau, estimando a velocidade de 100 vezes/dia:

    N (nº de vezes que se fala obra) = 100 X 365 X A,

    onde “A” é a quantidade de anos decorrida.

    Como temos 44 anos, né CV? Pois, neste último mês de outubro, a obra fez aniversário, teremos a memória de cálculo:

    N = 100 X 365 X 44.

    Chegamos ao resultado de 1.606.000 (UM MILHÃO E SEISCENTAS E SEIS MIL) vezes que se falou “obra” durante o período de 44 anos de sua “maravilhosa” existência!

    Icemita, qual é o teu deus?

    Qual é o nome que mais é mencionado e ouvido por você?

    O meu e de muitos aqui é o do Senhor Jesus, Glórias a Ele por isso!

    A Paz do Senhor!

    Alandati.
    .
    .
    Mente corrompida.
    Não cura.
    Nasceu torto.
    Não muda.
    Morre torto.

    CV.

  8. Alandati disse:

    Amado CV,
    a fórmula de progressão de vezes que foi falada a palavra “obra”, seria a seguinte equação do primeiro grau, estimando a velocidade de 100 vezes/dia:

    N (nº de vezes que se fala obra) = 100 X 365 X A,

    onde “A” é a quantidade de anos decorrida.

    Como temos 44 anos, né CV? Pois, neste último mês de outubro, a obra fez aniversário, teremos a memória de cálculo:

    N = 100 X 365 X 44.

    Chegamos ao resultado de 1.606.000 (UM MILHÃO E SEISCENTAS E SEIS MIL) vezes que se falou “obra” durante o período de 44 anos de sua “maravilhosa” existência!

    Icemita, qual é o teu deus?

    Qual é o nome que mais é mencionado e ouvido por você?

    O meu e de muitos aqui é o do Senhor Jesus, Glórias a Ele por isso!

    A Paz do Senhor!

    Alandati.

  9. boa-fe disse:

    Meu Deus!!!!

    Quanto mais eu leio, mais me questiono como aguentei tanto tempo nessa denominacao ridicula, pastores pregando bobagem e achando que eh a revelacao mais quentinha. Tudo isso para envaidecer o velho monarca.

    Ele entao, nem se fala! Gedelti quando pregava mal lia a Bíblia, e tudo o que falava fugia do contexto, sem comeco, meio e fim.

  10. Paulo dos Santos disse:

    Gostaria que alguem me informasse a quantas anda o relatório de investigação do Ministério Público a respeito das denúncias de crimes praticados pela ICM.
    Sei que foi decretado o sigilo mas, alguma coisa sempre “vasa” nestes casos afinal é muita gente envolvida (vítimas e possiveis indiciados).

    Aquí em SP o silencio é quase total, não se tem nenhuma informação oficial, os pastores não comentam.
    Sou membro da ICM e batizado e nunca participei ativamente exercendo alguma função na ICM, mas sempre me sentí bem nos cultos onde vou regularmente.
    Não quero entrar nos aspecto doutrinário pois, para mim o meu compromissso maior é com o SENHOR JESUS E SEUS ENSINAMENTOS inseridos na Biblia, a palavra de DEUS e ponto.
    Mas, frequentar uma entidade onde seus líderes estão sobjúdice fere a minha inteligência e me deixa pouco a vontade, principalmente por ter sido durante quase trinta anos policial civil.

    A Paz do SENHOR
    .
    .
    “Aquí em SP o silencio é quase total, não se tem nenhuma informação oficial, os pastores não comentam.”
    .
    .
    Olá Paulo, graça e paz em Cristo Jesus

    Bem vindo. Esteja à vontade.

    Hoje cedo deixei para os leitores:

    “Até o momento, os promotores estaduais já identificaram cinco tipos de crimes: estelionato, formação de quadrilha, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

    As denúncias de compra de dólares aparecem até mesmo na investigação feita pela própria Maranata no final do ano passado. O argumento dos pastores, segundo os depoimentos, era de que o dinheiro serviria para ajudar os “irmãos no exterior”. Os valores eram levados para o exterior na mala dos fiéis.

    Já os equipamentos de videoconferência teriam sido comprados nos Estados Unidos e no Paraguai e trazidos para o Espírito Santo de forma irregular, na mala dos fiéis.”
    http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/03/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/1146308-crimes-federais-investigados.html

    O agente público trabalha em órgão federal e intui que a movimentação de funcionários desvendando o crime. Contrabando! Escutas telefônicas, esquemas da quadrilha que inclui religiosos, quebra de sigilos e a montagem da operação policial (na “Operação Duty Free” descobriu-se o envolvimento de 16 dezesseis pessoas, pastores inclusive).

