A babilônia prostituída

  A autoridade eclesiástica dos pastores da ICM é concedida pelo PES e não necessariamente por Deus; e enquanto esses homens permanEcem vinculados ao mesmo eles sempre terão algum grau de poder sobre os membros da igreja.

A falsa unção gera a morte. Alguém consegue imaginar cerca de 30.000 documentos extraídos dos escaninhos do palácio da rainha desfigurada, circunstanciando a existência de crimes (em tese) e apresentados às autoridades públicas?

Ao longo desse governo monárquico, pseudocarismático e quadragenário Gedelti Gueiros exigiu incondicional obediência ao que ele fala. Ao tempo em que instiga o ódio religioso ele ameaça com a profetada: Bichada! Bichada! Vai ser comido de bicho!

Ele envolveu-se em atos administrativos os mais diversos, pessoalmente, a ponto de colocar funcionário de joelhos na sua frente, assediando-o moralmente e exigindo obediência do oprimido (equivalente ao “endemoninhado”, gr. daimonidzomai cf. Mc. 5.1-12 RA-SBB). Este termo oprimido é comum no maranatês. Fatos mencionados em atual demanda judicial em face da ICM-PES.

Ele persuadiu os membros do Presbitério à construção da ideologia Obra como forma de vida, concentrando dinheiro em abundância incalculável, criando o curral eleitoral, disponibilizando invejável patrimônio imobiliário e elaborada cadeia de influência nos poderes públicos. Cercado de falsos profetas, mercenários e políticos raposas, ele dominou sobre as unidades locais, ciente da existência das fábricas de notas fiscais frias. Inegavelmente!

Enquanto o Diabo balança o rabo na boca dos falsos profetas, cresce o fanatismo instigado pelo ódio religioso em defesa da Obra como forma de vida. Constitui a exata expressão do interesse da Obra como forma de vida – e passa a fazer parte do dogma Corpo da Obra – aquilo que ossorrevela pela boca do chefe-profeta de todos. O formatado icemista não mais consegue existir sem os comandos do Cabeça do Corpo. O poder falsa unção!

Entrementes, a babilônia maranática despontou histericamente. Nela o atual Conselho Presbiteral, estabelecido em 10.12.2011 por voto de manobras palacianas, nada mais faz do que elogiar o monarca, enquanto seus membros continuam mentindo para si mesmos, mentindo reciprocamente, mentindo para a membresia e mentindo para Deus e para o Diabo para não esquecerem que mentiram.

  Estranhamente, os membros da fábrica de meia solas (quem lê entenda) não passam de espantalhos engravatados gerados no pandulho da rainha desfigurada.

Fujam deles crentes! Não sejam cúmplices! Julgando-se os valentes da Obra (jargão inventado por Gedelti) deixaram a membresia nas garras dos donos de balcões de negócios e dormiram profundo sono ao som do grito histérico: Maranata! Maranata! Maranata! Enquanto os Judas da elite eclesial metiam a mão no dinheiro consagrado ao Senhor, o irresponsável mestre-mor construía heresias e gritava o famoso TÁ TUDO CERTO!!!  Zombeteiramente!

Lamentavelmente, o gedeltismo continua insuportável em desvarios e mirabolantes planos de um sistema político-religioso que dominasse o poder civil, pelo menos por algum tempo, como na frase gedeltiana: Quem me dera se o Brasil aceitasse a Obra!  Esforçando-se em desacatar as Escrituras, o mestre-monarca-profeta e seus falsos mestres e falsos  profetas alcunharam a expressão igreja fiel, Obra que veio da eternidade, porta da salvação, projeto de salvação, inconscientemente, mas à semelhança de Ninrode, o arquiapóstata da era patriarcal, o fundador de Bab-el, ou Babilônia, que constrangeu seus companheiros à construção uma obra profana cujo topo chegasse aos céus (Gn. 11. 1-9).

Maquiar a imagem da Maranata é absolutamente impossível. Não duvide: esta Obra como forma de vida doideja nos anos, enriqueceu, envelheceu e mostra os trapos. O monarca está nu e nem lava os pés. Sem sentir vergonha!