    O cumprimento dos mandados de prisão, o escândalo e o espanto: “Como?! Nessa Obra não! Aqui é tudo por revelação!” Mas o Ministério Público Federal entra em cena, a Justiça Federal aceita a denúncia e outra SENTENÇA!

    O desespero entrou no coração de muitos sofredores.
    O mal já está determinado… e já vem.
    Os retirantes enchem as estradas.
    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/11/fuja-crente-nao-seja-cumplice/

    Paulo dos Santos, se o “silêncio” é quase total, faça alguma coisa: envie as notícias para os amados irmãos; espalhe entre amigos o link de acesso ao Blog; faça perguntas ao pastor da unidade local; livre-se da enganação; não concorde com evasivas deles.

    Questione.

    Salve os membros da sua família.

    CV.

  11. M.Durão disse:

    A falsa unção gera morte!

    http://obramaranatarevelada.wordpress.com/a-falsa-uncao-gera-morte/

    http://www.4shared.com/video/cNZ6SxUz/Uma_denominao_em_ruinas_pelo_d.html

    “Às vezes o irmão diz assim: “porque que o Senhor não amassa esse pessoal todo que está contra nós?” Pensa, todo mundo pensa: “Senhor, eu não quero fazer mal a ninguém, meu Senhor, mas se um ônibus passasse em cima dele, não é? Se. Mas o Senhor não faz assim. A vitória Dele é Dele, é pra glória Dele. Não é pra minha glória.

    Agora, o que o Senhor vai fazer, nós queremos que o Senhor faça uma porção de coisas: corta o pescoço de um, que o outro caia do avião… é tudo que tu queres. Ah, viajou? Ele já caiu do avião? Ele está doente? Hummm, está doente, está mal, está diabético. Todo mundo tem diabetes, não é?

    Então o Senhor vai dar a vitória, Ele é o provedor de todas as coisas. A obra que Ele gerencia, que é Dele, vai continuar sendo Dele, não é minha nem de ninguém. E Ele vai continuar providenciando todas as coisas. E é por isso que nós temos um povo que está aí, firme, consciente, apesar dos e-mails. Nós temos que dizer isso ao nosso povo: vamos seguir, é pra seguir, o que que estão esperando? Mais um e-mail da Zucarela? É isso que vc está esperando? Ele não vai dizer coisas boas, porque o adversário não tem coisas boas pra dizer nisso. É isso que você está esperando? Não espere isso, pegue a Palavra de Deus e Deus vai falar com você.

    Quando eu recebi um email, eu abri a Palavra, em um texto da Palavra, que diz assim: “não quero que você veja isso”.

    Pra esse que enviou isso nem vou ler aqui o que está reservado para ele porque são os juízos do Senhor. Eu bem que gostaria que acontecesse tudo aquilo. Ele está sempre rodando no mesmo lugar e fazendo alimento pra Dalila, pra igreja infiel. E ele pensava que o Espírito de Deus ainda estava sobre ele. Este é o grande problema dos que caem: pensam que o Espírito Santo está com aquele ministério. Abandone isso, deixa pra lá, caiu, caiu, foi pra lá, deixa ir embora. Ele escolheu o que ele queria.

    Ele abandonou a coisa mais preciosa. Ele negou o dia em que ele foi à frente diante de toda a igreja, ele não respeitou a sua vida, a ovelha, aquilo que ele diz que mudou depois de 20, 30, 40 anos. Bom, não justifica, porque ele viveu 40 anos mentindo. Ele não tem direito, ele não tem valor, esse homem não tem valor. Não é nem questão espiritual, é questão de caráter. Eu não posso pregar uma coisa hoje aqui e amanhã vir aqui dizer pra todo mundo, telefonar pra um e pra outro, pra dizer que a Obra está errada e que eu estou certo. Eu não posso fazer isso.

    Isso é uma falta de caráter. Como é que eu vou dizer que o Espírito Santo revelou nesses 40 anos e amanhã eu vou dizer que eu não creio? A linha do Espírito é muito séria. E as pessoas pensam que mudando de lugar está tudo bem. Sabe o que é que aconteceu depois de tudo isso, Sansão teve uma grande oportunidade, sabe qual foi? De morrer debaixo dos escombros daquele templo da religião que ele serviu de palhaço. Foi lá pro templo, pro ídolo. Segurou uma coluna, morreu junto com os filisteus. Quem está com ele morre também. Como morreu com Adonias. E nós estamos falando aqui pra muitas pessoas que precisam ouvir isso. Não em vídeo conferência. Aqui.