Não duvide da imagem atual da Obra.

O gedeltismo desenvolveu estratégias para atrair, enganar e manipular a membresia. Esta ideologia opressora mostrou para o que veio e empurrou o povo para um  beco sem saída . Quadra registrar, que na História da Igreja Cristã “Qualquer igreja que coloca no lugar da Salvação soberana estratégias humanas pra atrair, é uma igreja prostituída.” C.H. Spurgeon

O poço de iniquidades desta babilônia eclesiástica continua escancarado aos olhos da Sociedade e é investigado pelos Poderes Públicos. Incansavelmente! Quando mais se abre mais fede e explodem mais podres e trapaças quanto mais se investigam os esconderijos dos Judas que beijam os donos de balcões de negócios.

PENSE!

Que Obra Maravilhosa, hein Gedelti?!

Será difícil entender, que, a Maranata está cheia de “anticristos” (cf. 1 Jo. 2.18); que o maioral deles foi bem identificado pelo MP-ES (em cuja DENÚNCIA de 08.05.2013 Gedelti Gueiros aparece no vértice da pirâmide do crime em uma sofisticada organizada criminosa); e confusão é o nome que podemos dar à denominação eclesiástica prostituída?

Leia também:

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/03/prisao-de-pastores-da-maranta/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/maranata-19-denunciados-por-estelionato-formacao-de-quadrilha-e-duplicata-simulada/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/fundador-da-igreja-maranata-e-detido-e-presbiterio-e-interditado-no-es/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/05/snapshot-news/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/06/snapshot-news-ii/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/08/snapshot-news-iii/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/09/snapshot-news-iv/

http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/10/snapshot-news-v/

NOTAS

Acompanhe em

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz

https://www.facebook.com/CavaleiroVeloz?fref=ts

Aqui não é lugar para calúnias, deboches, difamações, injúrias e maldições comuns em formatados icemistas instigados pelo ódio religioso. Discutimos doutrinas e ideias.

Cite  http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/11/a-babilonia-prostituida/ caso faça cópia ou transcrição deste texto.

Em nome da ética democrática, que a data original e origem da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

Escrever em CAIXA ALTA (letras maiúsculas) é deselegante. Evitem postagens fora do FOCO do artigo.

Imagens colocadas nos artigos como ilustração foram retiradas da Internet (Google) e também dos textos aqui postados, presumindo serem de domínio público. No caso que haja alguma imagem sem os créditos devidos não foi intencional; e, deste modo agradeceria em nos avisar que colocaremos os créditos.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

455 Respostas para “A babilônia prostituída”

  1. Firme nas Promessas disse:

    Boa noite CV , retirantes e nao retirantes

    Quero dizer
    que aguardo o desenrolar das investigações,
    pois acredito
    que não acabará em pizza.
    Estamos de olho!!

    Abraços a todos

  2. Almeida Jr disse:

    CV, é isso mesmo?

    Dizem que a Receita Federal está intimando (pastores?) naquela coisa de notas frias… Pensei que estava tudo esclarecido…
    .
    .
    Almeida Jr

    Bem vindo.

    Em antigos comentários na Comunidade Já Fui Um Maranata (JFUM) no ORKUT e neste Blog falei que o gedeltismo havia IMPLODIDO a Maranata e a iniquidade estava começando a transbordar.

    Era questão de esperar…

    Frisei que haveria necessidade de apurações quanto aos crimes (em tese) de alguns da elite com reflexos para diversos membros do escalão inferior.

    Em 27.11.2012 publiquei http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/11/ja-esta-posto-o-machado-a-raiz-das-arvores/ e no final do artigo citei o instituto da delação premiada a que alguns envolvidos recorreriam… Depois destinei esta parte final e deixei nas páginas (coluna à esquerda do vídeo).

    Entrementes, o GAECO desenvolveu a “Operação entre Irmãos” para apurar desvios de doações da Igreja Maranata e determinada a quebra dos sigilos fiscal e bancário dos envolvidos e até sequestro de bens.

    Foram avisados.

    O ano de 2012 ficou na história…

    Se atualmente, Gedelti afirma: a verdade está na inocência (como fez em BH, publicamente), você acredita?