    O homem que cai nessa Obra só tem um lugar pra ele: debaixo dos escombros com aqueles que ficam à sua volta, aqueles que chamaram pra essa posição, para aqueles que os tiraram da posição certa. E a morte e a sepultura é ali, o deus dos filisteus. É ali com a farra religiosa, porque quando levaram a Sansão foi pra ele dar um show e ele foi pra dar o show. É esse show que está por aí, que muitos estão indo pra lá. Pra esse show, pra esse teatro.

    E não sabem que o Espírito do Senhor não estava mais sobre Sansão, Sansão não sabia. Vamos andar, vamos caminhar, vamos continuar. A jornada é essa mesmo, os obstáculos são dentro de casa, sabe, é a família, é a esposa, é o marido, é o tio, é o avô, é o cunhado, é o que está em Brasília, é que está lá no Canadá, é o que está lá na China, é o que está lá no Japão. O que é que você tem com isso? Deixa pra lá. Vá viver sua vida. Qual o problema? “Oh, você sabia que…você sabia que? Oh, estou tremendo.” Ah! Você tem que tremer por causa dos seu problemas. Não tema pelos problemas dos outros não. Porque cair é só pra quem está em pé. Meus irmãos, são obstáculos que nós temos que vencer.

    A Bíblia diz que a primeira coisa que nós temos que vencer é o mundo e o mundo é gente. Se você ficar preocupado com o seu parente que está caindo pra lá, você vai atrás do seu parente. Ele quer vinho, ele quer cachaça, ele quer whisk, ele quer ficar sem roupa, ele quer isso. Ele quer carne. É isso que você quer? Se é isso que você quer vai pra lá. Quem que está te impedindo? Vai pra lá. Vai pra roda dos escarnecedores. Vai negar tudo que você recebeu na vida. Faça isso e você vai ver o resultado na sua família, na sua casa.

    As pessoas tomam medidas e não vêem os seus filhos que estão presenciando aquilo. Você tira um filho da igreja. Há dias atrás estava um chorando, pediu a visita, foi visitado. Ele chorava, há três dias que ele estava chorando copiosamente. A esposa tinha saído. A filhinha que estava indo nos cultos pedia: “papai, me dá uma roupa descente, eu quero ir pra igreja.” “Não, não, para com isso”.

    Resultado: copiosamente veio chorando porque a filha dele estava no mundo, a esposa estava cancerosa e ele não sabe o que vai fazer. Vizinhos da Igreja, todos vizinhos da Igreja. Meus irmãos, o homem é muito fraco. É com esse? Esse é o testemunho que você vai viver? É do seu vizinho, é do seu parente, é do seu amigo?

    Parente pra mim é a pior coisa que eu tenho. Nunca vi nada igual. Todos os inimigos que eu tenho são os parentes. Alguns, nem todos. Eu não preciso deles pra nada. Não preciso deles pra nada. Não tenho que pedir licença a eles pra nada. Nunca pedi e nem vou pedir.” Mensagem revelada pelo espírito-mestre do pai da Obra.

    igreja maranata – O grito dos retirantes está sendo ecoado por toda parte e em breve todos saberão que esse lugar é o ópio do povo ignorante…
    http://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/01/21/igreja-maranata-o-grito-dos-retirantes-esta-sendo-ecoado-por-toda-parte-e-em-breve-todos-saberao-que-esse-lugar-e-o-opio-do-povo-ignorante/

    igreja maranata – Se vc é contra a corrupção, o que vc está fazendo dentro dessa seita? Ali é fabrica de meia-solas, e a corrupção corre solta. Da cabeça aos pés. Só não enxerga quem não quer.
    http://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/01/21/igreja-maranata-se-vc-e-contra-a-corrupcao-o-que-vc-esta-fazendo-dentro-dessa-seita-ali-e-fabrica-de-meia-solas-e-a-corrupcao-corre-solta-da-cabeca-aos-pes-so-nao-enxerga-quem-nao-quer/

    igreja maranata – o mal uso do “dão” se tornou um instrumento perverso de manipulação das pessoas dentro da administração do pes, e dentro das unidades icm – dando margem ao abuso espiritual sobre a membresia http://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/01/26/igreja-maranata-o-mal-uso-do-dao-se-tornou-um-instrumento-perverso-de-manipulacao-das-pessoas-dentro-da-administracao-do-pes-e-dentro-das-unidades-icm-dando-margem-ao-a/

  12. filho de deus disse:

    Pelos frutos conhecereis a arvore!
    Naquela mesma hora chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus?
    E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles,
    E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus.
    Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.
    E qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe.
    Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que crêem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.
    Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!
    Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado, do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno.
    E, se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno.
    Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre vêem a face de meu Pai que está nos céus.
    Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido.
    Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em busca da que se desgarrou?
    E, se porventura achá-la, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela do que pelas noventa e nove que se não desgarraram.
    Assim, também, não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca.

    Mateus 18:1-14

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.