    Tem muita sujeira nesse poço de iniquidades…

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

  3. Pr. Eduardo Gil Vasconcellos disse:

    Estava falando com um irmão que saiu da seita maranata. Ele me contava, que na cidade de Santa Rosa-RS um irmão e sua esposa saíram da seita maranata por causa da roubalheira; e este irmão que saiu fez uma cirurgia no quadril.

    Desde que colocou a prótese no quadril, o genro que é “ungido do sinhô”, cujo nome é Sandro, não telefonou e nem visitou seu sogro, porque seu sogro é retirante.

    Que hospício é esta seita maranata, o navio esta afundando e tem gente que continua cego…

    Quem tem ouvidos ouça e saia desta seita herética!
    .
    .
    A ideologia Obra como forma de vida entorpeceu a membresia, a ponto de desprezarem a si mesmos; que dirá aos da casa quando acordam da estupidez e saem de lá.

    Entrar na seita é fácil, pois o encantamento é feito com a empulhação de falsos dons e insistência com frases de efeito no enfoque de Obra revelada que veio da eternidade… igreja fiel que será arrebatada na quarta trombeta… a última igreja etc.

    Existem aqueles que batem no peito e dizem:

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/sou-estou-e-vou-continuar-na-maranata/

    Fazer o que?!

    Leiam

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/comment-page-3/#comment-13056

    Os jargões espalhados pelo mestre-profeta ecoam na mente de cada um dos devedores da Obra; e enorme esforço espiritual deve ser dispensado para livrar a memória desses JARGÕES.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/comment-page-3/#comment-18255

    Retirantes, livrem-se dessa intoxicação.

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV

  4. Almeida Jr disse:

    E olhe ai, CV,

    eles mentiram o tempo todo dizendo “nesta Obra pastor não recebe salário”….

    http://exmaranata.tumblr.com/post/117481032557/seita-maranata-contam-que-o-tal-de-pes-nao
    .
    .
    Amado,

    A elite da Maranata mente o tempo todo…

    Coisa antiga…

    Enquanto denunciávamos esse jogo de mentiras palacianas, nos apedrejavam e éramos tidos como inimigos da Obra, filhos do Diabo e mentirosos; mas a casa caiu… e demonstramos com FATOS.

    Esconderam esses pagamentos e publicavam notas na Mídia dizendo “Nesta Obra pastor não recebe salários…” e aquele que assinava como Secretário do Presbitério recebia salários como demonstramos com documentos.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2014/11/snapshot-news-vi/comment-page-1/#comment-15213

    http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/10/21/essa-nf-que-postei-consta-nas-denuncias-do-mp-ai-esta-a-prova-concreta-de-que-esses-boatos-que-alguns-pastores-recebem-r-15-00000-e-veridica/

    https://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2015/04/22/os-pastores-da-obra-nao-recebem-salario/

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2013/11/a-babilonia-prostituida/comment-page-9/#comment-18264

    Não me admira que esse Daniel seja mantido com apartamento (de frente para o mar na Praia da Costa, carro, gasolina etc.) porque faz o jogo do poder religioso… jogo sujo… muito sujo.

    No primeiro trimestre do ano em curso Daniel Moreira recebeu mais de R$ 80.000,00. Já pensou em R$ 350.000,00 no ano?

    Porque duvidar da astúcia do mestre-profeta agora denunciado pelo MP-ES como o VPC da SOC?

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

    Atualização em 13.05.2015 às 12h

  5. Léo disse:

    Ao responsável pelo site;

    a Salvação é individual, e é um favor imerecido de Deus para com o homem, GRAÇA. Você tem certeza da sua ? Falar bem ou mal de uma denominação evangélica não leva ninguém pra eternidade. Estamos vivendo dias difíceis, e a volta de Jesus esta próximo. Então, cuide da sua vida espiritual, e deixe cada um cuidar e se preocupar com a sua.
    .
    .
    Léo,

    leo01@gmail.com
    179.187.140.223

    Bem vindo.

    Começo por aqui:

    1. A maior e mais opressiva preocupação de Gedelti é essa: consolidar as doutrinas da obra. Com esse entulho a formatação continua com a membresia calada, dizimando, enganada com falsos dons, medrosamente obedecendo e presa ao sistema.

    2. As falas de alguns do Conselho Presbiteral exibem a formatação do indivíduo: Duguay disse em entrevista em A TRIBUNA: fomos gerados por uma doutrina e somos fiéis a ela, pois ela mudou a nossa vida; e Gilson esnoba o orgulho religioso: foi para preservar os nossos valores, e são esses valores que vão nos fazer passar uma herança para uma próxima geração de servos do Senhor na obra….

    Eles expressam as falas de Gedelti Gueiros. Não passam de papagaios.

    Esperava por você. O autor de mais de 300 (trezentos) artigos deste Blog com mais de 13.000 (treze mil) postagens sou eu. Outros artigos estão publicados em uma dezena de Blogs além de centenas de postagens em mais de uma dezena de comunidades e/ou grupos do Facebook.

    Este artigo estava com 450 (quatrocentos e cinquenta) postagens até V. aparecer. Isto quer dizer, que, se alguém quiser imprimir o artigo e postagens precisará de umas 150 (cento e cinquenta) fls. A4.

    Evidentemente, V. nada leu.

    Interessantemente, algumas das costumeiras expressões dos crentes mararatas aparecem em sua postagem: salvação é individual… eternidade… volta de Jesus… cuide de sua vida… dias difíceis… funcionando como jargões introjetados na mente e influindo na conduta do formatado (que continua sem entender o que fala… e se fizer pergunta é posto no BANCO!!!).

    Isso quer dizer: formatado bom de Obra como forma de vida é assim mesmo: acredita em mensagem além da letra, clamor pelo sangue de Jesus, consulta à Palavra e na quarta trombeta para arrebatar a igreja fiel – leia-se Maranata; porque o resto, diz Gedelti, é Mescla e Religião, pois a Obra é a porta da eternidade e quem não está na Obra está fora e será comido de bichos. Escute o mestre-profeta

    Leia mais em http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/11/a-linguagem-do-nao-pensamento/comment-page-3/#comment-18255

    Nesta prisão religiosa o formatado devedor de Obra decora apostilas, despreza o estudo criterioso das Escrituras, elogia as doutrinas da Obra, concorda com fofocas, meias verdades, profetadas e revelagens do culto profético e dos seminários da Obra; e exalta a Obra quando o mestre-profeta-mor aparece e diz: a inocência está na verdade (mas o diz em autodefesa diante das DENÚNCIAS do Ministério Público e cerca de 15 Procedimentos Investigativos).

    O pior é que o formatado idiotizado tem medo… muito de medo de perder essa salvação individual se, por acaso, fizer alguma pergunta ao levantado pastor, questionar alguma profetada e/ou revelagem e querer saber se existe ou não transparência nas contas do Presbitério. Porém, deveria haver transparência, não é? E quando houve? NUNCA!!!

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/o-clamor-publico/comment-page-5/#comment-9133

    Por fim, a formatação idiotizante é certo estado de espírito introjetado na alma (emoção, inteligência e vontade) do indivíduo, que o guia, obriga e orienta a fazer – exatamente – o que o falso mestre – opressor religioso – quer que ele faça, enquanto domina os membros, expropria bens e imóveis da Instituição através de procurações, foge à responsabilidade e nega transparência.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2012/03/o-clamor-publico/

    Porquanto, de olhos fechados para a realidade o formatado expressa gratidão ao ser contado entre os que creem na crença do guia religioso, considerado e elogiado como servo da Obra para viver a ideologia Obra como forma de vida. Ele enaltece fatos e feitos da enganosa propaganda religiosa (ufanismo); e carente de argumentos em defesa da Obra, como que enlouquecido grita: Maranata! Maranata! Maranata!

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2015/05/o-momento-e-agora/

    Que Obra Maravilhosa, hein?

    Você ouviu o som do tambor e não mais poderá dizer: ninguém me avisou.

    http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2009/12/eu-e-o-meu-tambor/

    “O SENHOR é minha justiça.”

    CV.

Deixe o seu comentário

Resolva a seguinte pergunta para envio * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.